Cotas também para o cargo de professores da USP, urgente.

Autor: 

USP

Em tempos de cota, proponho que se criem regras cotistas para a contratação de professores na Universidade de São Paulo.

Além das já tradicionais por raça e classe social necessitamos, urgentemente, de uma por posição política-ideológica-cultural-ética.

Está ideia pode parecer esdrúxula mais é proporcional aos comentários feitos em poucos dias por dois docentes da USP.

O primeiro foi proferido pela sra. Maristela Basso no jornal da cultura, TV Cultura SP, quando comentava sobre fuga do senador boliviano. Classificou a Bolívia como um “país insignificante” e não contente aconselhou a presidenta a não ligar para Evo Morales, colocando- na sua devida pequenez em relação ao Brasil.

No vídeo abaixo está gravado este momento sublime da sapiência da doutora e a bela resposta de Marcos Novaes. Leia mais »

A espionagem e o prejuízo para a educação e para saúde.

Autor: 

A espionagem americana perpetrada contra o Brasil e, em particular, contra a presidenta Dilma não tem como lastro a preocupação contra atos terrorista, seja cibernético ou real, mas sim fundo  econômico.

E ficou evidente o acerto desta afirmação quando do anuncio de que a PETROBRAS também sofreu bisbilhotagem.

Mais indignado tem que ficar a nação brasileira e mais aviltada Dilma Rousseff.

Estamos em processo do leilão dos direitos de exploração do pré-sal.

Considerada a maior descoberta de petróleo dos últimos tempos, o Pré-Sal está avaliado em aproximadamente 60 bilhões de barris. É uma fortuna considerável, principalmente quando se leva em conta que 57% da energia consumida no mundo  ainda é dependente do gás e do óleo fóssil.

Portanto abocanhar essa abundância energética é estratégia geopolítica para os norte-americanos. Não duvidem, eles farão de tudo para conseguir por as garras nesta riqueza, usando todos tipo de armas. Leia mais »

Proibição do uso de máscara em manifestações é antidemocráti

Autor: 

mascara

Apresentado na Assembleia Legislativa do Rio pelos deputados Domingos Brazão e Paulo Melo (PMDB), o projeto de lei que proíbe o uso de máscaras em manifestações. Se aprovado, dependerá da sanção do governador Sérgio Cabral para passar a valer. Consequentemente haverá uma criminalização do uso deste artefato.

Como nos áureos tempos da ditadura, a polícia fica autorizada a solicitar que se retire a máscara e se identifique. “Documento vagabundo”.

Então, pergunto: a pessoa será considerada suspeita de um crime, que não aconteceu, pelo simples fato de usar este dispositivo? É isso nobres deputados? Temo que esse projeto seja inconstitucional. Leia mais »

Os EUA e a guerra civil Síria, uma tortura psicológica.

Autor: 

kerryassad2009

A Síria encontra-se em guerra civil desde 2011. Mais de cem mil mortos. Dois milhões de refugiados externos e quatro milhões de refugiados internos. A ONU já considera esse deslocamento como a maior catástrofe humana, superando Ruanda na década de 90, dos últimos tempos.

Os refugiados encontram-se em situação lastimável. Sem acesso a água potável, comida e remédios. Evidentemente quem mais sofre são as crianças e os idosos. Favelas aparecem de um dia para o outro, no interior e nas periferias das cidades. E, como qualquer favela as condições de vida são péssimas.

O pavor é uma constante na população civil. De um lado estão os rebeldes, do outro as forças armadas. Leia mais »

Yes, we can… espionar, invadir, dominar, vilipendiar.

Autor: 

prisma espiao

O governo brasileiro deve exigir dos EUA explicações sobre o porquê de espionar a presidenta da república Dilma Rousseff. É questão de soberania. De dignidade.

A desculpa de se proteger contra agressões e atentados terroristas não justifica o ato ilícito. O Brasil não tem histórico de abrigar esses grupos, muito menos de servir de base para ataques contra o país americano.

“Se podem espionar uma presidenta da República, imagine o que fazem com um cidadão e com uma empresa?”, disse Dilma, mostrando com sua pergunta o outro interesse dos norte-americanos no país.   Leia mais »

A procura de pelo em ovo: sobre o crescimento do PIB.

