A vez da ousadia

Creio que tudo indica para uma lenta recuperação dos países desenvolvidos, o recente aprofundamento da crise na zona do euro, reforça que não haverá contribuição da demanda externa para o crescimento do PIB no Brasil, muito pelo contrário.

Creio que precisamos estimular o crédito, por meio da redução do spread e dos juros da Selic, principalmente considerando que c crédito no Brasil, está abaixo dos 50% do PIB.
Creio que nada mais faz crescer a inadimplência, do que uma queda significativa da demanda agregada, em função da redução das horas trabalhadas, do nível de emprego e a renda.

Estimulando o crédito haverá uma um aumento do consumo principalmente de bens duráveis e semi-duráveis, gerando um aumento nas horas trabalhadas, no nível de emprego e da renda, possibilitando o aumento da demanda por mais bens e serviços.
Leia mais »

Contrato de Swap Cambial com Ajuste Periódico - SCC

Contrato de Swap Cambial com Ajuste Periódico - SCC" Leia mais »

A divulgação dos votos dos membros do Copom

Banco Central altera regulamento do COPOM -

Banco Central do Brasil...16/05/2012 17:06:00
Brasília – A Diretoria Colegiada do Banco Central aprovou nesta quarta-feira, dia 16 de maio, alteração no Regulamento do Comitê de Política Monetária (COPOM), com o objetivo de adequá-lo às regras e diretrizes da nova Lei de Acesso a Informações.

As normas do regulamento até então vigentes já consagravam várias medidas de transparência, tais como:

(a) divulgação do calendário anual de reuniões com antecedência de seis meses;

(b) expedição de Comunicado imediatamente após cada reunião, indicando a decisão adotada;

(c) publicação de Ata, em até seis dias úteis após cada reunião, contendo fundamentação da decisão, diagnóstico e prognóstico do cenário econômico; Leia mais »

Dólar alto beneficia economia brasileira, afirma Mantega

Para o ministro, a atual cotação da moeda norte-americana não preocupa
Ministério da Fazenda...14/05/2012

Ministro diz que dólar vai flutuar de acordo com o mercado
Governo nunca estabeleceu parâmetro para o câmbio, ressaltou Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse, nesta segunda-feira (14/05), que a alta do dólar não preocupa, pelo contrário, beneficia a economia brasileira porque dá mais competitividade para os produtos nacionais. “Significa que a indústria do país pode competir melhor com os produtos importados, que ficam mais caros, e também exportar mais barato para o exterior”, comentou. 

As incertezas em relação ao futuro da zona do euro, com a iminente saída da Grécia do bloco, fez com que a moeda norte-americana se valorizasse durante a manhã. Por volta das 14h, o dólar comercial era vendido a 1,9952, com alta de 2%. Leia mais »

Discurso do diretor do Banco Central Anthero Meirelles

Discurso do diretor Anthero Meirelles na abertura do XXXIV Congresso Nacional de Administradoras de Consórcios CONAC   (PDF - 372 KB)
Uruguai, 7 de maio de 2012.Banco Central do Brasil
Textos recentes....Obs: textos/apresentações serão abertos em outra janela

1. É com grande satisfação que participo, em nome do Presidente Alexandre Tombini, da abertura do XXXIV Congresso Nacional de Administradores de Consórcios - CONAC.
Aproveito para agradecer o convite efetuado ao Banco Central do Brasil pelos organizadores deste evento. É oportuno salientar a importância do Congresso para a consolidação do Sistema de Consórcios, que vem, desde a sua criação na década de 60, se afirmando como uma alternativa àqueles que desejam desenvolver uma cultura de poupança ou que não disponham de recursos suficientes para aquisição de bens ou serviços à vista.
Leia mais »

XIV Seminário Anual de Metas para Inflação do Banco Central

Discurso do diretor de Política Econômica do Banco Central do Brasil, Carlos Hamilton Araújo, no XIV Seminário Anual de Metas para Inflação do Banco Central  (PDF - 66 KB)

Rio de Janeiro, 11 de maio de 2012. Banco Central do Brasil

Textos recentes....Obs: textos/apresentações serão abertos em outra janela Leia mais »

Série Histórica - IPCA

Em defesa do Copom.

