A gambiarra e o jeitinho brasileiro

DO BLOG FUTEPOCA

A gambiarra e o jeitinho brasileiro

Certa vez, quando morava na Irlanda, estava num pub manguaçando com um amigo polonês e nos divertíamos ensinando um ao outro palavras ou expressões dos respectivos idiomas. Lembro-me de ter aprendido o significado de curva, que, em português, caberia na expressão "vá pra curva que o pariu!". Foi então que tentei pensar numa coisa que fosse bem "brasileira", e me lembrei de "gambiarra". Mas como explicar o que é isso? Tentei linkar com "jeitinho brasileiro", mas, já meio zonzos e cada um tentando se expressar num inglês pra lá de macarrônico, ficou difícil. Tudo teria sido mais fácil, para explicar ao gringo "gambiarra" e "jeitinho brasileiro", se eu dispusesse das seguintes imagens:

http://www.futepoca.com.br/2011/05/gambiarra-e-o-jeitinho-brasileiro.html

Do Blog Pensamentos...

Reflexões sobre a "Filosofia do Jeitinho Brasileiro"

" O jeitinho Brasileiro é um modo de agir que implica num modo de ser do corpo e num universo conceitual que lhe é próprio" - Fernanda Carlos Borges.

A influência da mídia deturpou o jeitinho brasileiro e o transformou numa "falha no proceso de modernização que é uma das causa das mazelas no nosso País". Tudo o que se faz hoje seja pra solucionar problemas, seja pra conquistar coisas ou superar obstáculos é considerado jeitinho brasileiro. Em contrapartida as notícias de corrupção também são tratadas como jetinho brasileiro.

Que jeitinho é esse?

O jeitinho não acontece só. É necessário a presença de pelo menos duas pessoas, uma que solicita o jeitinho e outra que atende a esse jeitinho, e a grande caracterísitica desse processo é o poder de persuasão que esse jeitinho exerce no outro.

Para que seja obtido o que se requer (pelo jeitinho) é nessessário um "envolvimento emocional" entre ambos, e esse envolvimento emocional é o fundamento do sentimento ético na situação a ser tratada.

O jeitinho brasileiro é capaz de nos fazer atender a uma necessidade diante de um forte apleo emocional (muitas vezes não é ética a situação, mas o emocional é fogo...)

Enfim se faz necessário que aprendamos lidar com o imprevisível, vencer os preconceitos através da amizade, a persuasão pelo respeito à diferença e sujeição do corpo pelo respeito à vida. Lembrando que o que venhamos a fazer (seja pelo jeitinho brasileiro ou não) deve ser ético pra ser feito por mim ou por você.

Postado por Anansa B. Campos às 03:40 

http://anansacampos.blogspot.com/2009/12/reflexoes-sobre-filosofia-do-jeitinho.htmlJEITINHO BRASILEIROQuem não tem criatividade não toma banho quente. Neste flagrante do fotografo João Guilherme (Prêmio Amop de Jornalismo), um morador do Bairro Santa Cruz, resolveu o problema de falta de pressão nas torneiras e no chuveiro colocando uma caixa d’água na copa da árvore de seu quintal. Já vi casa na árvore, mas caixa d’água na árvore é a primeira vez. O inconveniente deste “jeitinho” brasileiro deve ser que, cada vez que a árvore cresce, falta cano para abastecer o chuveiro.http://blogdomaleski.blogspot.com/2009/11/jeitinho-brasileiro.html[jeitinhobrasileiro.jpg]

 

Nenhum voto

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.