Revitalização dos centros antigos: toda vida importa?

Os centros das cidades brasileiras estão degradados, mas políticas de revitalização parecem ignorar que há vida lá

Luiz de Queiroz

Diferentes cidades brasileiras enfrentam problemas muito parecidos no que diz respeito ao abandono de seus centros antigos. Não é que essas áreas estejam vazias. Degradadas, elas ainda têm importância fundamental para populações mais pobres. O poder público, no entanto, e a iniciativa privada precisam retomar o interesse nessas regiões.

A questão não é propriamente nova. Ações ditas de “revitalização urbana” estão na pauta nacional desde o final da década de 60. As prefeituras de Recife e Salvador foram pioneiras. Mas frequentemente esses projetos sofrem com a falta de continuidade, orçamento e estrutura.

O assunto foi tema de discussão no 66º Fórum de Debates Brasilianas.org.

Os instrumentos utilizados para revitalização no Brasil Leia mais »

Tags: 
cidades
Tags: 
cidadania
Tags: 
Urbanismo
Tags: 
arquitetura
Tags: 
Cultura
Tags: 
renovação
Tags: 
Políticas Públicas
Tags: 
Fórum
Tags: 
Brasilianas.org
Tags: 
patrimônio
Tags: 
centro
Tags: 
revitalização
Tags: 
iniciativa privada
Tags: 
centro antigo

O agronegócio e o comércio mundial

A importância do setor para o País, na composição do PIB e da balança comercial, não pode ser subestimada

Por Luiz de Queiroz

A vocação brasileira para o agronegócio é muito criticada por outros setores, de bens manufaturados e industrializados, que temem que o país esteja condenado a ser um eterno exportador de commodities.

Mas sua importância é enorme e não pode ser ignorada. Em 2014, o Produto Interno Bruto do agronegócio foi de R$ 1,178 trilhão, 21,3% do total. Apenas a pecuária registrou R$ 378,3 bilhões de PIB. E a agricultura outros R$ 800,6 bilhões.

Além disso, o setor é fundamental para reduzir o déficit da balança comercial.

Em 2014, o agronegócio teve um superávit de US$ 80,13 bilhões na balança comercial. Os demais setores tiveram déficit de US$ 84,09 bilhões. O Brasil ainda ficou deficitário em US$ 3,96 bilhões, mas sem o agronegócio o resultado teria sido muito pior, acreditam especialistas presentes no 63º Fórum de Debates Brasilianas.org. Leia mais »

Tags: 
agronegócio
Tags: 
Agricultura
Tags: 
agropecuária
Tags: 
Economia
Tags: 
PIB
Tags: 
Balança Comercial
Tags: 
comércio exterior
Tags: 
comércio mundial
Tags: 
63º Fórum de Debates Brasilianas.org

Formalização do trabalho e a importância das micro empresas

Por Luiz de Queiroz

Marcos normativos aprovados pelo governo federal diminuíram informalidade em quase 10%

Nos últimos anos, o governo federal conseguiu aprovar alguns marcos normativos importantes para garantir a formalização do trabalho. Depois da criação do Simples (em 1996), da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas (de 2006) e da Lei Complementar 128 (de 2008) - que criou a figura do Microempreendedor Individual (MEI) – a informalidade nas relações trabalhistas caiu de 38,3% para 28,7%, de acordo com dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

As micro e pequenas empresas foram as principais responsáveis por essa inclusão. O número de empregos formais em empresas com mais de dez empregados cresceu de 84%, em 2006, para 88,1%, em 2012. No mesmo período, nas empresas com até dez funcionários o número passou de 44,2% para 53,1%.

O assunto foi tema de discussão no 62º Fórum de Debates Brasilianas.org. Leia mais »

Tags: 
Trabalho
Tags: 
Tributação
Tags: 
Micro e pequenas empresas
Tags: 
crise
Tags: 
Formalização
Tags: 
tributos
Tags: 
MEI
Tags: 
marcos normativos
Tags: 
marcos regulatórios
Tags: 
Simples Nacional

O peso da economia nas costas das pequenas empresas

Por Luiz de Queiroz

De 2013 para 2014, as micro e pequenas empresas geraram mais de 3,5 milhões de empregos

As micro e pequenas empresas têm papel fundamental no desenvolvimento nacional. De acordo com dados da Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE), elas representam 95% do universo empresarial brasileiro, respondem por 27% do Produto Interno Bruto (PIB), garantem 52% dos empregos e pagam 40% da massa salarial.

Sua importância é ainda maior nesse momento de crise econômica. De 2013 para 2014, as micro e pequenas empresas geraram mais de 3,5 milhões de empregos, enquanto que as médias e grandes extinguiram 263 mil postos de trabalho.

