Servidores federais repudiam homofobia de presidenciável

A Associação Nacional da Carreira de Desenvolvimento de Políticas Sociais, formada por servidores federais vinculados ao Ministério do Planejamento, encaminhou hoje ao Tribunal Superior Eleitoral uma carta de repúdio a Levy Fidélix, reagindo às declarações homofóbicas do candidato.

"Ao TSE: carta aberta de repúdio à homofobia

O penúltimo debate entre candidatos à Presidência da República, em 28 de setembro de 2014, certamente será lembrado pelos violentos e impudicos propósitos homofóbicos de Levy Fidelix, do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro, em rede nacional. Ferindo gravemente as prerrogativas dos direitos humanos e civis assegurados pela Constituição brasileira e Declaração Universal dos Direitos Humanos, da qual o Brasil é signatário, Levy Fidélix desrespeitou não apenas homossexuais, transexuais, travestis e bissexuais; feriu uma nação inteira formada pela diversidade e por uma história de luta pelo direito legítimo à cidadania.

Como servidores públicos que colaboram na formulação, execução e avaliação das políticas sociais em escala federal, sentimo-nos na obrigação de nos dirigir em carta aberta ao Tribunal Superior Eleitoral e à população brasileira, alertando que repudiamos a negação dos direitos de segmentos sociais esmagados pelo preconceito e pela opressão. Preconizamos uma sociedade na qual todos usufruam de uma cidadania plena, sem qualquer restrição relacionada a etnia, gênero, orientação sexual ou condição socioeconômica. Como associação, estão entre nossos princípios tanto a promoção dos direitos humanos, da equidade étnica, racial, de gênero, de orientação sexual e das pessoas com deficiência quanto a promoção do respeito à diversidade contra qualquer forma de preconceito e discriminação.

Acreditamos que um candidato capaz de incitar ao ódio contra a comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e trans), como fez Levy Fidélix, deve ser punido e considerado tão inapto à vida pública quanto um político ficha suja, pois corrompeu a dignidade do povo brasileiro com o teor de seu discurso eivado de ódio, preconceito, intolerância e fanatismo. Seja qual for o resultado das eleições de 2014, estaremos prontos para trabalhar conforme as diretrizes do(a) candidato(a) escolhido(a) pelo povo brasileiro, mas não abriremos mão de zelar por um Estado capaz de responder às demandas da população brasileira no que tange ao respeito de seus direitos."
  Andeps - Associação Nacional da Carreira de Desenvolvimento de Políticas Sociais http://www.andeps.org [email protected]+ (61) 8359-4953

Média: 4.5 (2 votos)

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.