Apoio de professores aos Black Blocs ameaça a democracia

O anunciado apoio de professores, em greve no Rio de Janeiro, através do sindicato próprio, às ações do grupo Black Bloc, uma organização criminosa, de vândalos arruaceiros, como claro instrumento de pressão ao governo, é falta de bom senso, afronta gravemente a ordem pública e constitui tentativa de intimidação ao poder constituído. Um perigoso incentivo à desordem, ao vandalismo, à depredação do patrimônio público e privado, ao enfrentamento à polícia e de ameaça à incolumidade de cidadãos ordeiros. Um decisão de total radicalismo, inconsequente e contrária às regras do estado democrático, onde ao que parece os fins passaram a justificar quaisquer meios. Absurdo com todas as letras. Leia mais »

Aécio fará bate-papo em vídeo hoje(19)

Aécio Neves fará um bate-pato em vídeo pela internet hoje dia 19 de setembro, após o programa partidário do PSDB, onde será protagonista. Leia mais »

Aécio Neves: debate sobre Mobilidade Urbana

Autor: 

O senador Aécio Neves criticou a falta de investimentos federais na implantação e ampliação de metrôs e a grave ausência de uma política pública no âmbito federal de apoio a estados e municípios na solução dos problemas de mobilidade.    Leia mais »

Debate:Quando a "Vaidade" Invade a Política

Por ANTONIO ATEU


 

A atualidade de Dorian Gray: a vaidade política como problema diante da pintura das manifestações recentes

Jean Paulo Pereira de Menezes

  Leia mais »

Vídeos: 
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo

Novo Vox Populi dá Dilma no 1o turno

Do Balaio do Kotscho

 

preview Nova pesquisa do Vox Populi dá Dilma no 1º turno

Foto: Reprodução/Carta Capital

 

Leia mais »

Dilma: Obama vai responder sobre espionagem até quarta

Do blog do Planalto

Obama responderá até quarta-feira sobre denúncias de espionagem, afirma Dilma

A presidenta Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (6), em São Petersburgo, na Rússia, em entrevista coletiva após participar de reunião de cúpula do G20, que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se comprometeu a responder ao governo brasileiro até quarta-feira (11) sobre as denúncias de espionagem. Obama e Dilma se reuniram na noite desta quinta-feira (5) antes do jantar de trabalho em homenagem aos chefes de Estado do G20.

Dilma afirmou que a denúncia de espionagem é incompatível com a convivência democrática entre países amigos e que Barack Obama assumiu responsabilidade direta e pessoal pela investigação e esclarecimento dos fatos. A presidenta afirmou que a realização da viagem de Estado para Washington, marcada para outubro, dependerá das condições políticas que serão criadas por Obama. Leia mais »

A declaração dos líderes do G20 em São Petersburgo

Do Ministério das Relações Exteriores

Declaração dos Líderes do G20 - Cúpula de São Petersburgo, 5 e 6 de setembro de 2013

06/09/2013
Preamble

1. We, the Leaders of the G20, met in St Petersburg on 5-6 September 2013, united by our continued commitment to work together to strengthen the global economy.

2. Strengthening growth and creating jobs is our top priority and we are fully committed to taking decisive actions to return to a job-rich, strong, sustainable and balanced growth path.

3. In the five years since we first met, coordinated action by the G20 has been critical to tackling the financial crisis and putting the world economy on a path to recovery. But our work is not yet complete and we agreed that it remains critical for G20 countries to focus all our joint efforts on engineering a durable exit from the longest and most protracted crisis in modern history.

4. Our most urgent need is to increase the momentum of the global recovery, generate higher growth and better jobs, while strengthening the foundations for long-term growth and avoiding policies that could cause the recovery to falter or promote growth at other countries’ expense. Leia mais »

Peña Nieto é criticado por reação tímida à espionagem

Sugerido por Marco St.

Mexicanos criticam duramente a tímida reação de seu presidente com relação à espionagem de Obama. A comparação com a forte reação do governo brasileiro deixa claro a total dependência mexicana ao vizinho rico do norte. 

Do El País

Polémica en México por el espionaje de Estados Unidos

Los medios y los políticos critican la “débil” respuesta del presidente Enrique Peña Nieto al Gobierno de Washington

Tras conocer que los servicios secretos de Estados Unidos espiaron a sus respectivos presidentes, los gobiernos de México y Brasil pidieron explicaciones a Washington. Sin embargo, la diferencia de esas reacciones ha desatado una nueva polémica en México, donde varios medios de comunicación y políticos han criticado que la respuesta del presidente Enrique Peña Nieto ante la noticia fue “ineficaz”, “débil” y hasta “timorata”.

