A Carta do Colégio de Procuradores sobre a PEC 37

Carta de Brasília - Por que somos contra a PEC/37:

O Colégio de Procuradores da República, órgão do Ministério Público Federal, autoconvocado, reuniu-se em 18 de junho de 2013, no exercício de seu dever constitucional de zelar pelo estado democrático de direito e pelo respeito aos direitos constitucionais, para garantir a manutenção da capacidade de investigação para fins penais do Ministério Público e outras instituições atualmente investidas de poder de polícia, e impedir retrocesso em favor da impunidade e contra a segurança cidadã. Para isso, é necessário dizer não à PEC 37.

A PEC 37 pretende estabelecer o monopólio da investigação pela Polícia. O Estado abriga vários órgãos com poder de polícia, como a maioria dos países do mundo. A limitação a um só canal reduz em muito a capacidade de investigação dos órgãos do Estado.

Leia mais »

A renúncia em protesto do antropólogo Marshall Sahlins

 

A renúncia em protesto

No site “Inside Higher Ed”, 25 de fevereiro de 2013 - 03h00,

por Serena Golden

  Leia mais »

A renúncia em protesto do antropólogo Marshall Sahlins

 

A renúncia em protesto

No site “Inside Higher Ed”, 25 de fevereiro de 2013 - 03h00,

por Serena Golden

  Leia mais »

As pesquisas em nanotecnologia no Brasil

Por Marco Antonio L.

Nanotecnologia: uma ameaça invisível

No Brasil de Fato

Ramilla Rodrigues, de Brasília (DF)

De frutas que duram 20 dias a telas de smartphones, a nanotecnologia está cada vez mais presente na vida dos brasileiros. Essa nova área de estudo é, segundo o pesquisador Guillermo Foladori, coordenador da rede latino-americana de nanotecnologia e sociedade, a manipulação de átomos das moléculas para formar novos produtos, trazendo novas funções ou até mesmo a criação de um novo ser. Para se ter ideia, uma nanopartícula é cerca de 70 mil vezes menor que a espessura de um fio de cabelo.

Leia mais »

National Geographic Society comemora 125 anos

Por Assis Ribeiro

A National Geographic Society está comemorando os seus 125 anos.

Durante o período, a sociedade, com sede nos Estados Unidos, deixou de ser uma pequena organização científica fundada com o objetivo de aumentar e difundir conhecimento geográfico e se tornou uma das maiores organizações educacionais e científicas do mundo.

Sua conhecida revista, National Geographic, pulicada pela primeira vez em 1888, é um referencial mundial de imagens e informações sobre o mundo e a natureza.

As fotos nesta galeria relembram momentos marcantes da história da sociedade e suas grandes expedições.

Elas mostram, por exemplo, jornadas de exploração rumo ao Polo Norte, no México e até mesmo na Lua.

Pirâmides de Gizé, Egito, 1938. Foto de B. Anthony Stewart

A National Geographic Society está celebrando os seus 125 anos. Durante o período, ela deixou de ser uma pequena organização científica fundada com o objetivo de aumentar e difundir conhecimento geográfico e se tornou uma das maiores organizações educacionais e científicas do mundo.

Leia mais »

Pesquisa não explica percepção da aplicabilidade da ciência

Por alfeu

Da Agência Fapesp

Conhecimento não é fator determinante para formação de opinião sobre ciência

De Elton Alisson

Agência FAPESP – As pesquisas sobre percepção pública da ciência e tecnologia realizadas em diferentes países, incluindo o Brasil, com o objetivo de avaliar a opinião dos cidadãos sobre temas científicos e tecnológicos deparam com o desafio de explicar quais fatores influenciam atitudes, interesse e engajamento em relação a esses assuntos.

Isso porque, do conjunto de indicadores utilizados nessas pesquisas para analisar quais fatores são mais relevantes na formação de interesses e atitudes dos cidadãos sobre ciência e tecnologia – como renda, educação, idade e escolaridade –, nenhum deles consegue explicar minimamente a variabilidade das respostas.

“Tem alguma outra variável que não estamos medindo que determina o tipo de atitude das pessoas sobre ciência e tecnologia em geral”, disse Juri Castelfranchi, professor do Departamento de Sociologia e Antropologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), durante conferência sobre os desafios interpretativos e metodológicos para o estudo da percepção pública da ciência e tecnologia que proferiu no dia 27 de outubro no 2º Seminário Internacional Empírika.

Códigos morais e políticos podem influenciar muito mais as atitudes em relação a questões científicas e tecnológicas, aponta pesquisador (FAPESP)

Leia mais »

Primeiros passos na utilização do sequenciamento de genoma

Por Marco Antonio L.

Da Carta Capital

Expectativas frustradas


Por Drauzio Varella

“A vida real de um pensamento dura apenas até chegar ao limite das palavras”, Schopenhauer

Sequenciar todos os genes que herdamos de nossos pais deixou de ser um sonho. A tecnologia para colocar em ordem a sequência de bases responsáveis por nossas características genéticas está disponível a preços cada vez mais baixos. Em 1990, quando o Projeto Genoma foi iniciado, as estimativas eram de que o sequenciamento do genoma humano levaria 15 anos e que consumiria, aproximadamente, 1 bilhão de dólares.

