Sinal da TIM - Um Grito Parado No Ar.

Tenho me deparado nos ultimos meses com dificuldade para falar ao celular com pessoas que também possuem o plano liberty da operadora TIM. Afora as sátiras de facebook, importantes sim, mas sózinhas não reproduzem nenhum efeito prático, principalmente quando se trata de direitos do consumidor. A desfaçatez com que a ANATEL leva os casos de reclamações é de uma brutal inoperância, que só faz contribuir ainda mais para que as operadoras, continuem tratando todos nós usuários como consumidores de terceira classe, e me pego pensando se de fato não somos mesmo, consumidores de terceira classe. Nos demais países, principalmente na Europa onde esta sediada a TIM, o sinal é bom, a velocidade de trafego é adequada, e o preço é justo. Porque aqui os valores são invertidos? O sinal é ruim, a velocidade é lenta, e o preço é exorbitante. A tal modernidade - equando o ar foi vendido - pelo Sérgio Mota, lugar tenente do FHC, os compradores ofereceram mundos e fundos. De fato não precisamos mais ficar em fila na Rua Sete de Abril - em frente a extinta TELESP, para pegar senha de um, dois até três anos para obter um numero residencial, ou então, caso a necessidade fosse de um numero comercial, a obrigatoriedade de procurar na bolsa de telefones. Aí a jogatina era muito maior. Os barões da bolsa nadaram em cima de altas quantias de dólares, afora as outras quantias enviados ao exterior, por caminhos ilegais. Todos sabiamos e pouco podíamos fazer contra esse estado de coisa. Mas por outro lado o fato de hoje alcançarmos a soma estapafúrdia de 200 milhões de aparelhos, não quer dizer que estamos mais modernos podendo se classificar como consumidores de primeira "catchiguria" . A quantidade de aparelhos/numeros não corresponde ao número de antenas necessárias para dar fluxo as ligações - sou leigo em telefonia, mas não sou bobo e nem babaca - prá saber que nos enfiam goela abaixo planos e pacotes mirabolantes, dada a esperteza de marketeiros - estes sim de quinta categoria - sem ética profissional, que vendem de tudo pela metade, cobram o dobro e não entregam nem sequer o prometido. E quanto nossa classe politica, que deveria, pelo menos em principos nos proteger, são corrompidos com campanhas pagas por estas multinacioanais e descaradamente advogam em beneficio delas, usurpando direitos da sociedade, neste caso especifico, o direito a comunicação, tal importante, vital tal e qual o direito de ir e vir. Nas companhias aereas os famosos overbook´s - prefiro a nomemclatura brasileira de Ariano Suassuana - vendem mais bilhetes do que poltronas existentes. Inventam um sem fim de termos tecno´s para esconder o portugues claro. vendem mais bilhetes do que poltronas existentes. O mesmo faz as operadoras. Nos resta o canal de reclamação da Agencia Reguladora. E tente fazer a reclamação! começa pelo 0800 - que não aceita ligação de celular, ou seja, você tem que ter ao seu lado um numero fixo. Como pode assim!!!! uma agencia que regula as comunicações, dentre elas a telefonia celular, não aceitar  ligação de um celular! O mesmo ocorre com as operadoras de canal a cabo, internet e telefonia - os benditos combos. Nos vendem gatos por lebres, e contam com a inoperância da ANATEL para serem multadas, e são comunados com a nossa distinta classe politica. Enquanto a nós, somos os que pingam os centavos diariamente nas ligações que não se completam, e te obriga ligar novamente, e outra vez, até que por necessidade extrema, voce seja obrigado a deixar o recado na caixa postal, que passou a ser cobrada mensalmente - com a distinta maracutaia marketeira - você só paga se usar. Acontece que se você usar uma unica vez, você já paga o mês inteiro. Fale infinity com a pouca vergonha desse governo que paga para os meios de comunicação falar mal de si próprio, em detrimento da sociedade explorada na maior cara dura em plena luz do dia por esses grupos corporativos multinacionais, dentre eles os dantescos, gilmarescos, e outros escos afins. Por esta e outras, continuamos sendo um baita mercado emergente, de excelente qualidade para os interesses do lucro. Não reclamamos nossos direitos. E quando nos propomos a reclamar, nos deparamos que não temos interlocução e nem tampouco proteção do Estado para nossas reclamações, quanto mais dos politicos mal comunados com as empresas.

Imagens: 
Sinal da TIM -  Um Grito Parado No Ar.
Média: 3.5 (2 votos)

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.