REGULAMENTAÇÃO DA MIDIA ALTERNATIVA-PROGRESSITA

[ Há certamente parcialidade nestas minhas ponderações, pois fui expulso (merecidamente expulso, por er baixado o nível no GGN/Posts do Dia. Porem acho que não invalida algumas ou todas as observações que aqui faço ] ...........................     É uma contradição haver blog dito alternativo-progressista não ter (e não querer ter) uma seção de claras regras de conduta e de escala de punições, deixando ao vago "bom senso" e à autoregulamentação dos participantes e visitantes. O TIJOLAÇO, por exemplo, é um blog modelar, nesse aspecto. Para evitar (a difícil senão impossível acompanhamento e avaliação de cada participação, de cada postagem) há blogs muito bons que não permitem, ou só excepcionalmente permitem comentários (ou melhor, se recebem, não publicam), e ainda há outros que logo estampam, avisam que não são blogs de discussão. Leia mais »

Imagens: 
REGULAMENTAÇÃO DA MIDIA ALTERNATIVA-PROGRESSITA

"FABRICS"

A conjuntura está muito difícil, aqui e lá fora. O cenário nacional e internacional estão tensos. Não vou ficar me estendendo em avaliações e previsões. Não sou analista e muito menos profeta. O que tenho em mente é mera leitura da realidade que estou experienciando. Há uma disputa acirrada entre os EUA e a Rússia, uma busca pela hegemonia da Alemanha sobre a União Européia, uma tentativa de fragilização da França por ser um país historicamente humanista e dado a causas que remetem a princípios, para os franceses pétreos, de igualdade, fraternidade e liberdade. Os atentados que Paris vem sofrendo são duras demonstrações de tentativas para desestabilizar esses princípios. O Oriente Médio, e não apenas pelo petróleo, mas, sobretudo, pela geopolítica transversa, afinal é a ponte entre a Europa e a Ásia, é um paiol e não é coincidência, e muito menos apenas uma questão de exacerbação do fundamentalismo religioso, islâmico-judaico, sim porque o sionismo é flor menos cheirável que o pior dos odores que emanam das vielas destruídas das cidadelas árabes. Leia mais »

Para Que Serve a Ética?

A palavra “ética” é fácil de ser dita, mas difícil de ser praticada e compreendida. Sempre a exigimos quanto às atitudes de alguém, e cheios de empáfia reclamamos a sua falta em vários contextos da vida em sociedade, como por exemplo, na política, na religião ou nos relacionamentos interpessoais. O primeiro grande problema da ética é que ela tende a ser sempre terceirizada, ou seja, o problema da falta de ética é sempre problema do outro. Eu? Não! Eu sempre faço a minha parte... É muito comum as pessoas se excluírem quando se trata de uma reflexão ética. Leia mais »

Repercussão do Ataque a Paris: Mais Xenofobia.

O ataque terrorista a Paris, nesta sexta feira 13, que deixou pelo menos 126 mortos e mais de 180 feridos, 80 dos quais em estado grave, assinala que alguns países ocidentais, como por exemplo, os EUA, a Rússia, a própria França e, possivelmente o Reino Unido e outros eventuais países que participam de uma colisão internacional que realiza ataques aéreos contra jihadistas no Iraque e na Síria, já enfrentam um inimigo que, de certa forma, eles próprios construíram historicamente. Leia mais »

A Perversidade do Racismo: O Ataque a Taís Araújo

As redes sociais tornaram-se o palco de manifestações de racismo e de outras atitudes que tem a sua origem no mal, como por exemplo, o preconceito, a xenofobia, o ódio e a intolerância. Para a moral, o “mal” é o contrário do “bem”, o que parece óbvio. Mas o que é o “mal”? O mal é, num sentido geral, tudo que é negativo, nocivo e prejudicial a alguém. Já o bem é tudo o que possui um valor moral positivo, constituindo o objeto ou o fim da ação humana. Porém, os males mais numerosos são os que o homem cria pelos seus vícios, os que provêm do seu orgulho, do seu egoísmo, da sua ambição, da sua estupidez, de seus excessos em tudo. Leia mais »