A comparação entre o primeiro semestre de 2014 e o mesmo período de 2015 é ainda mais grave. As micro e pequenas empresas geraram 116 mil empregos, enquanto as médias e grandes extinguiram 476 mil postos. Leia mais »

Tags: 
Economia
Tags: 
crise
Tags: 
SEBRAE
Tags: 
Micro e pequenas empresas
Tags: 
Guilherme Afif Domingos
Tags: 
Secretaria da Micro e Pequena Empresa
Tags: 
SMPE
Tags: 
Enio Pinto
Tags: 
62º Fórum de Debates Brasilianas.org

Investimentos em inovação: erros e aprendizados

Por Luiz de Queiroz

Principais problemas das políticas públicas foram falta de continuidade e ausência de ferramentas de avaliação

Nos últimos anos, o Governo Federal vem empreendendo esforços para investir em inovação. Começou em 2001 com o programa Inovar. Depois vieram Juros Zero (2004), RHAE Inovação (2004), Subvenção Econômica (2006), Prime (2009) e PAPPE Integração (2010).

Apesar da boa intenção, os principais problemas dessas políticas foram a falta de continuidade e a ausência de ferramentas de avaliação. Essas questões estão sendo corrigidas pelo programa mais recente do governo para o setor, o Startup Brasil, de 2013.

O assunto foi tema de debata no 61º Fórum Brasilianas.org.

De acordo com Eiran Simis, gestor da área de empreendedorismo do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CESAR), o Inovar disponibilizou um total de R$ 600 milhões por meio de 31 fundos. Os valores não eram reembolsáveis, mas eram entregues em troca de participação acionária. Leia mais »

Tags: 
inovação
Tags: 
investimentos
Tags: 
apoio
Tags: 
governo
Tags: 
startups
Tags: 
tecnologia
Tags: 
Políticas Públicas
Tags: 
política industrial
Tags: 
Brasilianas.org
Tags: 
financiamentos
Tags: 
risco

Brasil está mais preparado para dar apoio à inovação

Por Luiz de Queiroz

Startup Brasil corrige erros de programas anteriores ao mensurar atentamente os resultados e criar ambiente de negócios

Para incentivar a inovação e apoiar empresas de base tecnológica, o Ministério de Ciência, Tecnologia, e Inovação (MCTI) criou o Startup Brasil.

Não é o primeiro programa deste tipo do governo federal, mas com a experiência dos anteriores, vem sendo o mais bem sucedido. É o que afirmou José Henrique Dieguez Barreiro, coordenador geral de Serviços e Programas de Computadores, da Secretaria de Política de Informática do MCTI.

Ele esteve presente no 61º Fórum de Debates Brasilianas.org. Leia mais »

Tags: 
inovação
Tags: 
startup
Tags: 
investimentos
Tags: 
Startup Brasil
Tags: 
tecnologia
Tags: 
Negócios
Tags: 
Governo Federal
Tags: 
Brasilianas.org
Tags: 
aceleradora
Tags: 
apoio

A defesa nacional e a nova geopolítica mundial

Por Luiz de Queiroz

A indústria brasileira de defesa passa por uma profunda reformulação. Depois de um período de investimentos nas décadas de 60, 70 e 80, quando o Brasil procurou desenvolver sua própria tecnologia militar, a base industrial de defesa foi esvaziada nos anos 90 e 2000. O fim da Guerra Fria acabou com a dinâmica produtiva e derrubou as exportações ao ponto de desmanchar a cadeia de valor.

Agora, com maior protagonismo internacional, o País ensaia uma retomada. As Forças Armadas, notadamente a Marinha e a Aeronáutica, têm projetos em andamento para absorver tecnologia estrangeira. Note-se o desenvolvimento do submarino de propulsão nuclear do Prosub e do caça supersônico Gripen NG.

A visão estratégica desses investimentos foi tema de discussão no 59º Fórum de Debates Brasilianas.org. Leia mais »

Tags: 
desenvolvimento
Tags: 
indústria
Tags: 
defesa
Tags: 
Gripen
Tags: 
PROSUB
Tags: 
soberania
Tags: 
Economia
Tags: 
tecnologia
Tags: 
inovação
Tags: 
59º Fórum de Debates Brasilianas.org

O submarino brasileiro e a retomada da indústria de defesa

Por Luiz de Queiroz

Nos últimos anos, a indústria brasileira de defesa tem ganhado maior atenção do governo federal, que sem interferir politicamente nos assuntos de segurança nacional está incentivando projetos inovadores.

Um exemplo disso é o acordo com a sueca Saab para desenvolver no Brasil o caça de quarta geração Gripen NG.