Creio que ser necessário uma permanente vigilância para manter a inflação dentro da meta de inflação.

Mas hoje, os desdobramentos da atual crise econômica internacional, são os grandes obstáculos a serem superados.

Mesmo com a rápida ação do Copom, na resposta a crise de renegociação do limite da dívida pública dos EUA e ao aprofundamento da crise da dívida pública na zona do euro, não foi possível garantir um maior crescimento do PIB em 2011, nem uma recuperação mais rápida da economia brasileira no início de 2012, só para avisar que faltam poucos dias para terminar o primeiro semestre deste ano.

Creio que quase nada mais pode ser feito por 2012 em termos de Política Monetária, a menos que seja praticado um brutal choque de juros, com uma rápida redução dos juros da Selic para 6% ou menos, caso contrário os efeitos das futuras reduções dos juros da Selic ficarão para 2013. Leia mais »

Presidente do Banco Central Ministro Alexandre A. Tombini

Discurso do presidente Alexandre Tombini no XIV Seminário de Metas para Inflação -
Banco Central do Brasil...10/05/2012 14:45:00
Clique para ler discurso feito pelo presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, no XIV Seminário de Metas para Inflação, no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (10/05/2012). Leia mais »

Nota do Presidente do Banco Central

http://www.bcb.gov.br/textonoticia.asp?codigo=3528&IDPAI=NOTICIAS

Banco Central do Brasil... 09/05/2012 10:35:00

Brasília – A propósito do editorial “O BC domesticado”, publicado nesta quarta-feira pelo jornal O Estado de S.Paulo, o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, afirma que:

  Leia mais »

IPCA de abril fica em 0,64%

http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_visualiza.php?i...

.09 de maio de 2012...Considerando os últimos 12 meses, o índice situou-se em 5,10%,.......

 O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA do mês de abril apresentou resultado de 0,64%, três vezes mais do que a taxa de 0,21% registrada em março. Foi o maior índice mensal desde abril de 2011 (0,77%).

O acumulado no ano ficou em 1,87%, bem abaixo da taxa de 3,23% relativa a igual período de 2011. Considerando os últimos 12 meses, o índice situou-se em 5,10%, inferior aos 5,24% relativos aos doze meses imediatamente anteriores. Leia mais »

Reservas Cambiais e a queda dos juros da Selic.

O cambio teve uma significativa correção depois da reunião do copom de 31.08.2011, onde o copom reduziu a selic em 0,5% nominal, e ainda sinalizou a possibilidade de continuidade da queda dos juros da Selic, com a ata divulgada em 08.09.2011 e com os pronunciamentos do presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini.

Creio que as medidas macroprudenciais e  aumento das Reservas Cambiais irão permitir o controle da taxa de câmbio, viabilizando a continuidade do processo de redução dos juros da Selic.

Além de garantir o equilíbrio do balanço de pagamentos das contas externas,  em um  ambiente de crise de liquidez internacional, o atual patamar das Reservas Cambiais, irá garantir a continuidade do processo de redução dos juros da Selic.
Leia mais »

Imagens: 
Reservas Cambiais e a queda dos juros da Selic.

Alteração no rendimento da caderneta de poupança

Leia também: Perguntas e Respostas sobre as novas regras da poupança(PDF)

Perguntas e Respostas
Alteração no rendimento da caderneta de poupança ....Novas regras
1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança?
Por ter parte de sua remuneração (chamada de adicional) atrelada a uma taxa fixa (de
0,5% a.m.), a poupança criava uma espécie de barreira a maiores reduções da taxa
Selic. A partir de determinada meta de taxa de juros definida pelo Banco Central, a
remuneração da poupança tornava-se fixa, reduzindo a eficácia da política monetária.
Dessa forma, o Governo propôs mudar as regras de forma a adequar a poupança ao
novo cenário de inflação e de taxas de juros em queda. Leia mais »

Discurso do Diretor Aldo Mendes

Aldo Luiz Mendes
Diretor de Política Monetária - Dipom

Obs: textos/apresentações serão abertos em outra janela.

...São Paulo, 3 de maio de 2012. Leia mais »

Caderneta de Poupança II

Blog do Planalto

Quinta-feira, 3 de maio de 2012 às 22:11 Leia mais »