80 milhões de usuários de internet no Brasil

Por Marco Antonio L.

Da Agência Brasil

Brasil tem 80,9 milhões de usuários de internet, mas expansão nas classes D e E e nas zonas rurais ainda é desafio

Camila Maciel

São Paulo – O Brasil tem 80,9 milhões de usuários de internet, aponta pesquisa divulgada hoje (20) pelo Centro de Estudo sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br). A oitava edição do levantamento Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) Domicílios mostra que houve um aumento de 15 pontos percentuais na proporção de pessoas que utilizam a rede mundial de computadores no país nos últimos cinco anos, passando de 34%, em 2008, para 49%. Apesar do avanço, o estudo revela dificuldades para a expansão da internet especialmente em classes sociais mais baixas e nas zonas rurais. 

Nas classes D e E, 80%, ou 68 milhões de pessoas, nunca usaram a internet. Na média geral, o custo elevado foi apontado como a principal razão para a falta de internet no domicílio, tendo sido citado por 44% dos entrevistados. Esse percentual, entretanto, está em queda desde 2008, quando a taxa era de 54%. Na zona rural, apenas 10% dos domicílios estão conectados, enquanto na área urbana, o percentual chega a 44% das residências.  Leia mais »

A disseminação do uso das redes sociais por todas as classes

Por Marco Antonio L.

Da Agência Brasil

Redes sociais são usadas em proporções similares por todas as classes, segundo pesquisa

Camila Maciel
Repórter da Agência Brasil

São Paulo - A utilização das redes sociais, como Facebook e Orkut, está disseminada em proporções similares por todas as classes sociais, aponta a pesquisa Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) Domicílios, divulgada hoje (20) na capital paulista. De acordo com o levantamento, 73% dos usuários da internet utilizaram essas redes nos últimos três meses, alcançando na classe A percentual de 78%, enquanto nas classes D e E o número chegou a 69%.

"Essa atividade de uso das redes sociais ocorre praticamente de forma independente do nível socioeconômico. Populações das classes A, B [73%], C [72%], D e E usam quase que igualmente o Facebook e o Orkut. Isso, de certa forma, explica essas experiências que temos vivido nas últimas semanas, nas quais o nível de mobilização por meio das redes sociais se dá de forma muito expressiva", avaliou Alexandre Barbosa, gerente do Centro de Estudo sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), entidade responsável pela pesquisa. Leia mais »

Parceria Colab-Jornal GGN para ajudar os manifestantes

Do Jornal GGN

Jornal GGN e Colab oferecem aplicativo para manifestantes

Uma parceria para ajudar manifestantes. Para apoiar futuros protestos, oJornal GGN e o Colab – rede social voltada para cidadania, cuja versão para smartphone foi eleita o melhor app urbano do mundo no prêmio AppMyCity – passam a oferecer, a partir desta quinta-feira (20), duas ferramentas para os manifestantes. Tanto na web como nas versões do aplicativo para iOs e para Android, o manifestante pode sugerir propostas de melhorias e enviar denúncias de depredações e pichações, por exemplo.  

Para usar o serviço, basta se conectar por meio de seu perfil no Facebook. No menu Proponha, clique em Cidadania e sugira propostas de melhorias. Se quiser fazer alguma denúncia sobre qualquer tipo de irregularidade durante a manifestação, no menu Fiscalize, clique em Limpeza Urbana, faça sua denúncia e envie a foto do que viu de errado. Leia mais »

As teorias curiosas sobre a Terra

Por Otaviani

Do Yahoo

Teorias curiosas sobre a Terra em pleno século XXI

Em 1864, o inventor e escritor britânico Samuel B. Rowbotham publicou, sob o pseudônimo de 'Parallax', um panfleto intitulado "Astronomia Zetética: A Terra não é um globo" e, após sua morte, sua mulher criou a Universal Zetetic Society, que defendia esta ideia, segundo o cientista Javier Cavanilles, especialista em fraudes paranormais.

Posteriormente, em 1956, Samuel Shenton criou a atual Sociedade da Terra Plana (theflatearthsociety.org), FES, com sede em Londres, que conta com cerca de 400 associados e cujo atual presidente, Daniel Shenton, que não é parente do criador original da entidade, rompeu com o componente religioso que o tema tinha originalmente.

O vice-presidente desta organização, Michael N. Wilmore, afirmou à revista “Quo” que sua prova favorita para defender a hipótese do mundo plano é o experimento denominado "Bedford", que concluiu que, se a Terra não fosse plana, a superfície do mar seria côncava.

