A crise do setor elétrico e as decisões colegiadas

Autor: 

Do Blog Infopetro

Por Renato Queiroz

O setor elétrico brasileiro passa por uma forte crise reconhecida inclusive por técnicos do setor. Assim não há mais justificativas para se acreditar em qualquer argumento que afirme que tal situação seja somente conjuntural em função de uma hidrologia desfavorável. Não se pode ignorar que o país passa por um risco de racionamento de energia elétrica. Todos que estão acompanhando ou estão envolvidos com a situação atual do setor elétrico já entenderam que o fator político tem tido uma forte influência nas ações para enfrentar tal crise, dificultando a tomada de algumas decisões que, certamente, poderiam diminuir o estresse do sistema elétrico.

O que preocupa é o não reconhecimento de que a complexidade técnica do setor elétrico não permite decisões que não sejam amplamente discutidas e negociadas com os agentes. O histórico de reformas e decisões mal sucedidas neste setor  deveria ter criado um entendimento em  todos os níveis decisórios de que há uma demarcação nas decisões de cunho político e técnico  em indústrias de redes. Enfim, implantar novas regras no setor elétrico exige um processo amplo de auscultação a priori entre os atores. Leia mais »

Hospital Vermelhinho sofre com inércia da SMS

Autor: 

Em 2011 redigi um texto relatando os problemas de financiamento do Hospital Municipal Vereador José Storópolli, de codinome Hospital Vermelhinho. Na época, quando a administração do município estava sob a responsabilidade de Serra-Kassab, os recursos repassados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) não eram suficientes para que o hospital pudesse funcionar adequadamente. Mesmo assim, apesar dos recursos insuficientes, o texto publicado dizia que o hospital sofria, mas resistia à superlotação. Leia mais »

Um amante alpinista

Autor: 

 

                Eram alegres, mas andavam muito tristes. Resolveram beber. Não se conheciam. Se encontraram. Estava claro: eram incompatíveis. Se apaixonaram.

                Ele estava a fim. Fingiu que não. Ela esperou. Ele não ligou. A montanha foi a Maomé. Maomé se alevantou. Equipou-se de rapel e a montanha escalou.

                No meio do caminho havia uma montanha... e um alpinista. Treparam. Ele cravou nela. Ela, soberba, imponente, desafiadora. Ele transpirou, ofegou e, exausto, num último suspiro, tocou seu cume. Ela terra, ele corpo inerte. Fundiram-se. Leia mais »

Casa de fank: Dez anos sem um Dez

Autor: 

 

Aqui em casa só entra fank, a partir de agora! Foi a resposta que Romeu à Julieta (que o convidará para o almoço dominical), antes de lançar a fogueira seu último vinil de Villa Lobos. Junto a esse, a fogueira que já maior que a casa, alimentada com discos, dos beatles, pink floyd, nirvana, chico buarque, caetano veloso, gilberto gil, toquinho, legião urbana, engenheiros, novos baianos, gal costa, carmém miranda, lecy brandão, martinho da vila, zeca pagodinho, lobão, e tantos outros, nacionais e internacionais.

 

 

  Leia mais »

A micro e minigeração solar distribuída e a crise do setor e

Autor: 

Do Blog Infopetro

Por Clarice Ferraz

O setor elétrico brasileiro passa por uma crise severa. Do lado da oferta, a geração distribuída pode dar importante contribuição para mitigar os problemas ligados ao forte crescimento do custo marginal de longo-prazo da geração de eletricidade no País[1] e aos riscos de desabastecimento tão discutidos ultimamente.

Associado aos problemas de oferta soma-se o aumento da demanda. A tendência de crescimento da intensidade elétrica dos setores residencial e comercial se confirma. De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o consumo cresceu 4,9% em janeiro e 8,6% em fevereiro com relação ao consumo registrado no mesmo período de 2013. Ao olharmos para os setores residencial e comercial observa-se, em fevereiro, avanço do consumo de 13,3% e 16,6%, respectivamente, o que configura a maior expansão nos últimos dez anos (Brasil Energia, 24.04.2014). Tal crescimento provocou o deslocamento do horário pico de consumo que deixou de situar no período entre 18 e 20 horas para o período da tarde, de 14 às 16 horas, horário de calor intenso. É preciso dar atenção especial a esses setores de consumo. Leia mais »

Quando o medo vira mercadoria

Há muito padecemos da ausência de políticas públicas sérias e contínuas que garantam a plenitude de nossa cidadania. A falta de investimentos em educação e em boa formação dos agentes públicos da segurança, aliado à morosidade do judiciário e a um sistema penal incapaz de reeducar e reinserir o sujeito na sociedade é a razão maior para os 50.000 assassinatos anuais. Um governo leniente, corrupto e constituído por políticos profissionais preocupados em se manterem no poder e em atender às demandas de seus financiadores não fará nada para melhorar nossa realidade no que tange à segurança. Aliás, grande parte de nossa insegurança é consequência da miséria e da exclusão social advinda de nossa malha política  viciada. Leia mais »

Turistas em alerta na Copa

Caminhar em grupos, só carregar consigo o dinheiro absolutamente necessário, colocar em parte mais segura do corpo celulares e documentos pessoais, evitar locais ermo ou outros ditos perigosos, não visitar algumas favelas, evitar o uso de jóias que possam despertar o interesse de criminosos, verificar a credibilidade de quem oferece o transporte alternativo, etc. São alertas dados por consulados e agências de viagem num pacote preventivo de medidas comportamentais de segurança, para turistas que virão ao Rio durante a Copa do Mundo. Nada de alarmista num país onde um vaso sanitário, arremessado do alto de um estádio, no Recife, matou recentemente, por traumatismo craniano, um torcedor. Leia mais »

Segurança energética e mudança climática: o caso russo

Autor: 

Do Blog Infopetro

Por Felipe Imperiano

Além de ocupar uma posição relevante no que tange o fornecimento energético, a Rússia é um dos maiores consumidores mundiais de energia de origem fóssil, portanto as suas decisões de política energética têm implicações para a segurança energética e a sustentabilidade do meio ambiente, em uma dimensão global (IEA, 2011, p. 245). O que faz com que o seu posicionamento, dada a perspectiva de elevação de temperatura mundial, em função da liberação de carbono na atmosfera pelo consumo de energia, seja de amplo interesse.