Autor: 

guido mantega

Como foi anunciado, o Produto Interno Bruto brasileiro teve um desempenho acima do esperado. Para felicidade do governo e tristeza dos que apostaram contra.

Desculpe. Tristeza não, pois este é um sentimento que traduz sensibilidade e compreensão para com o outro.  O termo correto é ódio. Ódio a tudo que dá certo e beneficia grande parte da população historicamente esquecida pelos governos.

Afinal, os do contra, apesar de trabalharem exaustivamente pela instalação do caos no país, são constantemente derrotados pelos dados econômicos.

A imprensa hegemônica, a elite e seus asseclas estão perdendo o senso do ridículo. Leia mais »

Qual o motivo para a não cassação de Donadon?

Autor: 

natan

A questão é a seguinte: não cassar um deputado condenado e preso soa tão absurdo que não dá para acreditar. Porem dá para especular.

Este é o problema. Parlamentares vêm sistematicamente levando a pecha de corruptos, vagabundos, quadrilheiros e ladrões (palavras ditas nas manifestações de junho) e aparentemente não estão preocupados com que os eleitores pensam.

Ora, está certo! Muitas das imputações são criadas e exageradas pela mídia, mas não significa que em diversos casos não seja verdade. Certo?

No entanto, o que fizeram, não cassar o mandato de Donadon, só corrobora com a imagem de bandidos.

Como quem participa de política calcula que a compreensão do seu mundo é algo inatingível pelos leigos, sem notar, acaba abrindo uma brecha para que possamos imaginar mil motivos para que eles tenham tido tal comportamento. Leia mais »

A discriminação contra médicos cubanos.

Autor: 

chegada de cubanos

Em uma daquelas discussões sem eira-nem-beira, muito menos com nexo, me perguntaram de bate-pronto: você é racista? Após pouco pensar, respondi: Claro que não!

Porém disse ao meu questionador que esse tipo de pergunta não tinha cabimento. Primeiro por que vivemos num país que tem leis contra racismo, então só louco se declararia racista. E depois vivemos num momento do politicamente correto, dentro de uma democracia que tenta se firmar como tal e poucos se declarariam racistas. Vergonha, medo ou desconfiança.

De qualquer forma, e infelizmente, é quase impossível não ter uma semente de preconceito no plantada no coração de cada brasileiro. Leia mais »

Fuga do senador Roger Pinto. A Bolívia merece mais respeito.

Autor: 

Brasil Bolívia

É o segundo episódio de demonstração de falta de respeito pela soberania da Bolívia em menos de um ano.

O primeiro foi a proibição do pouso da aeronave presidencial em solo europeu e a retenção de Evo Morales por treze horas no aeroporto de Viena, no caso Snowden.  E Agora essa fuga “hollywoodiana” do senador Roger Pinto do país, promovida pelo diplomata brasileiro Eduardo Sabóia.  Alegando questões humanitárias pela atitude tomada. Saúde abalada, depressivo. Se alimentando mal. Foram alguns dos argumentos.

Quem houve falar assim pode achar que o senador vivia em condições sub-humanas. Que lhe faltava itens básicos. Sem acesso a remédios ou a médicos.  E que até material de higiene pessoal  lhe era negado. Leia mais »

A reação contra o progama “Mais Médicos”.

Autor: 

Programa-Mais-Medicos

Leio a sessão Ódio (Fórum dos Leitores) do Estado de S. Paulo para entender o raciocínio da parte reacionária da sociedade. Sua lógica e postura. Suas desculpas e seus escamoteamentos.

No entanto, o ódio, que antes ficava condicionado a este parte,  se espalhou, como uma metástase, pelo jornal.

O motivo desta explosão  foi a vinda de médicos estrangeiros para trabalharem no país. Em locais recusados pelos doutores pátrios.

Como sabemos, houve várias manifestações contra o programa, inclusive boicote. Não faltavam profissionais da saúde e sim condições de trabalho, argumentavam. Depois, o revalida é obrigatório para todos, incondicionalmente. Obrigar os médicos a servirem por dois anos no SUS era trabalho escravo (essa foi uma pérola). Em nenhum momento essas pessoas, conselhos ou entidades mostraram preocupação pela população carentes desses serviços. Leia mais »

Ministério da Cultura e o desfile de moda.