Para Wilmore é um exagero pensar que existe um grupo de cientistas que tenta evitar que esta "verdade" seja conhecida, mas acredita que, por alguma razão (acadêmica, econômica ou de outro tipo), ninguém se atreva a pensar que a Terra não é redonda, entre outras coisas, para não sofrer o preconceito de seus colegas. Leia mais »

A Carta do Colégio de Procuradores sobre a PEC 37

Carta de Brasília - Por que somos contra a PEC/37:

O Colégio de Procuradores da República, órgão do Ministério Público Federal, autoconvocado, reuniu-se em 18 de junho de 2013, no exercício de seu dever constitucional de zelar pelo estado democrático de direito e pelo respeito aos direitos constitucionais, para garantir a manutenção da capacidade de investigação para fins penais do Ministério Público e outras instituições atualmente investidas de poder de polícia, e impedir retrocesso em favor da impunidade e contra a segurança cidadã. Para isso, é necessário dizer não à PEC 37.

A PEC 37 pretende estabelecer o monopólio da investigação pela Polícia. O Estado abriga vários órgãos com poder de polícia, como a maioria dos países do mundo. A limitação a um só canal reduz em muito a capacidade de investigação dos órgãos do Estado.

Leia mais »

As entidades do governo francês e os softwares livres

Por ohallot

Do LibreOffice Brasil Blog

As boas vindas da Document Foundation para a MIMO ao seu Conselho Consultivo

MIMO (Mutualisation Interministérielle pour une Bureautique Ouverte) representa várias entidades do Governo da França, e contribuirá para a diversidade do Conselho Consultivo da Document Foundation ao acrescentar a voz de 500.000 profissionais usuários. 

Berlim, 17 de junho de 2013 – A Document Foundation (TDF) anuncia que o MIMO – o grupo de trabalho do Governo da França que inclui vários ministérios e autarquias [1] totalizando 500.000 computadores, é agora um membro oficial do Conselho Consultivo da Fundação. O principal objetivo da MIMO é dar aos executivos de informática (CIO’s) e suas equipes um caminho para compartilhar experiências nas suítes de produtividade de escritório e sistemas operacionais, de forma a acelerar a modernização de seus desktops.

A MIMO trata dos desktops livres, e é um dos vários grupos de trabalho focados cada um em áreas específicas dos sistemas de informação do DISIC (Direction Interministérielle des Systèmes d’Information et de Communication). Juntos, os grupos de trabalho estão criando um conjunto de softwares livres para os ministérios, com aplicações específicas para cada tarefa. Leia mais »

Concentrador solar bate recorde mundial de conversão

Por Marco Antonio L.

Do Jornal GGN

Concentrador de células solares obtém a maior taxa de eficiência de conversão do mundo

Jornal GGN – A Sharp atingiu a maior taxa de eficiência de conversão solar do mundo, de 44,4%, usando um concentrador de células solares compostas de tripla junção.

A medição do valor que estabelece o recorde de eficiência de conversão concentrada do mundo  foi confirmada no Instituto Fraunhofer para Sistemas de Energia Solar (ISE), na Alemanha.

Essas células são usadas em um sistema concentrador baseado em lente, que foca a luz solar sobre as células para gerar eletricidade.

Leia mais »

Parlamento alemão pede limitações às patentes de software

Por Edsonmarcon

Do BR-Linux.org

Legislativo alemão instrui governo a limitar estritamente as patentes de software

A combativa e eficiente FSFE noticiou a aprovação, pelo parlamento alemão, de uma moção conjunta para que o governo tome providências no sentido de limitar a concessão de patentes de software por lá. O software deve ser coberto exclusivamente por direito autoral, e os direitos dos autores não devem ser desvalorizados por patentes de terceiros. A única exceção para a qual patentes podem ser aceitas é no caso de softwares que substituam um componente mecânico ou eletromagnético.

Segundo a FSFE, o parlamento também deixou claro que ações governamentais relacionadas a patentes não devem jamais interferir na legalidade de distribuir software livre. Leia mais »

O medicamento anti-HIV obtido através de soja transgênica

Por rita scaramuzzi

Da Pesquisa Fapesp

Remédio na planta

Medicamento anti-HIV é obtido de soja transgênica

MARCOS DE OLIVEIRA

O uso milenar de plantas para aliviar doenças ganha outras formas sob o domínio da biotecnologia. Dezenas de experimentos em todo o mundo, em empresas ou instituições acadêmicas, utilizam técnicas de inserção de genes em genomas de plantas que possam codificar enzimas de interesse farmacológico. Assim é possível que o cultivo de soja, milho e batata ou mesmo plantas ornamentais possa no futuro ser usado em larga escala, em versões transgênicas, para a produção de medicamentos. Um exemplo desses experimentos que acontecem no Brasil, na unidade de Recursos Genéticos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em Brasília, é o desenvolvimento de uma variedade de soja com um viricida ou microbicida, capaz de prevenir a contaminação pelo vírus causador da Aids. Com a ajuda da engenharia genética, essa leguminosa está produzindo sementes, em uma estufa na capital federal, com a enzima cianovirina-N que já teve comprovada sua eficácia contra o vírus em testes laboratoriais em estudos pré-clínicos. Leia mais »