A Rússia foi o terceiro maior produtor de energia do mundo, em 2011. A sua produção total foi de 1.314,88 milhões de toneladas equivalentes de petróleo (Mtep), isto é, aproximadamente 10% da produção mundial (IEA, 2013a, p. 54). A demanda interna bruta[i] total, nesse mesmo ano, foi de 730,97 Mtep (IEA, 2013, p. 240). Isso representou um crescimento de 4,1%, em relação ao ano anterior (IEA, 2012, p. 13). Ainda assim, o seu percentual no total do consumo mundial diminuiu ligeiramente de 6% para 5,6% e ela passou a ser o quarto maior demandante de energia, sendo ultrapassada pela Índia (IEA, 2013, p. 13; IEA, 2012, p. 13). Leia mais »

Levante Popular da Juventude

Da Comunicação do Levante Popular da Juventude

O Levante Popular da Juventude reuniu 3 mil jovens de 25 estados em um encontro, entre os dias 17 e 21 de abril, em um parque na divisa de São Paulo e Cotia.

Durante o acampamento, foram realizadas atividades de formação política, oficinas e apresentações culturais. O rapper Gog, o grupo  carioca Apafunk e a roda de samba Madeira de Lei fizeram apresentações durante o encontro.

O ato político do acampamento uniu representantes das juventudes de PT, PCdoB, PSOL, CUT, CTB, UNE, Reju.

Estiveram presentes também o coordenador de juventude da prefeitura de São Paulo Gabriel Medina, representante do prefeito Fernando Haddad, e a secretária de juventude da Presidência Severine Macedo, que falou em nome da presidenta Dilma Rousseff.

Na segunda-feira, o movimento de juventude fez uma marcha pela Avenida Paulista, até a Assembleia Legislativa de São Paulo, em defesa de uma constituinte exclusiva e soberana para mudar o sistema político. Leia mais »

Cantinho do Poeta Feliz - Tiago Malta

Autor: 

Cantinho: Canto pequeno / Todo lugar confortável e acolhedor 

Poeta: quele que escreve em verso / Aquele que tem faculdades poéticas. Do Grego POETÉS, “poeta, autor, aquele que faz”, desde a base Indo-Européia , “fazer”. Leia mais »

Fundamento do Direito

Existem várias doutrinas sobre o princípio básico do direito. Um exemplo é que o desejo é o fundamento do direito: essa teoria é, porém, passível de crítica, pois o desejo é egoísta e insaciável, e portanto, cego e injusto. Outros, por sua vez, afirmam que o direito resulta da necessidade, ou seja, do interesse; esta doutrina é também errônea porquanto as necessidades e os interesses variam nos diversos indivíduos e, as vezes, num mesmo individuo, conforme as circunstancias. Leia mais »

A fila anda. Relacionamentos em tempo de consumismo.

As formas que as interações amorosas se configuram são diferentes no tempo e no espaço. Os comportamentos se dão de formas diferentes, dependendo do tempo e da cultura ao longo da história da humanidade. As mudanças que vêm acontecendo nos relacionamentos ao longo da modernidade resultaram em transformações radicais na intimidade e na vida pessoal dos indivíduos. Nesse processo, a chamada revolução sexual e a emancipação feminina tiveram um papel fundamental. Atualmente, nas condições sociais, culturais e econômicas em que vivemos, as interações amorosas são muito mais democráticas, abertas e liberais. No entanto, o fenômeno social do consumismo, fruto do modelo capitalista em voga, interfere na forma que as relações afetivas se dão. A tendência são as relações efêmeras, passageiras. Leia mais »

As dicas para uma viagem segura no feriadão

Um feriadão -o mais longo do ano- que emendará a Semana Santa, o Dia de Tiradentes e o feriado de São Jorge, neste último caso no âmbito do Estado do Rio de Janeiro, levará milhões de motoristas para as não muito seguras estradas brasileiras. Ao final do longo feriado as estatísticas sobre acidentes mostrarão, infelizmente, que algumas preciosas vidas serão ceifadas e outros resultarão vítimas de graves acidentes. Uma tragédia pré-anunciada. Leia mais »

Quando eu crescer quero se blackblock!

Quem me representa?

 “a decisão que vai valer ao final e ao cabo é a decisão do Supremo Tribunal Federal, que é a quem cabe o controle da constitucionalidade"

 Renan Calheiros, presidente do Senado.

 Então quer dizer que as eleições são de mentirinha? Eu votei mas meu voto não significa nada? Alguém me enganou com esta história de três poderes independentes. Temos um só, o STF, composto por 11 “júizes”. E eu não votei em nenhum deles.

Quero meu voto de volta! Black blocks, vocês me aceitam como simpatizante? Tenho boas ideias de onde e como explodir bombas!