Faltou coragem, força e determinação ao relator da CPI

Relator da CPI do Cachoeira afirmou que se soubesse que relatório final não seria aprovado não o teria modificado, quer dizer, desconvocado Policarpo Jr. e Gurgel.  Oras deputado, investigação não é ofício de adivinhação, deveria ter mantido suas convicções e partido para o embate 


Mais umas palavrinhas: Odair Cunha recuou das convocações de Policarpo Jr. e de Roberto Gurgel, tentou compor com a oposição, ou seja, fez de tudo para que a CPI tivesse tal final, ao tentar agradar a grande imprensa.
Faltou coragem para emplacar um relatório contundente que mantivesse convocações e apontasse o dedo para a face criminosa da associação Veja/Cachoeira.
O deputado petista de Minas Gerais, talvez tenha analisado que um recuo naquele momento seria suficiente para avançar nas incriminações depois [ou seja, agora].
Errou feio e se colocou, publicamente, como quem pudesse ter o que perder com a aprofundamento das investigações, mesmo que possa não ter, deixou esta imagem.
Agradecem Perillo, oposição demotucana, Cachoeira, Policarpo Jr. e a velha imprensa associada ao crime.
Relatorias de Comissões parlamentares, requerem, entre outros requisitos de seu titular, coragem, força e determinação, pois precisam passar para a opinião pública tratar-se de coisa séria o objeto investigado.
Infelizmente, não foi o que houve... continue lendo

Nenhum voto

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.