Leia também: A tecnologia de defesa e o caso Gripen

Outro exemplo é a parceria com o governo da França no desenvolvimento de quatro submarinos convencionais e um de propulsão nuclear, assunto que foi tema de debate no 59º Fórum de Debates Brasilianas.org. Leia mais »

Tags: 
indústria
Tags: 
política industrial
Tags: 
desenvolvimento
Tags: 
defesa
Tags: 
Defesa Nacional
Tags: 
soberania
Tags: 
tecnologia
Tags: 
inovação
Tags: 
Transferência Tecnológica
Tags: 
PROSUB
Tags: 
submarino de propulsão nuclear
Tags: 
externalidades positivas

Concessão, partilha ou nenhuma das alternativas

A discussão ideológica e maniqueísta do modelo regulatório do pré-sal precisa dar lugar a alguns aspectos técnicos

Por Luiz de Queiroz

O modelo regulatório do pré-sal é motivo de muitas controvérsias. Enquanto alguns defendem que o sistema de concessão é mais vantajoso para as empresas e, portanto, mais viável economicamente, outros acreditam que é inalienável a participação da Petrobras na exploração e produção e preferem a partilha.

A discussão é primeiro ideológica. Ela passa necessariamente pela visão de país que cada um tem. Quem acredita em livre mercado, livre iniciativa e Estado mínimo tende a preferir a concessão. Quem defende a indústria nacional com apoio estatal e o controle do governo das áreas estratégicas não arreda o pé da partilha. Leia mais »

Tags: 
Brasilianas.org
Tags: 
TV Brasil
Tags: 
pré-sal
Tags: 
royalties
Tags: 
partilha
Tags: 
concessão

Mães de Maio ainda lutam por justiça nove anos após massacre

Em 2006, a Polícia Militar decretou toque de recolher e promoveu uma matança de 493 pessoas na periferia de São Paulo

Por Luiz de Queiroz

No próximo mês, os Crimes de Maio vão completar nove anos. De impunidade e descaso das autoridades.

Na semana de 12 a 19 de maio de 2006, depois de uma onda de ataques do Primeiro Comando da Capital (PCC) vitimar 43 agentes públicos, a Polícia Militar decretou toque de recolher e promoveu uma matança indiscriminada na periferia de São Paulo, Guarulhos e na Baixada Santista. Ao todo, 493 pessoas perderam a vida. 494, se contar o bebê de Ana Paula Gonzaga dos Santos, grávida de nove meses, assassinada com o marido. As autoridades não contam.

Em resposta à onda de violência e como tentativa de conseguir justiça, parentes das vítimas se organizaram e deram início ao movimento Mães de Maio, que desde então vem pressionando o poder público. Leia mais »

Tags: 
cidadania
Tags: 
direitos humanos
Tags: 
Polícia Militar
Tags: 
PM
Tags: 
58º Fórum de Debates Brasilianas.org
Tags: 
direitos civis
Tags: 
Crimes de Maio
Tags: 
Mães de Maio
Tags: 
Governo do Estado de São Paulo
Tags: 
Estado de São Paulo
Tags: 
Débora Maria da Silva

O velho testamento no Congresso Nacional

O Legislativo está determinado a não votar projetos que vão de encontro aos seus dogmas religiosos

Por Luiz de Queiroz

A configuração atual do Legislativo brasileiro projeta uma sombra sobre a laicidade do Estado. A Câmara dos Deputados está particularmente determinada a não votar projetos que vão de encontro aos seus dogmas religiosos. O presidente da Casa, deputado Eduardo Cunha, já disse que a legalização do aborto só iria a votação sobre o seu cadáver. A criminalização da homofobia segue a mesma lógica, depois de oito anos sem avançar, o projeto foi arquivado no Senado Federal. Leia mais »

Tags: 
legislativo
Tags: 
Congresso
Tags: 
Câmara dos Deputados
Tags: 
estado laico
Tags: 
maioridade penal
Tags: 
congresso nacional
Tags: 
Senado Federal
Tags: 
redução da maioridade penal
Tags: 
dogmas religiosos
Tags: 
58º Fórum de Debates Brasilianas.org

O custo da extração no pré-sal e o verdadeiro valor da Petrobras

Como uma empresa com mais de R$ 1 trilhão em ativos tem valor de mercado de apenas R$ 120 bilhões?

Por Luiz de Queiroz

Um dos argumentos mais utilizados para colocar em dúvida o futuro da Petrobras e da produção de petróleo no Brasil é que o custo de extração é muito alto. Há quem vá além e seja capaz de garantir que com a queda do preço do barril no mercado internacional a exploração do pré-sal se torna simplesmente inviável.

