Garotinho faz campanha antecipada

Na sexta feira (4/5), pela manhã ia à padaria comprar o desjejum quando me deparei com um grande grupo de pessoas distribuindo panfletos pelo bairro. No panfleto (fotos abaixo), a título de manifestar sua defesa, Anthony Garotinho faz campanha antecipada, e o que é pior, atribui uma suposta “injustiça” ao governador Sérgio Cabral.

Com o título PERSEGUIÇÃO: A covardia de Cabral contra Garotinho, o panfleto diz que o governador pagou “milhões de reais à Rádio Melodia para tirar do ar o programa ‘Palavra de Paz’, apresentado há mais de dez anos por Garotinho”. Acusa, ainda, o governador de “oferecer dinheiro a prefeitos do interior e comprando deputados estaduais e federais para ficarem ao seu lado. Tudo isso porque ele morre de medo da vitória de Garotinho.”

No verso do panfleto, sob o título “DECISÃO MALDOSA DO TRE NÃO TIRA GAROTINHO DAS ELEIÇÕES” a ilação “para muitos analistas políticos, a decisão foi política e favorece Sérgio Cabral, que tem medo de enfrentar Garotinho nas eleições”. Não diz quais analistas políticos disseram isso, até porque não é o objetivo do panfleto. Uma foto do ex-governador e outra de milhares de pessoas provavelmente de um ato em Campos, cidade governada por Rosinha Garotinho, ex-governadora e mulher de Garotinho, com a conclusão de que recorrerão da decisão do TRE e terá de volta o direito de concorrer às eleições 2010 dizendo, “O POVO QUER GAROTINHO DE VOLTA!”

Ao passar pela cidade Queimados, cerca de 10 quilômetros de onde vivo, o panfleto estava sendo colocado nas caixas de correspondências das residências e distribuídas a pedestres. O mesmo aconteceu no bairro Cabuçu, em Nova Iguaçu. Trata-se de uma campanha antecipada. Se Garotinho reconquista o direito de concorrer às eleições ele já terá levado seu nome como candidato a milhares de eleitores fora do prazo para campanha, além de incitar os eleitores contra a reeleição do governador Sérgio Cabral.

Imagens: 
Garotinho faz campanha antecipada
Garotinho faz campanha antecipada
Nenhum voto
2 comentários
imagem de PEDRO CUNHA

comentário corrigido a ser publicado neste blog.  anular o anterior.

 

A PERSEGUIÇÃO AO GAROTINHO (1)

 

 

Com mais de 40 anos de jornalismo nunca assisti a uma perseguição como esta que fazem contra o ex-governador Garotinho.  Talvez apenas a de Carlos Lacerda contra o presidente Vargas nos anos 50.

A Dilma, o Serra e a Marina fazem entrevistas exclusivas a toda hora nas rádios e TVs do Brasil inteiro e não têm suas candidaturas impugnadas, cassadas, só o Garotinho, por uma simples entrevista que fez numa rádio da cidade de Campos dos Goytacazes em 2008, como fazem os candidatos citados acima nos dias de hoje.

O presidente do TRE-RJ quando deu o seu voto de minerva desempatando os votos dos juízes que seguiam o voto do relator do processo (4x3) nem se lembrou do conceito que rege todos os atos do Judiciário desde os tempos imemoriais da Roma antiga: "in dúbio pro reo".  Em dúvida, leva-se em conta a presunção que o réu é inocente.  E coincidentemente, como publicou o Diário Oficial do RJ, o "probo" governador Cabral liberou R$ 200 milhões de verba suplementar ao mesmo TRE-RJ que havia cassado o maior opositor do atual governador, Cabral.

A gigantesca verba de propaganda enganosa do governo do estado do RJ, R$ 495 milhões, é gerenciada, distribuída ao bel prazer do irmão do gov.Cabral, Maurício, que nem funcionário do Estado é.  E o resultado disto é que toda a grande mídia do RJ só elogia o gov.Cabral, como este fosse a melhor pessoa do mundo e o melhor governante brasileiro e persegue o seu desafeto, o ex-governador Garotinho.  E como este meio bilhão de reais em propaganda faz falta ao Estado, nada de aumento para todo o funcionalismo público do estado do Rio de Janeiro.  As filas dos hospitais públicos do estado amarguram a todos aqueles que os procuram; muitas das escolas públicas não têm professores de matemática, química, física e geografia; o MetroRio, os trens da Supervia que sempre vinham funcionando bem nos governos anteriores, hoje são um verdadeiro caos e até trem sem maquinista circula pelas linhas do subúrbio do Rio.  As barcas Rio - Niterói tem os seus percursos de forma errática e imprevisível assim como os seus horários; e o cúmulo dos cúmulos: a mulher do gov.Cabral é sócia (69%) do escritório de advocacia lobista que assessora as concessionárias do Metro, da Supervia e do maior fornecedor do Estado, o Grupo Facility, do grande amigo cabralino, Arthur Soares, detentor de contratos com o Estado que superam R$ 1.200 bilhão .  O contrato de manutenção, só de manutenção, das viaturas da secretaria de Segurança Pública é de R$ 4 mil mensais/cada (cada viatura custa 34 mil em média) e o da secretaria de Saúde e Defesa Civil é muito mais oneroso ao Estado, o que, desta vez, provocou o maior escândalo que nem a grande mídia do RJ teve como encobrir.

