Eduardo Braga agride fotógrafo em Maraã

Autor: 

Após ver o vídeo gravado neste domingo em Maraã, em que o senador, líder do governo e candidato ao governo Eduardo braga (PMDB) tenta tomar a máquina fotográfica de Joel Reis da Silva, que registrou queixa na polícia, e foi agredido tanto por Braga quanto por seus seguranças, fico pensando para onde vai o discurso de que é a renovação, o novo e de ele que está preparado para governar pela terceira vez o Amazonas. Braga agiu como os coronéis de barranco que, quando contrariados, usavam da força para resolver seus problemas e tirar adversários do caminho. A truculência com que tratou o fotógrafo levanta alguns questionamentos. Está mesmo tão tranquilo assim de sua eleição, apontada em pesquisas? Leia mais »

Vídeos: 
Veja o vídeo
Senador Eduardo Braga agride fotógrafo

Tio contesta decisão da juíza no Caso Lorena Baptista

Autor: 

Lorena foi morta na frente do filho pelo ex-marido


Em meio a tantas decisões polêmicas, na última semana, a Justiça amazonense toma mais uma decisão que está causando muita discussão. Não bastasse o arquivamento de dois processos do prefeito Adail Pinheiro por que demorou-se a julgar, as autorizações para Raphael Souza, filho do ex-deputado Wallace Souza, já falecido, passar férias no Caribe, na última terça-feira (11 de fevereiro), a juíza Mirza Telma de Oliveira Cunha, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, julgou improcedente a denúncia do Ministério Público e absolveu sumariamente Milton César Freire da Silva, o dentista acusado de matar a ex-mulher dele, a perita da Polícia Civil Lorena dos Santos Baptista, no dia 5 de julho de 2010. Leia mais »

O outro lado do carnaval de Manaus

Autor: 

Enquanto o governo do estado anuncia um repasse de R$ 4,6 milhões para o carnaval amazonense , tem um outro lado do carnaval que muitos nem imaginam. Quando o governo faz esse repasse, supõe-se que gera-se emprego e renda e imagino que o governador Omar Aziz pense que é isso mesmo que acontece. Mas não é bem assim. Alguns fornecedores de materiais usado nas confeções das fantasias das escolas de samba que estão sem receber já há algum tempo, quatro anos por exemplo, embora todos os anos as escolas recebem repase do governo e da prefeitura, bem como arrecadam dinheiro nas festas em suas quadras. Leia mais »

Terras em Manaus têm intervenção do CNJ

Autor: 

O imbróglio envolvendo os terrenos dos conjuntos Parque das Garças e Águas Claras e Novo Aleixo caminha para ter uma definição através do Conselho Nacional de Justiça. O caso está sub judice há dois anos e envolve os herdeiros do proprietário Pedro Silveira de Carvalho, hoje com 93 anos, e as imobiliárias Vieiralves, Júlio Bandeira de Melo e Planecon. Representantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) devem vir a Manaus para cobrar explicações ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJA) porque tanta demora em apurar as denúncias de irregularidades nos documentos apresentados  pelos empresários das imobiliárias, como duplicidade de título do 1ºofício, de onde foi expedido o título definitivo de Pedro Carvallo e 4º ofício, de onde as imobiliárias apresentam o seu documento. Leia mais »

Lula e o direito ao contraditório

Autor: 

Lula, ao querer extirpar o que considera oposição, quando faz isso, se mostra um tirano, um déspota, não permitindo o contraditório! Ora, não admitir críticas, vozes dissonantes é, nada mais nada menos, que querer ser o senhor da razão, o dono da verdade, como se nada mais importasse, ou pior que isso, é assumir a sua condição de tirano!
Muito triste isso, vindo de uma pessoa que passou por tudo o que passou, buscou o caminho certo para chegar à presidência, mas somente atingiu seu objetivo quando se juntou ao lado negro da força. Foi lá no final de 2001, quando o PT se aliou ao então PL que conseguiu chegar à presidência!
De lá para cá, alguns avanços foram conseguidos, sobretudo na política internacional. Mas internamente, o assistencialismo sempre combatido pelo PT se tornou a tônica do governo de Lula! Leia mais »

O papel da mídia na política do Amazonas

Autor: 

Eu poderia fazer comentários sobre esta tese de doutorado do professor Gilson Vieira Monteiro, mas depois refleti e pensei que é melhor você, meu caro leitor, tirar suas próprias conclusões e passar a fazer uma nova leitura sobre os veículos de comunicação e a forma com que são divulgadas as notícias.