Essa conta falha em considerar a inovação tecnológica e a melhora recorrente de produtividade do pré-sal em contraste com o inevitável declínio dos poços de terra e pós-sal. E parece ignorar, deliberadamente, os grandes volumes de barris recuperáveis já comprovados e ainda por descobrir.

O assunto foi tema de discussão no 57º Fórum de Debates Brasilianas.org. Leia mais »

Tags: 
produção
Tags: 
custos
Tags: 
mercado
Tags: 
exploração e produção
Tags: 
Brasilianas
Tags: 
Fórum
Tags: 
extração
Tags: 
valor de mercado
Tags: 
ativos

Petrobras em crise e cadeia de fornecedores ameaçada

Sérgio Bacci: Não dá para meia dúzia de malfeitores fazerem o que fizeram e toda a indústria nacional ser levada junto

Por Luiz de Queiroz

A Operação Lava Jato está impactando diretamente a indústria naval brasileira. Ao colocar a Petrobras no centro da investigação toda a cadeia de fornecedores foi atingida. O assunto foi tema de debate no 57º Fórum de Debates Brasilianas.org.

Para o vice-presidente do Sindicato Nacional da Indústria de Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval), Sérgio Bacci, o governo brasileiro, o Congresso Nacional e a sociedade precisam buscar acordos de leniência para proteger a indústria. “Não dá para meia dúzia de malfeitores fazerem o que fizeram e toda a indústria nacional ser levada junto”, disse. Leia mais »

Tags: 
Petrobras
Tags: 
pré-sal
Tags: 
exploração
Tags: 
produção
Tags: 
cadeia de valor
Tags: 
indústria nacional
Tags: 
Brasilianas.org
Tags: 
Fórum
Tags: 
Operação Lava Jato
Tags: 
cadeia de fornecedores
Tags: 
desindustrialização

Operação da Petrobras vai bem, mas cadeia se beneficia pouco

Operação da Petrobras vai bem, mas cadeia se beneficia pouco

Por Luiz de Queiroz

A descoberta de petróleo no pré-sal trouxe grandes expectativas para o desenvolvimento de uma indústria naval que até o começo dos anos 2000 amargava um inexplicável abandono.

Da mesma forma, havia uma grande esperança de que as demandas do pré-sal e as políticas de conteúdo local fortalecessem toda uma cadeia de fornecedores que estão abaixo da Petrobras e dos estaleiros da indústria naval. No entanto, alguns problemas conceituais ainda atrapalham esse desenvolvimento.

O assunto foi tema de discussão no 57º Fórum de Debates Brasilianas.org.

O potencial, indiscutivelmente, é imenso. A província do pré-sal tem 1.523 km². Uma área 100 vezes maior do que a cidade de São Paulo. E o desempenho operacional não desaponta. Em fevereiro deste ano, o pré-sal já tinha 136 poços perfurados, 79 de produção e 57 de exploração. Nesse período, a produção bateu recorde e chegou a 737 mil barris de petróleo por dia. Leia mais »

Tags: 
petróleo
Tags: 
Petróleo e gás
Tags: 
política industrial
Tags: 
conteúdo local
Tags: 
Petrobras
Tags: 
cadeia de valor
Tags: 
Fornecedores
Tags: 
57º Fórum de Debates Brasilianas.org
Tags: 
O pré-sal e seu impacto sobre o crescimento do país

Solar fotovoltaica e a mudança de paradigma do setor elétrico

Com as novas tecnologias, o consumidor tem a possibilidade de gerar a própria energia e reduzir substancialmente a conta

Por Luiz de Queiroz

A geração distribuída é um dos temas que melhor representam a mudança no paradigma do setor elétrico. Com as novas tecnologias, especialmente a solar fotovoltaica, o consumidor tem a possibilidade de gerar a própria energia e reduzir substancialmente a conta de luz.

Ainda estamos longe, no entanto, de aproveitar todo o potencial dessa fonte. Até o momento, a capacidade instalada no Brasil é de apenas 15 MW (megawatt). São 307 empreendimentos em operação. Mas o potencial é inestimável. Podem ser milhares, milhões. Tantos quanto houver telhados.

Essa foi a opinião expressada por Marcio Severi, diretor institucional da CPFL Renováveis, no 56º Fórum de Debates Brasilianas.org. Leia mais »

Tags: 
energia
Tags: 
política energética
Tags: 
fontes alternativas
Tags: 
solar
Tags: 
Fórum Brasilianas.org
Tags: 
Brasilianas.org
Tags: 
56º FDB
Tags: 
solar fotovoltaica
Tags: 
geração distribuída