Autor: 

lei rouanet

A vestimenta é evidentemente uma expressão cultural de uma nação, de um grupo, de uma organização social.

A moda é uma estética ou hábito adotado pelo homem em determinada época, lugar e cultura; tem um caráter massificador e efêmero, segundo Carmen Lúcia de Oliveira Marinho, professora do SENAC Pernambuco.

Não cabe aqui debater temas antropológicos ligados aos adornos usados pelos brasileiros, isto já foi feito nos tempos de Gilberto Gil ministro, e sim a falta de visão política de Marta Suplicy para tratar com assunto. Leia mais »

STF: Tribunal de Justiça ou de Direito?

Autor: 

justiça stf

“Conta-se que Holmes, comprovando seu apego à autocontenção judicial (judicial self-restraint), cansado da retórica de um jovem bacharel, que insistia que a Corte desconsiderasse o que expressamente dispunha a lei e “fizesse justiça”, teria interrompido a oratória do inexperiente jurista para adverti-lo de que estava num tribunal onde se aplicava o direito, e não onde se “fazia justiça”: “Meu jovem, este é um tribunal de direito, não uma corte de justiça””. Causo narrado pelo desembargador Néviton Guedes, do TRF da 1 região e doutor em direito pela Universidade de Coimbra.

Oliver Wendel Holmes, juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos entre 1902 e 1932 e um dos patronos da noção de autocontenção judicial, pela qual os juízes deveriam fazer o possível para aplicar a lei em vez de tentar fazer justiça. Leia mais »

Da mídia para o PSDB: se não tem tu, vai tu mesmo.

Autor: 

citizen-kane

Se não tem tu, vai tu mesmo. Creio que essa máxima é usada pela mídia em relação ao PSDB.

Com a falta de partidos de oposição e candidatos com carisma e competência para enfrentar Dilma Rousseff nas próximas eleições presidenciais a imprensa hegemônica resolveu “dar-uma-mãozinha”, mais uma vez, aos tucanos, amenizando e desvirtuando as graves acusações de corrupção feitas contra o governo estadual de São Paulo, no caso da formação de cartel para obras do metrô.

Acompanhei alguns telejornais e diários. Notadamente o Estado de S. Paulo e a Globo. E .

O esquema do “propinoduto” paulista veio à tona graças a esta revista IstoÉ. Observem as manchetes deste semanário:

24/07/13 – O Propinoduto do Tucanato Paulista – Covas, Alckmin, Serra aparecem na capa. Leia mais »

O Egito e a lição de democracia, por absurdo.

Autor: 

mursi e a democracia

A democracia é, até agora, um dos melhores sistemas de governos. Bem aplicado proporciona paz, justiça, liberdade e confiança em toda sociedade.  

E ao mesmo tempo é dos mais complexos, porque está baseada na vontade popular. E sabemos, um país é composto por caleidoscópios de interesses, muitas vezes conflitantes entre si.

Por ser baseado nessa diversidade o sistema exige de seus membros total compreensão. E também regras claras.

E quem define as regras é a Constituição do país.

“Definição de Constituição: conjunto de leis, normas e regras de um país ou de uma instituição. A Constituição regula e organiza o funcionamento do Estado. É a lei máxima que limita poderes e define os direitos e deveres dos cidadãos. Nenhuma outra lei no país pode conflitar com a Constituição.” Leia mais »

Agosto, mês Internacional dos Povos Indígenas (Parte III).

Autor: 

??????????

Parte III. Fomos ao evento realizados pelos indígenas  no domingo, dia 11 de agosto. Awa falava ao microfone.

Após, conversei com Awa e com a Cida. Ela trabalha com o grupo há dez anos.

Foi um bate-papo. Alguns episódios ficaram marcados.

??????????

Disse Awa: querendo mostrar nossa cultura alguns membros da tribo tiraram penas de galinhas para fazer cocar. Detalhe: as galinhas tinham outros donos.

Quando perguntei sobre porque exatamente 20 hectares de terra, falou Cida: não é para moradia. São terras necessárias para que os índios exerçam sua espiritualidade. Leia mais »