Banda Larga em todo o Brasil deve custar R$ 125 bilhões

Autor: 

Para levar a internet a todos os municípios do Brasil será necessário investir cerca de R$ 125 bilhões nos próximos dez anos. A estimativa foi apresentada nesta semana pelo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, à presidenta Dilma Rousseff. "A infraestrutura é a grande questão para universalizar o acesso à internet no País", reforçou o ministro.

Bernardo explicou que do total de recursos previstos, cerca de R$ 27 bilhões deverão ser destinados à expansão da rede de fibra óptica de longa distância, o chamado backbone, e cerca de R$ 100 bilhões em redes que levam a internet para dentro das cidades e até a residência do usuário, o chamado backhaul. Os investimentos serão usados na ampliação das redes e também em tecnologias que possibilitam a conexão à internet como satélite e rádio.

"Nós fizemos um cálculo e temos hoje cerca de 3,2 mil municípios com rede de fibra óptica pública ou privada. Isso significa que nós precisamos levar a rede para mais 2 mil municípios. Em alguns, nós avaliamos que não é viável, como na região amazônica e em pequenas comunidades. Nesses lugares, o provimento será por rádio ou satélite", revelou.

Os recursos para expandir o acesso à internet deverão ser tanto públicos quanto privados. Bernardo citou como uma das possibilidades para obter investimentos da iniciativa privada o leilão da faixa de 700 MHz. O objetivo é exigir a construção de redes de telecomunicações como contrapartida das empresas vencedoras do leilão, que será realizado no próximo ano.

O ministro disse que investimentos conjuntos do governo e da iniciativa privada em telecomunicações vêm ocorrendo também em outros países. Nos Estados Unidos, por exemplo, estão previstos US$ 15 bilhões para a expansão do acesso à internet, a França deverá gastar 20 bilhões de euros e a Austrália, 30 bilhões de dólares australianos.

A previsão é que a expansão da infraestrutura de banda larga para todos os municípios do país ocorra em um período de 10 anos. "Vamos ter de buscar alternativas. Dez anos é um prazo que estamos estipulando. Mas é preciso dinheiro, equipamento e mão de obra. Pensar em fazer isso tudo em menos tempo pode ser mal sucedido", concluiu.

Fonte: http://www.mc.gov.br/sala-de-imprensa/todas-as-noticias/institucionais/2...

Média: 4 (1 vote)
1 comentário
imagem de Johnny  Barros Junior

Tudo que presta na internet está no EUA senão melhorarem a conexão Brasil-EUA a internet brasileira vai parar ou se tornar uma merda cada vez maior.

 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.