Isso ocorre de norte a sul do Brasil e mundo afora! Mas em época de eleição se acentua. Ainda bem que hoje temos a possibilidade de, seja através das redes sociais ou de blogs, difundir as informações que não serão jamais veiculadas pelos veículos de comunicação porque cada pessoa torna-se um veículo de comunicação.   MONTEIRO, Gilson.   Leia mais »

A mão invisível do poder no Amazonas!

Autor: 

Eu poderia fazer comentários sobre esta tese de doutorado do professor Gilson Vieira Monteiro, mas depois refleti e pensei que é melhor você, meu caro leitor, tirar suas próprias conclusões e passar a fazer uma nova leitura sobre os veículos de comunicação e a forma com que são divulgadas as notícias.

Isso ocorre de norte a sul do Brasil e mundo afora! Mas em época de eleição se acentua. Ainda bem que hoje temos a possibilidade de, seja através das redes sociais ou de blogs, difundir as informações que não serão jamais veiculadas pelos veículos de comunicação porque cada pessoa torna-se um veículo de comunicação.   MONTEIRO, Gilson.   Leia mais »

De volta às velhas práticas de censura!

Autor: 

Realmente ter opinião própria e ir contra interesses dos grupos dominantes é um grande risco em Manaus. Amanheci com a minha conta do twitter, aquele microblog que já deu muita dor de cabeça para celebridades e políticos, justamente por ser uma ferramenta das redes sociais.

Como comunicador, sempre soube que expressão opinião por estas plagas era um grande perigo, profissão de risco eu diria. Estou em campanha eleitoral e já declarei meu voto para o candidato a prefeito Pauderney Avelino (DEM). Muito ativo nas redes sociais, sei que hoje elas não servem apenas para falar de sua própria vida mas, em Manaus, quando tornou-se febre, em 2009, discutíamos livremente nossas opiniões sobre os problemas da cidade. Leia mais »

Declaração de voto se faz assim!

Autor: 

Fazer escolhas requer maturidade, responsabilidade e determinação. Quando se apresentaram os nomes de candidatos a prefeitura de Manaus, estabeleci critérios como histórico de cada candidato, propostas de governo, metas do próprio candidato. 

Muitas pessoas se surpreenderam quando comecei a faer campanha para o deputado federal Pauderney Avelino (DEM), mas para o leitor atento, pode perceber que as opções são poucas. Descartando as candidaturas que, com todo o respeito, seriam desastrosas por razões diversas como falta de preparo e serem temerárias por não ter um programa de governo que atenda as necessidades reais da cidade, como a do Herbert Amazonas (PSTU), Navarro (PCB), Jerônimo (PMN), e outras que são de pessoas que não me inspiram confiança como Sabino Castelo Branco (PTB) e Henrique Oliveira (PR), sobram a candidata marionete do sistema Vanessa Grazziotin (PCdoBraga, ops, PCdoB) que, desde tempos históricos, lá nos idos anos 80, quando lutava pela meia passagem em Manaus,  nunca me convenceu de que realmente estava interessada em defender os interesses da população. Leia mais »

Debate em tempos de pseudodemocracia

Autor: 

Ontem (02.08.2012) aconteceu o primeiro debate para as eleições municipais. Devo confessar que esperava mais, que fosse mais democrático. Por exemplo, temos nove candidatos e apenas seis foram contemplados e participaram. Isso, de cara, impede que o eleitor tenha acesso às propostas de todos os candidatos e por isso mesmo não tem nada de democrático. Se bem que, em um processo em que você é obrigado a votar, jámostra que não vivemos em uma democracia. E não há nada pior que  ter o tempo limitado, e caríssimo, de televisão para piorar a situação.

