A casa inteligente e o futuro do setor elétrico

Autor: 

Do Blog Infopetro

Em postagens anteriores foram discutidos o futuro do setor elétrico, e como o surgimento das redes inteligentes e a introdução da micro-geração distribuída mudam o papel de agentes do setor e suas transações. São particularmente afetadas as empresas de distribuição e os consumidores.

As residências conectadas por redes inteligentes são na realidade o componente final da própria rede. O modo como a energia é consumida, gerada e estocada (ou reinjetada na rede) pelo consumidor final influencia a gestão da rede e é determinante nos problemas de sustentabilidade e segurança energética com os quais a sociedade tem se deparado. Desse modo, cabe a pergunta: o que são as casas inteligentes e quais são suas funções? Leia mais »

A Cidade é o meu Bairro

Teve uma época em que eu redigia crônicas semanais para um jornal local, os chamados jornais de bairro da cidade onde resido, São Paulo. Costumava dizer, e continuo pensando da mesma forma, de que uma cidade enorme como São Paulo, subdividida por distritos, que por sua vez são subdivididos por incontáveis bairros e vilas e vielas e becos e perifericamente por favelas onde habitam em condições desfavoráveis milhares de pessoas que ao longo do meio do século passado para cá, e agora parafraseando o poeta Drummond, se proliferam mais do que formigas de um formigueiro infinito. E, que obviamente, cada bairro ou distrito da cidade pode ser considerado como outra cidade devido ao número de habitantes muitas vezes superior aos habitantes de várias outras cidades do país. Leia mais »

Trabalho - o estressante retorno

  Difícil, cansativo, estressante, complexo, excesso e falta de experiência com amplo conhecimento porem sem curso superior da área (o popular canudo) são o cenário que encontramos em algumas agencias quando saímos em busca de recolocação no mercado de trabalho, complexo porque não há um padrão, cada uma atua de forma totalmente diferenciada, (um diferencial para o mundo dos negócios, mas, ruim para quem procura emprego), por exemplo, enquanto uma tem horário comercial para lhe atender outra só com hora marcada, uma aceita seu currículo impresso a outra não, você lê o anuncio no jornal, chega a agencia e se depara com um aviso na porta solicitando que bata e aguarde e aguarda mesmo faça chuva ou sol e por ai vai. Leia mais »

Iguaçu: Uma Viagem Sem Volta

Autor: 

A menina nasceu na prática do abandono. Cresceu cercada de tudo e sozinha, em terras distantes, lá pelas bandas do Vale do Vento Esquecido – onde a vista não alcança. Com tudo nas mãos e quase nada em afeição. Desde muito cedo foi cerceada de regalias, e fora logo batizada em água pura por Iguaçu. Iguaçu era muito maior que o seu abandono, era Sonho. Seu nome era maior símbolo de liberdade e resistência, afinal iguaçu significa “água, rio grande”. Mulher guerreira tupinambá. Água que busca a liberdade por entre gretas e brechas, e que quando não encontra transborda.

  Leia mais »

O PDE 2022 e a expansão da energia elétrica no Brasil

Autor: 

Do Blog Infopetro

O planejamento energético brasileiro sob a responsabilidade do Ministério de Minas e Energia (MME) e com suporte técnico da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) tem dois instrumentos que indicam as opções que o governo visualiza para a expansão da oferta de energia  no médio e longo prazos: o  Plano Nacional de Energia (PNE) cujo o primeiro documento foi apresentado em 2007 ao público em geral com metas até 2030 – segundo informações da EPE, o próximo PNE expande esse horizonte em 20 anos, ou seja, até 2050, devendo estar disponível no 1º semestre de 2014 – e o Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) que representa, segundo o MME, a visão tática de médio prazo do governo para a indústria de energia no Brasil e é revisado anualmente.

O PDE 2022, foco desta postagem, abrange o período de 2013 a 2022 e acaba de ser divulgado neste mês de novembro, após o período de consulta pública. Leia mais »

Tolos enganos

Autor: 

Quando Lula ganhou a eleição para presidente da república, parecia que as coisas iriam entrar aos poucos nos eixos e tudo poderia mudar em nome da esperança. Coisa de slogan de campanha. Passados pouco mais de uma década desde que assumiu a presidência pela primeira vez, o brasileiro que pensa conclui que tudo não passou de tolos enganos. As ilusões foram jogadas pelo ralo, os sonhos se transformaram em pesadelos. É muita sujeira, muito desvio de dinheiro público, muita incoerência entre o que se falou e o que se fez. O país continua num atoleiro sem fim e as reformas necessárias não aconteceram. No governo federal explodiu o escândalo do Mensalão, nos governos estaduais de São Paulo e de Brasília os escândalos no Metrô e no Trem Metropolitano e no governo municipal de São Paulo a roubalheira imposta pela máfia do INSS que funcionava que era uma maravilha desde 2002. Vivemos na vida real o “Auto da Barca do Inferno” de Gil Vicente. E nesta barca ninguém se salva. Leia mais »

O tal BV. O Calcanhar de Aquiles do Mensalão

Autor: 

O blog do Cafezinho divulgou a cópia do contrato da Globo com a DNA Propaganda, de Marcos Valério. ( http://www.ocafezinho.com/2013/11/19/bomba-o-contrato-da-globo-com-marcos-valerio/). Dizem que a tal "Bonificação de Volume" repassada a agência pela emissora teria sido o motivo da condenação de Pizzolato. Seria o tal "dinheiro público" envolvido no mensalão. Não vou nem entrar no mérito se a Visanet é pública ou não. Sobre isso há farta documentação a respeito de sua participação acionária, todos registrados (e solemente ignorados por Joaquim Barbosa).