Graças à automatização, o sequenciamento terminou em 2003, dois anos antes do previsto. Hoje, sequenciar genomas de bactérias, fungos, plantas e animais (até os extintos) virou rotina exequível em semanas. Várias empresas de biotecnologia e centros universitários competem pelo sequenciamento do genoma humano a 1.000 dólares, barreira que será transposta em pouco tempo.

Leia mais »

Ciência e inovação no Brasil, por Marcelo Gleiser

Por JB Costa

Ciência e inovação no Brasil

O país tem de realizar um enorme esforço para avançar na geração e na utilização do conhecimento

Por Marcelo Gleiser, na Folha de S.Paulo

RECENTEMENTE, ESTIVE em Brasília, a convite da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado. O objetivo foi participar do seminário "Caminhos para a Inovação", uma atividade da ENCTI (Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação), iniciada em 2011 pelo então Ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante.

Estavam também presentes o neurocientista Miguel Nicolelis e várias autoridades da área, como Glaucius Oliva, presidente do CNPq [agência federal de fomento à ciência]. Minha tarefa (e a do Nicolelis) era apontar possíveis mecanismos para que o Brasil deixe de ser potência agropecuária e de extração de minérios e crie uma economia movida pela inovação competitiva.

Leia mais »

Os Índios do Século XXI

Os Índios do Século XXI   [Publicado Originalmente no Jornal Diário do Amazonas de 27 de maio de 2012] *Por José Ribamar Bessa Freire

 Retirado do Blog: Casa da Cultura do Urubuí.

 "Índio quer tecnologia" - berra O Globo, em chamada de primeira página (25/05). Lá está a foto de um guerreiro Kamayurá, que usa um iPhone para fotografar o terreno da Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, onde será construída a aldeia Kari-Oca que vai sediar eventos paralelos da Conferência Rio + 20. Ele viajou de barco e de ônibus, durante três dias, com mais vinte índios do Alto Xingu, de quatro nações diferentes. Chegaram na última quinta-feira, para construir a aldeia Kari-Oca.  Leia mais »

Os Índios do Século XXI

Os Índios do Século XXI   [Publicado Originalmente no Jornal Diário do Amazonas de 27 de maio de 2012] *Por José Ribamar Bessa Freire

 Retirado do Blog: Casa da Cultura do Urubuí.

 "Índio quer tecnologia" - berra O Globo, em chamada de primeira página (25/05). Lá está a foto de um guerreiro Kamayurá, que usa um iPhone para fotografar o terreno da Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, onde será construída a aldeia Kari-Oca que vai sediar eventos paralelos da Conferência Rio + 20. Ele viajou de barco e de ônibus, durante três dias, com mais vinte índios do Alto Xingu, de quatro nações diferentes. Chegaram na última quinta-feira, para construir a aldeia Kari-Oca.  Leia mais »

O Brasilianas com o físico Sérgio Mascarenhas

Programa exibido pela TV Brasil no dia 26 de março, com o físico Sérgio Mascarenhas.

O MGT10000, o primeiro chip brasileiro

Do Brasil Maior / MDCI

Primeiro chip brasileiro é lançado em parceria com a ABDI

O ano de 2011 foi bastante profícuo para a área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TICs) da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Uma das atividades de destaque foi o desenvolvimento do primeiro chip brasileiro, em Minas Gerais, resultado do trabalho do GT de Semicondutores, composto pela ABDI, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), além do BNDES e Apex-Brasil, que tem como principal objetivo o desenvolvimento da indústria de semicondutores no Brasil.

A produção de um chip genuinamente brasileiro – o MGT10000 – pela Design House MinaSIC significa não apenas uma redução dos custos de montagem e de estoque, mas a substituição de componentes importados por outros que serão viabilizados pela implementação do chip. Isso possibilitará o desenvolvimento de sensores miniaturizados que hoje não podem ser alcançados devido ao tamanho da placa de circuito impresso convencional.

Leia mais »

O Delírio Digital de Nicolelis

 

A entrevista ao jornal "O Estado de São Paulo" concedida pelo internacionalmente prestigiado neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis é um flagrante exemplo das principais características da retórica do "delírio digital" que justifica a agenda tecnocientífica atual: o mix de messianismo, exterminismo e transcendentalismo para racionalizar os esforços das neurociências e ciências cognitivas em virtualizar a consciência. Leia mais »

Estados começam a questionar telefonia

Por Ricardo Souza

Caro Nassif,veja essa:a justiça federal do RN suspendeu a venda de telefones da operadora Tim em todo estado .Os motivos são principalmente são a péssima qualidade dos serviços prestados, mesmo após várias notificações e pleitos de vários orgãos ligados a defesa do consumidor e do ministério público  .A operadora sentiu o golpe principalmente após perder no TRF em Recife ,pois teme que esse tipo de medida se espalhe por todo Brasil.Iformações de que diretores da empresa já se encontra em Natal ,tentando buscar uma forma de resolver o problema.

Raio X da Ciência: Leite Lopes

Alguns anos atrás escrevi uma série de colunas sobre inovação e tecnologia. E fui presenteado com uma cartinha e uma coleção de livros pelo Leite Lopes.

Um bom momento para celebrar um dos grandes cientistas brasileiros.