En el caso de Brasil, la respuesta diplomática fue contundente. El ministro de justicia carioca, Eduardo Cardoso, expresó: “Si se confirman los hechos esto sería una violación de nuestra soberanía inaceptable e inadmisible”. El canciller Luis Fuigueiredo dijo que el Gobierno se reunirá con países del BRIC (grupo formado por países de gran población y fuerte crecimiento del PIB: Brasil, Rusia, India y China) para discutir este asunto y tomar medidas. Eduardo Matarazzo, senador del Partido de los Trabajadores (PT) calificó el hecho como preocupante y aseveró que se buscarán responsabilidades: “No es tolerable que los Estados Unidos puedan acceder a nuestras comunicaciones”. Leia mais »

Quadro de Latuff recebe 'asilo artístico' e será leiloado

Sugerido por implacavel

Da Folha

Após 'asilo artístico', quadro com PM atirando em negro será leiloado no Rio

DIANA BRITO

Um quadro do cartunista Carlos Latuff, que retrata um homem negro crucificado sendo baleado por um policial, vai ser leiloada após dividir a Justiça do Rio de Janeiro.

A obra polêmica ficava na sala de audiências do juiz João Batista Damasceno, da 1ª Vara de Órfãos e Sucessões do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, até a última terça-feira (3), quando ele recebeu uma ordem do Órgão Especial da Justiça do Rio para retirar a imagem.

No mesmo dia, o quadro recebeu "asilo artístico" do desembargador Siro Darlan, que o afixou na parede de sua sala --o Órgão Especial da Justiça não tem gerência sobre o gabinete dele.

Em entrevista à Folha, Damasceno disse que, agora, a obra será leiloada na Casa da Gávea, zona sul carioca, no próximo mês. O dinheiro arrecadado será revertido para a família do ajudante de pedreiro desaparecido na favela da Rocinha, Amarildo de Souza, 43.

Leia mais »

Tarso Genro debate a crise da democracia representativa

Por Adriano S. Ribeiro

Tarso Genro debate a crise da democracia representativa com a mídia alternativa

Por Adriano S. Ribeiro – Parte 01

"Não acredito que seja possível governar com democracia direta pura, mas só democracia representativa não responde mais", Tarso Genro.

Acontece nos dias 5 e 6 de setembro, no Palácio Piratini, sede do governo do Rio Grande do Sul, o Seminário: Crise da Representação e Renovação da Democracia, evento em que o governador Tarso Genro (PT-RS) entrega o resultado das consultas públicas sobre reforma política, propostas pelo Gabinete Digital. O governador aproveitou a ocasião para uma conversa franca com os blogueiros sobre a crise da democracia representativa. Segue a primeira parte da conversa:

Tarso Genro – Nós temos um entendimento de que o esvaziamento da representação política, a separação do representante e do representado, só ganhará uma nova energia através de uma profunda Reforma Política no país. Há um trabalho muito bem constituído, por algumas mídias hegemônicas, de esvaziamento da esfera política e de esvaziamento dos partidos, isso não é gratuito. É uma forma de esvaziar o próprio processo democrático. Ele só pode ganhar uma nova energia, uma nova autenticidade, se nós quebrarmos essas barreiras que separam o Estado, do cidadão comum; e aproximarmos, cada vez mais, as representações do movimento social e da sociedade civil da produção das decisões públicas. Não se trata de mecanismos de democracia participativa em abstrato. Trata-se de tomada de decisões, do governo, que incide sobre o orçamento, sobre o uso de recursos públicos, que são influídos diretamente por esse sistema de participação direta. Um tema relevante foi a questão Reforma Política em que quase 700 mil gaúchos emitiram a sua opinião de maneira voluntária. Leia mais »

Governo Sírio responde às alegações de uso de armas químicas

Sugerido por Adir Tavares

Do Pravda.ru

Posição do Governo Sírio em resposta às alegações

Posição do governo da República Árabe da Síria sobre as alegações e denúncias ocidentais de uso das armas químicas

Desde o início da crise na Síria, a cerca de dois anos e meio, os Estados Unidos da América e seus aliados ocidentais e regionais, especialmente o Catar, a Turquia e a Arábia Saudita, e seus instrumentos, os grupos terroristas armados e a Organização Al Qaeda, atuam para destruir a Síria e sua infraestrutura e para matar o seu povo. Estes grupos terroristas protagonizaram terríveis massacres contra os cidadãos sírios, tanto civis quanto militares, e os países que os apoiam lhes forneceram o suporte financeiro, militar e logístico, além de fazerem vista grossa aos seus crimes e responsabilizar o governo sírio por tudo o que vem ocorrendo com o seu país e seu povo.