Mas, sobre a tal Bonificação de Volume, vi muitas interpretações equivocadas. Com experiência de quase 30 anos no mercado publicitário, farei algumas considerações sobre o tal "documento". Leia mais »

A cor da sua consciência

Autor: 

 

Na essência da Consciência Negra está a compreensão dos negros de que a arma mais poderosa nas mãos do opressor é a mente do oprimido. Steve Biko

 

                Em torno do racismo, há um consenso, expresso por uma frase que poderia sair da boca da maioria esmagadora dos brasileiros: “eu não sou racista”. Apesar disso, muitas vezes a frase é entremeada com outras veladamente racistas, como “tenho até amigos negros” ou ditas à brasileira, no estilo piadinha “inocente”. Danilo Gentili, o apresentador do “Agora é Tarde”, na Band, antes de passar a ter problemas com inúmeros processos judiciais, era o típico racista “boa praça”, cujo gracejo preferido era comparar negros com macacos. Leia mais »

show comemora 30 anos de parceria!

Autor: 

Paulinho Lêmos e Fernando Pellon comemoram 30 anos de parceria, desde o disco Cadáver Pega Fogo Durante o Velório, lançado em 1983. O encontro acontece no Espaço Johnny Alf, no Otto Tijuca, às 22h, dia 19 de novembro de 2014. De Barcelona, Paulinho Lêmos comemora no Brasil também o aniversário, o encontro é o brinde de 30 anos de muita música e da boa. Nesse encontro os dois artistas apresentam músicas da parceria do disco histórico além dos trabalhos mais recentes publicados nos CDs autorais de cada um dos compositores. A casa é elegante, com excelente culinária, ponto de boêmios da Tijuca. A noite promete, a boêmia Tijuca como cenário, o simpático Otto como palco. Não perco por nada! 

 

Imagens: 
flyer do show de 19nov13

O socialismo contemporâneo

              É muito difícil explicar, em artigo curto, as bases do socialismo moderno, adequado para os dias de hoje. Leia mais »

Genoíno, "a verdade vos libertará". E rápido, ok?

Autor: 

Já escrevi uma vez sobre minha tia postar no facebook elogios à firmeza de Joaquim Barbosa, do tipo: "agora sim acaba a impunidade". Outro dia alguém comentou sobre um blogueiro dizendo que ele "conversava com um nicho", ou seja, só com outros blogueiros, politizados e bem informados como ele próprio.

Então, cheguei a conclusão de que o nosso "nicho" é uma espécie de "gueto", onde levantamos barricadas contra o "apartheid" da grande mídia. Às vezes, fico com a sensação de que o tempo nos separa do "senso comum", do cidadão que trabalha, chega em casa e acha que está sendo informado assistindo aos telejornais. O que para nós é claro e cristalino, para ele só vai fazer sentido dali a algum tempo.

Mas, alguns fatos novos me aliviaram esta angústia. Com a exumação do corpo de Jango, fomos informados (só agora) que ele tinha um grande apoio da opinião pública antes do Golpe Militar, algo em torno de 70% de menções favoráveis. Uma minoria rica, conservadora, com a grande mídia ao seu lado, nos fez pensar que "todo o país exigia sua saída". Leia mais »

Setor de gás: Incertezas ameaçam a entrada de novos agentes

Autor: 

Do Blog Infopetro

Faltando 10 dias para a realização da 12ª Rodada de Licitação da Agência Nacional de Petróleo (ANP), na qual serão ofertadas exclusivamente áreas terrestres com potencial de produção de gás natural em formações geológicas convencionais e não-convencionais, o Ministério de Minas e Energia (MME) e a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) ainda não se posicionaram em relação ao plano de expansão da malha de transporte de gás natural. Leia mais »

Quem é Joaquim Barbosa?

Autor: 

Este foi  um comentário que eu publiquei há quase um ano atrás. Tudo indica que eu havia feito uma correta leitura da alma deste capitão do mato. Para quem não sabe "capitão do mato" eram  geralmente negros que ganhavam a vida caçando negros escravos fugidos na época do Brasil colônia.  Negro caçando negros para os senhores da senzala!!

Eurico - 10/10/2012 Leia mais »

Volta ao regime de exceção:já temos nossos presos políticos!

Autor: 

25 anos depois de promulgada a Constituição cidadã, quando pensávamos que havíamos colocado um fim nas trevas da ditadura política e no regime de exceção, nos vemos diante da prisão política de brasileiros que foram baluartes na luta pelo fim daquele período. Prisão decorrente de um processo judicial tosco, aleijado e claramente baseado em casuísmos cujo único objetivo era levar à condenação dos julgados. Estes já eram considerados culpados a priori, primeiro pela grande imprensa, em seguida por seus lacaios judiciais. Um processo que foi a revanche da elite brasileira para se vingar daqueles que ousaram “usurpar” o controle político do país, que mantiveram por mais 500 anos, à custa da pobreza de milhões, da venda da pátria a interesses das potências internacionais. À custa do atraso e da servidão. Leia mais »