O que acho da carta do americano que achou sobre o Brasil

Autor: 

Alguém conhece engenheiro de obra pronta? Pois é... Existem de montão... Para quem nao sabe do que se trata, exemplifico: aquela pessoa que chega na sua casa e diz pra voce como deveria ser sem que voce tenha perguntado, e passa a dar idéias e fazer críticas sobre o que não sabe e não viveu. Ora, uma casa é viva e cada detalhe tem sua história, memorias, pode parecer feio, antiquado, ate com aspecto de lixo, mas são as suas memórias, sua história... Cada casa é isso, não uma vitrine de shopping de decoração ou capa de revista casa e jardim. Sua casa fala de voce, inclusive quando bagunçada... É minha, eu critico, voce nao! 
Mas isso tudo para dizer da sensação que tive ao ler o texto que anda sendo divulgado na rede, de um americano que do alto de seus vastos quatro anos de experiência no Brasil, acredita-se apto para fazer definições sobre o nosso modo de ser. 
Nao digo que nao possa concordar com ele em alguns itens... Mas como no exemplo da casa, querido turista, voce ainda é turista aqui, porque ate eu que nasci aqui e nao vivi em casulos, nao ouso dizer que entendo de Brasil e nem ouso fazer definições sobre ele. Eu teria que comer muito feijão com arroz e ler muito, viajar o quíntuplo e ainda faltaria tempo de vida para fazer definições sobre o que é esse povo do Brasil! E isso nao seria modéstia mas humildade diante desse pais continente! Dessa diversidade que todos os dias me surpreende, me espanta! 
Por isso, caríssimo Mark, não venha na minha casa, onde o recebi tão bem, a ponto de que voce quisesse desposar uma de minhas filhas (uma brasileira) dizer como devo me portar, como devo organizar minha sala, meus quartos, meus banheiros, meu quintal! Nao venha, menino ainda de Brasil que voce é, ousar me definir, dizer o que sou e como sou! Eu sou o que voce nem sabe ainda e se tiver sorte e humildade talvez um dia saberá! Sobre dizer que somos um povo arrogante e egocentrico... 
Desculpe, mas talvez voce precise entender melhor o conceito mágico da solidariedade... Saia do conforto dos hoteis, dos noticiarios, ela nao esta lá! A vida verdadeira. Para mim arrogante é quem ousa definir o outro a partir do seu olhar e lentes! Humildade é ser grato pela hospedagem e aprendiz! Mário de Andrade e Cascudo podem ajudar muito a ajustar suas lentes. E nem mesmo eles ousaram tanto! (E nesse momento me vem a imagem de um dos mais famosos seriados americanos atualmente e do qual sou fã: The Walking Dead).
Dado isso, não ouse também me indicar caminhos. Faça isso, faça aquilo... Vou por onde quiser, com meus pés, experiencias, com a minha cultura construída sobre a alegria e o sofrimento, experiências, opressão de tantos - negros, indígenas, caucasianos, ibéricos, latinos, árabes, orientais, ETs até... As experiências são do meu povo e só ele indicará o próprio caminho. Cada festa, cada mania, cada maneira, cada comida, cada erro, cada solução ou jeitinho, tem neles e nelas seu significado, que só quem viveu ou ouviu sabe. 
Nao fale sobre as minhas crises, mas trate das suas! Que gera crise de tantos outros - com seu dinheiro virtual -, que mata no mundo todo -com suas guerras fabricadas para ter lucro-, que traz miséria -porque a miséria dá lucro e é a forma mais rápida de submissão- a tantos! 
Ou...
"Tire a trave do seu olho, hipócrita!" Olhe-se no espelho! E mesmo depois disso, não ouse falar do quintal do seu vizinho. Porque você e seu país de origem não são padrão nem molde para o mundo!
Obviamente que aceitamos as visões fornecidas pelo estrangeiro, porque como diz o poeta "O seu olhar melhora o meu", mas não ouse me definir, nem me dizer vá por ali... Nao seja ingrato e deseducado. Lembre-se: você esta na minha casa!

Imagens: 
 O que acho da carta do americano que achou sobre o Brasil
Nenhum voto

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.