Por um 2012 diferente

Autor: 

With a little help from my friends (by Kibeloco)

Meus votos de um 2012 diferente.

Vídeos: 
Veja o vídeo

Caso Alston a espera de um Amaury Jr.

Autor: 

Toda essa discussão sobre a privataria tucana levou me a recordar outro caso, como esse das privatizações, o caso Aslton/Siemens.

Este é outro caso envolvendo a corrupção tucana que está a espera de alguém que o sistematiza e sintetize em um livro. Assim como o caso das privatizações, o assunto é conhecido mas está debaixo da manta de silêncio do PIG.

Abaixo apresento três textos, um da Wikipédia, outro do R7 e por fim um do Correio do Brasil.

No da Wikipédia reparem nos nomes envolvidos, comparem-os com os do Privataria Tucana, nos textos do R7 e do Correio do Brasil o que chama atenção são as datas dando uma noção de relação causal.

Enfim, a espera de um Amaury.

  Leia mais »

Quem é o juiz? O juiz é Deus.

Juízes pedem investigação sobre ação de corregedora

Eliana Calmon ataca associações e diz que não violou sigilo de ninguém

Entidades querem que Procuradoria e o próprio CNJ examinem conduta da ministra e vazamento de dados

DE BRASÍLIA
DE SÃO PAULO Leia mais »

O INIMIGO DA MORAL

Autor: 

 

Estranho o movimento de hoje (20/12)  na Folha de São Paulo, Janio de Freitas, que normalmente faz as vezes de grilo falante, continua batendo forte em Fernando Pimentel, um caso que ele mesmo chama de menor e que em dias de estrondoso silêncio sobre o Privataria Tucana soa mais como despiste. Aí, Vladimir Safatle, um outsider para os padrões da A2, vem com um texto para colocar os pingos nos is.

Estranho, o que deu em Janio de Freitas? Leia mais »

Vaclav Havel e o Brasil

São Paulo, quarta-feira, 18 de setembro de 1996

Congresso vazio impede visita e presidente tcheco faz turismo

DENISE MADUEÑO; RAQUEL ULHÔA 

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA Leia mais »

Amaury Ribeiro Jr.: feio, sujo e mau.

Autor: 

Após quase uma semana de silêncio constrangedor, finalmente a Folha de São Paulo se pronuncia sobre o livro de Amaury Ribeiro Jr. "A Privataria Tucana". E se pronuncia para fazer a defesa de José Serra.

A linha de defesa vai em 4 pontos:

1 - o livro não prova o envolvimento de José Serra

2 - o livro não prova que o dinheiro desviado tenha sido usado na privatização

3 - os fatos já eram conhecido há muito tempo.

4 - Amaury não é sério, foi indiciado pela Políca Federal por quebra do sigilo de José Serra e o material recolhido faz parte de um dossiê de campanha, provavelmente falso.

É interessante a insistência na exigência da  "prova", o esquecimento das 110 páginas de documentos e a postura diferenciada em relação a Palloci ou Pimentel onde nem indícios foram necessários para que a Folha participasse do linchamento de suas reputações. No caso Erenice o Orlando Silva o fato dos acusadores serem criminosos, um ex-presidário, ou de estarem se beneficiando da acusação em nada diminuiu a credibildade que a Folha lhes devotava. Leia mais »

O torcedor arrogante

JOSÉ ROBERTO TORERO

Anticorintianismo

A culpa é dos torcedores. Não se trata de uma questão futebolística, mas sentimental Leia mais »

A difícil vida do PSDB

A difícil vida do PSDB

A ideia de apropriação indébita do que seria a agenda dos tucanos pelo PT é cômoda, mas equivocada

O DIAGNÓSTICO feito pelo ex-senador Tasso Jereissati para a perda de expressão do PSDB sintetiza, com crueza, as opiniões predominantes na cúpula partidária: "O PT roubou a nossa agenda". Leia mais »

São Paulo, um estado da moral e dos bons costumes

Autor: 

 

 

“Primeiro, eles vieram atrás dos comunistas.

E eu não protestei, porque não era comunista.

Depois, eles vieram pelos socialistas Leia mais »

A hora dos calhordas

A hora dos calhordas

Discorrendo sobre suas experiências durante a histeria anticomunista do começo dos anos 50 nos EUA, a escritora Lillian Hellman descreveu o período como "a hora dos calhordas". A definição se aplica com igual precisão à atmosfera do Reino Unido no período, quando Alan Turing, um dos mais brilhantes cientistas do século 20, matou-se em 1954, aos 41 anos. Leia mais »

Serra, lucidez "pré-mortis"?

Autor: 

Diferente da leitura que Nassif e este blog fizeram do texto da Folha de hoje -23/11- "Serra diz que tucanos não têm candidato viável, e PSDB reage", creio que ele é bem crítico ao ex-governador.
E não uma tentativa deste de usar a mídia para se manter em foco.
Ia até postá-lo com o título "Serra na frigideira" mas achei-o assunto menor.
Erro, o post do Nassif levou-me a refletir um pouco mais.

O que Serra propõem tem uma lógica política bem fundamentada.

Ele se descarta como candidato. Nem poderia ser de outro modo.
Seria um suicido político tentar a prefeitura. Serra terá 70 anos em 2012 e 72 em 2014. Se estiver bem de saúde, poderá concorrer à uma eleição. Mas provavelmente a última.
Se escolher a prefeitura não poderá mais ser candidato à presidência. A presidência ainda é seu sonho. Pode ser só dele, mas é o que resta-lhe.

Quem sobra ao PSDB? Ninguém.

Como o Nassif notou, José Aníbal ou Bruno Covas são muito fracos, Andrea Matarazzo seria a piada que o Lula precisava.

O candidato dos sonhos do PSDB é o Chalita. Leia mais »

Em resposta

LUIZ FELIPE PONDE

O erro de Foucault

A revolução do Irã e seu fascínio pelo martírio foram importantes no "último Foucault"

Você sabia que o pensador da nova esquerda Michel Foucault foi um forte simpatizante da revolução fanática iraniana de 1979? Sim, foi sim, apesar de seu séquito na academia gostar de esconder esse "erro de Foucault" a sete chaves. Leia mais »

Vida longa e próspera!

Terráqueos, acabo de chegar de vulcano,busco informações sobre o evento noticiado abaixo. Sob chuva, manifestantes fazem marcha anticorrupção em SP.

Com uma chuva persistente em São Paulo nesta terça-feira (15) poucas pessoas foram até a avenida Paulista para protestar contra a corrupção.

Cerca de 200 pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar, se reuniram embaixo do vão livre do Masp, de onde saiu uma passeata, por volta das 14h30. Leia mais »

Imagens: 
Vulcano

Haddad foi para o tronco

Autor: 

 

Creio que aqui todos já tomaram conhecimento desta frase:

“Não se pode tratar a USP como se fosse a cracolândia. Nem a cracolândia como se fosse a USP.”  Leia mais »

Vício

Vício   

                03/97

Você é droga pesada,

Alucina, cocaina

Circulando no meu sangue,

Brilha nos meus olhos fechados, Leia mais »