Diante da resistência do nosso povo, do nosso exército e da decisão da liderança síria de proteger os seus cidadãos e diante das vitórias alcançadas, alguns países ocidentais e seus aliados regionais, especialmente a Arábia Saudita, a Turquia e o Catar, passaram a divulgar suposições sobre o uso de armas químicas por parte do governo sírio contra o seu povo desde 2012. Isso nos fez desconfiar de que existia a intenção, por parte dos grupos terroristas, de usar as armas químicas para então acusar o Estado sírio. O Governo da Síria enviou cartas ao Secretário Geral das Nações Unidas e ao Conselho de Segurança para alerta-los de que os países apoiadores dos terroristas estariam fornecendo-lhes armas químicas para atacar a Síria e acusar o governo sírio de ter cometido tais crimes. Leia mais »

Papa afirma que solução militar na Síria seria inútil

Sugerido por Assis Ribeiro

Do Brasil 247

Solução militar na Síria seria inútil, diz papa a Putin

Em carta ao presidente russo, Vladimir Putin, por ocasião da cúpula do G20, pontífice diz que os líderes mundiais deveriam "deixar de lado a busca inútil por uma solução militar" no país árabe; "Ao invés disso (ataque), que haja um compromisso renovado de buscar, com coragem e determinação, uma solução pacífica por meio do diálogo", escreveu Francisco

CIDADE DO VATICANO, 5 Set (Reuters) - O papa Francisco disse em carta ao presidente russo, Vladimir Putin, por ocasião da cúpula do G20, que os líderes mundiais deveriam "deixar de lado a busca inútil por uma solução militar" na Síria.

Os EUA e a França cogitam atacar a Síria para punir o presidente Bashar al-Assad pelo suposto uso de armas químicas contra civis, em 21 de agosto. A Rússia lidera a oposição a essa ação.

"Ao invés disso (ataque), que haja um compromisso renovado de buscar, com coragem e determinação, uma solução pacífica por meio do diálogo e da negociação das partes, unanimemente apoiado pela comunidade internacional", disse o pontífice argentino. Leia mais »

As denúncias contra a presidente estadual do Psol-RJ

Sugerido por Assis Ribeiro

Da Rede Brasil Atual

Acusação de caixa 2 derruba presidenta do Psol no Rio

por Helena Sthephanowitz

Denúncia atrapalha filão que partido tentava atingir com construção de imagem limpa. Problema seria resolvido se as siglas buscassem o financiamento público de campanha

Dois ex-funcionários da presidenta estadual do Psol e deputada estadual Janira Rocha procuraram na Assembleia Legislativa (Alerj) a também deputada Cidinha Campos (PDT-RJ) para vender um dossiê sobre a ex-chefe por R$ 1,5 milhão. Cidinha fingiu negociar e marcou uma data na semana seguinte. Avisou a polícia e os dois foram presos em flagrante, com o material apreendido, que inclui cópias de relatórios, recibos e gravações.

As acusações são sobre exigir parte do salário dos funcionários, chamada cotização, e também caixa dois de campanha com dinheiro do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Trabalho e Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro (Sindsprev), do qual foi diretora. Leia mais »

EUA e Reino Unido quebraram criptografia da internet

Sugerido por Gão

Do Terra

Para acessar dados, EUA e Reino Unido quebraram criptografia da internet

As agências de inteligência americana e britânica contam com ajuda de empresas de tecnologia para inserir fraquezas de segurança em produtos

As agências de inteligência britânica e norte-americana desbloquearam com sucesso grande parte da criptografia online usada por centenas de milhões de pessoas para proteger a privacidade dos seus dados pessoais, transações e e-mails, segundo reportagem publicada pelo jornal britânico The Guardian nesta quinta-feira. O método foi revelado por documentos secretos revelados por Edward Snowden e, segundo especialistas, pode minar toda a estrutura da internet. 

Os arquivos mostram que a Agência de Segurança Nacional (NSA, pela sigla em inglês) e a sua equivalente britânica comprometeram as garantias que as empresas de internet costumam dar aos usuários para tranquiliza-los sobre a segurança de suas comunicações. 

As agências adotaram uma bateria de métodos em ataques contínuos contra o que eles acreditam que seja uma das maiores ameaças à sua capacidade de acessar dados na internet - "o uso de criptografia onipresente em toda a internet". Leia mais »

Manifestantes pedem CPI para apurar cartel do Metrô

Sugerido por Maria do Carmo

Do G1

Protesto contra Alckmin tem 1 detido em SP

Ato bloqueia Av. Paulista em São Paulo; um manifestante foi detido Entre as reivindicações está a CPI para apurar contratos do Metrô e CPTM. Manifestante foi preso na Consolação e encaminhado ao 8º distrito policial.

Um manifestante foi detido na noite desta quinta-feira (5) durante um protesto em São Paulo. O ato pedia, entre outros pontos, a abertura de uma CPI para apurar os contratos de licitação do Metrô e da CPTM, alvo de denúncias de formação de cartel, a saída do governador do Estado, Geraldo Alckmin, e o fim da repressão policial em reintegrações de posse e manifestações.

O protesto começou pacífico por volta das 19h na região central da cidade e, depois, partiu em direção à Avenida Paulista, bloqueando as pistas das avenidas Ipiranga e Consolação durante a passeata. Leia mais »