Direitos Urbanos impede Eduardo Campos de construir viadutos

Autor: 

Obras orçadas em R$ 132 milhões 

 

 

 “O Projeto dos Viadutos da Agamenon Magalhães era o que causava maior preocupação pela dimensão dos seus impactos na cidade. Como cidadã (e acreditando ser o desejo de toda a sociedade), gostaria de ter acesso aos Estudos realizados sobre a obra (Estudo Técnico Ambiental e Estudo de Impacto de Vizinhança)”. Belize Câmara via Facebook

Promotora do MPPE (Ministério Público de Pernambuco) 

Promotora de Meio Ambiente do MPPE, Belize Câmara 

Foto: Leonardo Cisneiros

 

 

 

Por Antonio Nelson* 

Antonio Nelson

 

Após pressão dos ativistas do (blog) Movimento Direitos Urbanos, a Promotora Belize Câmara, do MPPE (Ministério Público de Pernambuco), cidadãos e especialistas de urbanismo, o governador Eduardo Campos (PSB/PE), junto à Secretaria Estadual das Cidades, declarou nesta quinta-feira, que não irá mais construir viadutos sobre a Avenida Agamenon Magalhães. 

Com obras orçadas em R$ 132 milhões, Campos já tinha assinado documento de desapropriação dos imóveis e lançou o edital de licitação da construção dos viadutos. 31 imóveis da avenida e entorno seriam desapropriados. Prédios residenciais e comerciais. O McDonald’s, lateral do Clube Português, localizados na Rua Bandeira Filho, e o Bompreço do Parque Amorim.

Em entrevista coletiva, no Centro de Convenções, o Governo também anunciou a assinatura da ordem de serviço para construção do Corredor do Transporte Rápido de Ônibus (TRO) Norte/Sul. Presentes, o arquiteto Múcio Jucá, que é responsável pela formulação de documento com alternativas à obra, e ofilósofo, professor e ativista do Movimento Direitos UrbanosLeonardo Cisneiros, da UFRPE (Universidade Federal Rural de Pernambuco), que ao lado de Edinéa Alcântara, Fabianna Freire Pepeu, Liana Cirne Lins, Lucas Alves e Sergio Urt, em que mobilizam assinaturas para encaminhar Carta ao Prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB/PE), em petição online, onde denuncia as irregularidades do Projeto Novo Recife. 

Através do twitter, Evaldo Costa, secretário de Imprensa do Governo, destacou: "Governador anuncia agora decisão do governo e da prefeitura de implantar corredor exclusivo de ônibus da Agamenon Magalhães sem viadutos na RMR". Costa falou sobre o financiamento de estudos detalhados para a mobilidade e o futuro do Recife. Com a implantação de 100 km de corredor exclusivo de ônibus e 100 km de ciclovias permanentes no Grande Recife. 

A previsão era de quatro viadutos no projeto do Governo do Estado para implantação do trecho do Corredor Norte/Sul). Para avaliar o impacto sobre a vizinhança, à circulação e ao meio ambiente, três estudos tinham sidos solicitados à Secretaria das Cidades pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Os viadutos seriam construídos nos cruzamentos com as vias que apresentam maiores retenções na área: Dom Bosco, Paissandu, Bandeira Filho e Rui Barbosa, segundo o projeto.

 

 

*Antonio Nelson é jornalista. 

 

Média: 4 (5 votos)

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.