Coretfal se prepara para apresentação na Alemanha

Autor: 
Autor: 

Com 35 anos de história, premiado coral coleciona participações em vários festivais internacionais

 

O Coral da Escola Técnica Federal de Alagoas (Coretfal), hoje Instituto Federal de Alagoas (Ifal), prepara-se para mais um grande desafio. Isso porque, no próximo dia 09 de agosto, o coral irá participar do Festival Heart of Europe (Coração da Europa), que acontecerá na cidade de Gelnhausen – distante apenas 50 quilômetros de Frankfurt –, com apresentações nas categorias ‘música secular’ e ‘música folclórica’. O Coretfal será o único coro da América do Sul a marcar presença.

Antes, porém, o Coretfal protagonizará o espetáculo ‘Coletânea’, nos próximos dias 9 e 10 de junho, em apresentações no teatro do Colégio Marista, em Maceió, com clássicos da MPV, como Ary Barroso e Luiz Gonzaga, além de peças sobre folguedos nordestinos, na segunda parte da exibição, com cantigas que ratificam a cultura popular da região. Toda a renda da bilheteria será destinada à parte do custeio para a viagem à Europa, onde ocorrerá o evento cujo objetivo é proporcionar um intercâmbio sócio-cultural e musical entre coros de diferentes países, servindo ainda como um espaço para o fortalecimento de uma cultura de paz entre os povos de todo o mundo.

Para a regente do Coretfal, Fátima Menezes, o espetáculo na Alemanha será uma espécie de vitrine para o grupo, destacando a motivação dos participantes e o apoio do Ministério da Cultura e da Secretaria de Estado da Cultura. 

Breve histórico

O Coretfal começou a se notabilizar entre os corais de todo o país ainda em 1982, quando da participação do Projeto Aquarius, evento promovido pelo Ministério da Educação e que contou com a apresentação da Orquestra Filarmônica de Maceió, sob a regência do maestro brasileiro Isaac Karabtchevisky – atualmente diretor artístico da orquestra sinfônica de Porto Alegre. 

Foi quando começaram a surgir convites para exibições em outros estados. Um ano depois, veio a primeira premiação, quando escolhidos com o coral revelação no Festival Maranhense de Coros. A partir daí, o trabalho não mais cessou. Em 1991, recebeu menção honrosa do conselho universitário da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), pela performance na nona edição do Encorama, o Encontro Nacional de Corais de Maceió, vindo a participar de encontros internacionais. 

Em 1993, o espetáculo lítero-musical ‘Canto de Todos os Cantos’ resgatou uma das mais belas canções da MPB brasileira, levada a 13 cidades do Sul e Sudeste do país, além de ao Uruguai e à Argentina, na primeira turnê internacional do grupo. Apenas dois anos depois, veio o convite para se apresentar no Velho Mundo, sendo o único representante do Brasil no Festival Internacional de Coros dos Países Baixos, na Holanda, onde conquistamos a segunda e quinta colocações, respectivamente, nas categorias Música Popular e Música Folclórica. Na mesma turnê, o coral cantou também na Itália, Suíça, Bélgica, Alemanha e Áustria. 

No retorno a Alagoas, como não poderia deixar de ser, o grupo foi recebido o Palácio Floriano Peixoto, então sede do governo estadual, onde foi condecorado com a Comenda Jorge de Lima.

Já em 1998, a convite da Rede Globo de Televisão, o Coretfal se apresentou na inauguração do relógio idealizado pelo designer Hans Donner, para apresentação oficial do Projeto Brasil 500 Anos. No mesmo ano, o coral lançou o seu primeiro CD, ‘Canto por Todos os Cantos’, retornando ao mesmo Festival Internacional de Coros dos Países Baixos, onde voltou a triunfar, conquistando a terceira colocação na categoria Música Pop. 

Em 2004, a TV Gazeta, afiliada da Rede Globo em Alagoas, convidou para protagonizar seu presente de final de ano aos telespectadores, com um especial produzido na cidade de Delmiro Gouveia, no sertão de Alagoas, com imagens do semi-árido que contrastava com a grandiosidade do Rio São Francisco. 

Já em novembro de 2007, o Coretfal foi novamente agraciado, desta feita com o Prêmio Escola Viva do Ministério da Cultura, pela atuação do grupo nos segmentos Educação e Cultura. 

E as atividades, seguidas de muitas demonstrações de reconhecimento pelo belo trabalho e consequente contribuição cultural, só ganham força. Em janeiro de 2010, o coral iniciou a montagem e produção das três etapas do projeto Música & Cidadania – Intercâmbios 2010, com apresentações definidas para junho, outubro e dezembro.

Prêmios:

Coral Revelação, no FEMACO – Festival Maranhense de Coros (1983);
Menção Honrosa do Conselho Universitário da Universidade Federal de Alagoas (1991);
Comenda Jorge de Lima, concedida pelo Governo de Alagoas (1995);
2ª colocação na categoria Música Popular no Festival Internacional de Coros dos Países Baixos – Holanda (1995);
5ª colocação na categoria Música Folclórica no Festival Internacional de Coros dos Países Baixos – Holanda (1995);
Diploma de reconhecimento Profissional – Policia Militar de Alagoas
(1995);
Menção Honrosa pela participação no Festival de Alba/Itália (1996);
Menção Honrosa pela participação no Festival de Padova/Itália (1996);
Medalha do Conselho Geral da Região Nord-Pas-de-Calais / França (1996);
3ª colocação na categoria Música Pop no Festival Internacional de Coros dos Países Baixos – Holanda (2001);
Prêmio Escola Viva, concedido pelo Ministério da Cultura (2007);
Prêmio Asas, concedido pelo Ministério da Cultura (2009).

http://gazetaweb.globo.com/v2/noticias/texto_completo.php?c=208405

Vídeos: 
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Nenhum voto

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.