E o que faz o Ministério Público do RJ ?     N A D A  !!!   Também pudera: o "probo" gov.Cabral liberou recentemente a contratação de mais 300 cargos comissionados (sem concurso) para aquele Ministério.   Tipo Farra do Boi.

O gov.Cabral faz comício quase todos os dias no interior do estado com os seus candidatos aliados e a fiscalização do TRE-RJ até hoje não fez nenhuma atuação contra o "probo" governador: contra Garotinho, todos os dias.

Haveria muito mais para escrever sobre a Democracia do Estado Cabralino, mas relembrar como foi o Estado Nazista de Adolf Hitler seria matéria para outro comentário meu.   E como disse o grande Bertolt Brecht na Alemanha dos anos 30: "simplesmente olhemos o usual como se não fosse a regra, pois nada é impossível de se mudar."

Pedro Cunha

jornalista, Copacabana - RJ

 
imagem de PEDRO CUNHA

Com mais de 40 anos de jornalismo nunca assistí a uma perseguição como esta que fazem contra o ex-governador Garotinho.  Talvez apenas a de Carlos Lacerda contra o presidente Vargas nos anos 50.

A Dilma, o Serra e a Marina fazem entrevistas exclusivas a toda hora nas rádios e TVs do Brasil inteiro e não têm suas candidaturas impugnadas, cassadas, só o Garotinho, por uma simples entrevista que fez numa rádio da cidade de Campos dos Goytacazes em 2008, como fazem os candidatos citados acima nos dias de hoje.

O presidente do TRE-RJ quando deu o seu voto de minerva desempatando os votos dos juizes que seguiam o voto do relator do processo (4x3) nem se lembrou do conceito que rege todos os atos do Judiciário desde os tempos imemoriais da Roma antiga: "in dubio pro reo".  Em dúvida, leva-se em conta a presunçao que o reu é inocente.  E coincidentemente, como publicou o Diário Oficial do RJ, o "probo" governador Cabral liberou R$ 200 milhões de verba suplementar ao mesmo TRE-RJ que havia cassado o maior opositor do atual governador, Cabral.

A gigantesca verba de propaganda enganosa do governo do estado do RJ, R$ 495 milhões, é gerenciada, distribuida ao bel prazer do irmão do gov.Cabral, Maurício, que nem funcionário do Estado é.  E o resultado disto é que toda a grande mídia do RJ só elogia o gov.Cabral, como este fosse a melhor pessoa do mundo e o melhor governante brasileiro e persegue o seu desafeto, o ex-governador Garotinho.  E como este meio bilhão de reais em propaganda fazem falta ao Estado, nada de aumento para todo o funcionalismo público do estado do Rio de Janeiro.  As filas dos hospitais públicos do estado amarguram a todos aqueles que os procuram; muitas das escolas públicas não têm professores de matemática, química, física e geografia; o MetroRio, os trens da Supervia que sempre vinham funcionando bem nos governos anteriores, hoje são um verdadeiro caos e até trem sem maquinista circula pelas linhas do suburbio do Rio.  As barcas Rio-Niterói tem os seus percursos de forma errática e imprevisível assim como os seus horários; e o cúmulo dos cúmulos: a mulher do gov.Cabral é sócia (69%) do escritório de advocacia lobbysta que assessora as concessionárias do Metro, da Supervia e do maior fornecedor do Estado, o Grupo Facility, do grande amigo cabralino, Arthur Soares, detentor de contratos com o Estado que superam R$ 1.200 bilhão .  O contrato de manutenção, só de manutenção, das viaturas da secretaria de Segurança Pública é de R$ 4 mil mensais/cada (cada viatura custa 34 mil em média) e o da secretaria de Saúde e Defesa Civil é muito mais oneroso ao Estado, o que, desta vez, provocou o maior escândalo que nem a grande mídia do RJ teve como encobrir.

E o que faz o Ministéri Público do RJ ?     N A D A  !!!   Tambem pudera: o "probo" gov.Cabral liberou recentemente a contratação de mais 300 cargos comissionados (sem concurso) para aquele Ministério.   Tipo Farra do Boi.

O gov.Cabral faz comício quase todos os dias no interior do estado com os seus candidatos aliados e a fiscalização do TRE-RJ até hoje não fez nenhuma atuação contra o "probo" governador: contra Garotinho, todos os dias.

Haveria muito mais para escrever sobre a Democracia do Estado Cabralino, mas relembrar como foi o Estado Nazista de Adolf Hitler seria matéria para outro comentário meu.   E como disse o grande Bertold Brecht na Alemanha dos anos 30: "simplesmente olhemos o usual como se não fosse a regra, pois nada é impossível de se mudar."

Pedro Cunha

jornalista, 65, Copacabana - RJ

 

 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.