Como Lidar com Pessoas Difíceis: A Cegueira Ideológica

Atualmente, cada vez mais, temos que conviver e interagir com pessoas intolerantes, muitas vezes, intransigentes, com visões de mundo recortadas, parciais e ingênuas, construídas a partir de certa doutrinação. Refiro-me à negação da aquisição de conhecimento, a qual reduz o pensar e agir do indivíduo a uma cegueira ideológica, que atualmente afirma-se de forma estarrecedora, principalmente através das tecnologias digitais. Leia mais »

A Semente do Amor

O mundo virtual que se estabeleceu através das redes sociais, como, por exemplo, o Facebook, é um fenômeno que mudou completamente as relações sociais. Nele, o que é virtual emula o real, ou seja, pode representar as mesmas sensações do mundo real. As interações virtuais são fascinantes porque, ao mesmo tempo, reúnem, pela tecnologia, o intangível e o potencial, o que, muitas vezes, se manifesta numa experiência subjetiva de imersão. Leia mais »

Os Desafios de Ser Professor na Pátria Educadora.

O que faz de um professor um herói é exatamente ser professor na conjuntura nefasta e cruel da educação no Brasil. Digo daqueles que atuam na Educação Básica em instituições públicas ou privadas e padecem no dia-a-dia com o reflexo do contexto socioeconômico e suas mazelas que diretamente incidem sobre a escola. Na escola dos que não podem - dos pobres - vítimas desse modelo capitalista perverso, que segue reproduzindo a desigualdade pelo próprio processo educativo, somente sobrevive pela força da alma do professor. Leia mais »

Redes Sociais: Privacidade, Perfis Fake e Crimes Virtuais

Na internet, a expansão das redes sociais possibilita o desenvolvimento de um sistema colaborativo entre os indivíduos separados pela distância e pelas condições adversas do mundo contemporâneo, mas virtualmente unificados pelos mais diversos interesses comuns. Na vida social virtualizada o sujeito é mais interativo, participativo e comunicativo. A pluralidade é uma especificidade humana, ou seja, o homem não é um ser que deveria viver isolado, mas sim, precisa interagir, comunicar-se, existir para o outro e agir no mundo. E justamente as redes sociais potencializam e dinamizam a comunicação e, de certa forma, facilitam as interações entre os indivíduos. Por outro lado, têm sido usadas para a prática do mal em diversas formas. Leia mais »

Queixa sobre falta de recompensa pela Mendes Júnior

Um amigo meu foi executivo de uma subsidiária da Mendes Júnior (Caulim do Pará S.A.) na década de 70 e responsável pelo projeto Caulim, que deu origem à maior mina de caulim do Hemisfério Sul, localizada no Pará. A transferência dos direitos minerários da MJ para a empresa francesa Imerys, ocorrida em 1996, foi uma transação no valor de R$ 51,6 milhões (na época equivalente a US$ 51,6 milhões). Este valor foi publicado no Diário Oficial do Estado do Pará, no balanço anual da Imerys, aparecendo como um item do Imobilizado, sob a rubrica de "Direito de exploração de jazida". Este direito deriva diretamente do Decreto de Lavra no. 81.944, de 11 de julho de 1978, assinado pelo Presidente Ernesto Geisel e pelo Ministro Shigeaki Ueki, cobrindo uma área de 10.000 hectares (ou seja, 100 km2). Leia mais »

Imagens: 
Mina de caulim da RCC-Imerys, em área de 100 km2 , resultante do decreto de lavra outorgado originalmente à Mendes Júnior.
Outra vista da mina de caulim da RCC-Imerys, na bacia do rio Capim.
Prospecção de caulim na área dos alvarás de pesquisa concedidos pelo DNPM à Mendes Júnior em 1971.
Vista do acampamento da Mendes Júnior, à margem esquerda do rio Capim, no início do projeto.

Como acompanhar o seu progresso da perda de peso

Um dos aspectos mais importantes de perda de peso que muitas pessoas esquecem é que eles devem acompanhar o seu progresso. Há várias razões por que você deve fazer isso, mas o mais importante é ser capaz de ver o que o seu trabalho está fazendo ao seu corpo. Não há melhor maneira de permanecer motivado do que assistir-se encolher dentro do corpo que você deseja. Aqui estão algumas maneiras de acompanhar o seu progresso da perda de peso. Leia mais »