Madrugada camponesa, faz escuro ainda no chão, mas é preciso plantar. A noite já foi mais noite a manhã já vai chegar. Não vale mais a canção feita de medo e arremedo para enganar solidão Agora vale a verdade cantada simples e sempre agora vale a alegria que se constrói dia a dia feita de canto e de pão. Breve há de ser sinto no ar tempo de trigo maduro vai ser tempo de ceifar Já se levantam prodígios chuva azul no milharal, estala em flor o feijão um leite novo minando no meu longe seringal. Madrugada da esperança já é quase tempo de amor colho um sol que arde no chão, lavro a luz dentro da cana minha alma no seu pendão. madrugada Camponesa faz escuro (já nem tanto) vale a pena trabalhar faz escuro, mas eu canto porque a manhã vai chegar.

You are missing some Flash content that should appear here! Perhaps your browser cannot display it, or maybe it did not initialize correctly.

Postar novo Comentário

CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.