Para dar uma situada nos (e)leitores, Manaus tem uma população de quase dois milhôes de habitantes, um orçamento de R$ 3 bilhões ao ano e problemas estruturais graves como segurança, saneamento básico (apenas 15% da população tem o serviço e dois terços disso foi feito pelos ingleses há mais de cem anos e nos últimos 30 anos, seus igarapés foram transformados em esgoto a céu aberto), saúde, mobilidade urbana e, para acentuar ainda a importância destas eleições, serásede da Copa de Futebol em 2014 e tem muita coisa a ser feita. Leia mais »

Brasil: um país longe do Olimpo

Autor: 

Assistindo esses jogos olímpicos, vendo as queixas que muitas pessoas fazem das performances dos atletas brasileiros, deve-se lembrar de algumas coisas. Leia mais »

Amazonas, o estado das delegacias milionárias

Autor: 

Quando se faz uma reforma imagina-se que não vá gastar mais do que foi a obra para a construção.  Mas no Amazonas as coisas são diferentes. A atual gestão está apostando todas as suas fichas no programa Ronda no Bairro, onde já foram investidos mais de R$ 500 milhões na compra de viaturas (estas através da Delta, sim, aquela que está envolvida no escândalo do bicheiro Carlinhos Cachoeira) e equipamentos.

Este ano foram feitos mais investimentos e estão sendo previstos o aumento de 17 para 30 delegacias em Manaus. Até aí tudo bem e atitude ouvável, tendo em vista que os índices de criminalidade na cidade são alarmantes. Mas são alarmantes porque é o que se vê nas manchetes dos jornais e não porque a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas divulga. A Lei da Transparência por aqui não é respeitada. Leia mais »

Carta dos governadores da Amazônia não representa sociedade

Autor: 

A Carta dos Governadores, que foi fartamente anunciada como o documento que representa o Pacto da Amazônia, e foi apresentada sexta-feira, no encerramento do Encontro de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Brasileira, no Tropical Hotel de Manaus,  como se fosse o documento discutido pela plenária, não representa os interesses da sociedade. É o que afirma Alexandre Victor Ribeiro, do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais dos municípios do Careiro, Manaus e Iranduba. "Debatemos um documento que excluía o REED+ e apareceu esta carta que o incluía, logo não nos representa", disse Ribeiro. Leia mais »

Carta dos governadores da Amazônia não representa sociedade

Autor: 

A Carta dos Governadores, que foi fartamente anunciada como o documento que representa o Pacto da Amazônia, e foi apresentada sexta-feira, no encerramento do Encontro de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Brasileira, no Tropical Hotel de Manaus,  como se fosse o documento discutido pela plenária, não representa os interesses da sociedade. É o que afirma Alexandre Victor Ribeiro, do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais dos municípios do Careiro, Manaus e Iranduba. "Debatemos um documento que excluía o REED+ e apareceu esta carta que o incluía, logo não nos representa", disse Ribeiro. Leia mais »

Dia do índio? E há o que comemorar?

Autor: 

Datas comemorativas sempre me remeteram a um questionamento profundo: porque homenagear se temos um débito a honrar? Eleger um dia para prestar solidariedade é um desencargo de consciência pura e simplesmente.

E no caso específico do índio o desencargo é ainda maior. O Brasil não foi descoberto, foi invadido! Quando chegaram por estas plagas os portugueses, já encontraram os gentios que, por não serem cristãos foram considerados com alma somente

Na comemoração dos 500 anos do "descobrimento" em 2000, um índio pataxó não incluído nas falas, conseguiu exprimir a exata medida do que representa a chegada dos portugueses: São 500 anos de sofrimentos, de massacres, de exclusão, de preconceito, de exploração, de extermínio de nossos parentes, aculturamento, estupro de nossas mulheres, devastação de nossas terras, de nossas matas, que nos tomaram com invasões. Hoje querem reafirmar a mentira do descobrimento" Leia mais »