Incongruência flagrante: União Européia é nobel da paz!

Crise espanhola assola famílias e compromete futuro próximo dos mais jovens.  O mesmo se repete em Portugal, Grécia e Itália, União Européia impõe receituário neoliberal que sacrifica ainda mais desassistidos e preserva ricos 




A União Européia, quase esfacelada e corroída por uma grave crise econômica e social que devasta a vida de milhões de famílias espanholas, gregas, portuguesas e italianas, foi premiada com a conquistada do prêmio Nobel da paz.
Esta vitória será embolsada, certamente, pelos governos alemão, inglês e francês, maiores fiadores e beneficiários do bloco.  Servirá como reconhecimento a necessidade da continuidade dos sacrifícios impostos aos países em crise.
Mais ainda: vai ratificar o modelo neoliberal, quase morto, para punir os mais pobres.
Tudo em nome da coesão do bloco europeu.

A premiação ignora os efeitos nefastos e a dor de milhões de europeus que perdem seus empregos e vêem seus jovens amargar um presente sem esperança e a falta de horizontes mais promissores.
Na Espanha quase a metade dos jovens está desempregada.
Na Grécia o esforço exigido pela Alemanha e França requer a destruição do sentimento de nação grega e a entrega de suas riquezas para o vizinho gigante.
A "ajuda" oferecida transforma fragilizados em presa fácil de seus socorristas.
Nada mais liberal e oportunista, solidariedade alguma está contida nestas encenações diplomáticas... continue lendo

Nenhum voto

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.