Físicos creem que Universo é simulação computacional finita

Por Wilson Ferreira

Do blog Cinegnose

Físicos afirmam que o Universo é uma simulação computacional finita

“Partindo do princípio que o Universo é finito e que, portanto, os recursos de potenciais simuladores também o são, há sempre a possibilidade de o simulado conhecer os simuladores”. Essas são as últimas linhas de um artigo publicado por físicos da Universidade de Cornell, EUA, onde criam as diretrizes iniciais para a comprovação da hipótese de que o Universo é uma gigantesca simulação computacional a partir de uma simulação numérica da chamada “grade cromodinâmica quântica”, associada às forças básicas da natureza que unem prótons e nêutrons no núcleo do átomo. Tal conclusão leva a importantes implicações filosóficas gnósticas como, por exemplo, a atualização por meio da tecnologia de uma ambição humana revelada pela Teurgia e Alquimia na Antiguidade: imitar Deus para tentar encontrá-lo. Dessa vez, por meio da simulação algorítmica.

Talvez Deus não queira ser observado. Acho que Ele não gosta de curiosos” (Einstein)

Dessa vez é um grupo de físicos da Universidade de Cornell, nos EUA, que afirma que conseguiu aperfeiçoar as diretrizes iniciais de um método que comprovará que o Universo é uma gigantesca simulação computacional. Não fosse o fato de que pesquisadores da Universidade de Washington concordaram após investigar os dados da equipe de Cornell, poderíamos dizer que tudo isso não passa de um boato. Leia mais »

Apple apresenta nova geração de sistemas operacionais

Do O Globo

Apple anuncia sistema iOS 7 e mostra Mac Pros turbinados

Novidades no software, porém, já existem no concorrente Android

Empresa de Cupertino também anuncia OS X 10.9 Mavericks, novo sistema dos computadores Mac

Conferência para desenvolvedores Apple começa hoje apresentando novidades do universo de software

SERGIO MATSUURA

SAN FRANCISCO – No auditório lotado do centro de convenções Moscone Center, a Apple aprensentou nesta segunda-feira a nova geração dos sistemas operacionais iOS e OS X, além de modelos reformulados de MacBooks Air e do Mac Pro. Os laçamentos foram feitos durante a abertura da Conferência Mundial para Desenvolvedores, que reúne milhares de programadores de todo o mundo, em San Francisco, na Califórnia. O evento foi aberto pontualmente às 10h, no horário local, pelo diretor executivo da companhia, Tim Cook, que agradeceu a presença e o esforço dos engenheiros e designers que fazem da App Store a maior loja de aplicativos móveis do mercado. Leia mais »

O poder irresistível das redes sociais

Autor: 

Coluna Econômica

A rapaziada saiu às ruas para protestar. A molecada arrumou um álibi qualquer, aprontou, despertou indignação no governador e no prefeito, enfrentou tropa de choque, balas de borracha e bombas de efeito moral.

Como cidadão maduro e responsável, endossei as críticas aos jovens agitadores.

Aí, no meio do dia recebo telefonema de minha filha de 15 anos. Queria saber do artigo que saiu no Blog, pois os amiguinhos estavam comentando. Entro no Twitter e, de cada 10 comentários na minha timeline (nome que dão às mensagens nas quais o remetente inclui o seu endereço como destinatário), 8 eram sobre o tal artigo.

Vou até o artigo e confiro 58 mil leituras - muito mais do que qualquer artigo de jornal, com exceção da manchete principal.

O artigo é de um velho comentarista do Blog, André Borges Lopes, e o título, em si, já é um murro: "Jovens vão às ruas e nos mostram que desaprendemos a sonhar".

***

O André disse coisas terríveis para minha formação de cidadão maduro e responsável (http://goo.gl/f0HOj).

"O fundamental não é lutar pelo direito de fumar maconha em paz na sala da sua casa. O fundamental não é o direito de andar vestida como uma vadia sem ser agredida por machos boçais que acham que têm esse direito porque você está "disponível". O fundamental não é garantir a opção de um aborto assistido para as mulheres que foram vítimas de estupro ou que correm risco de vida. O fundamental não é impedir que a internação compulsória de usuários de drogas se transforme em ferramenta de uma política de higienismo social e eliminação estética do que enfeia a cidade. (...) O fundamental não é o aumento de 20 centavos num transporte público que fica a cada dia mais lotado e precário. Leia mais »

O aplicativo WhatsApp usado como ferramenta de trabalho

Por José Carlos Lima

Do Estadão

WhatsApp se torna ferramenta de trabalho

Cada vez mais empresas usam aplicativo de mensagem rápida para conectar funcionários 

Nayara Fraga - O Estado de S. Paulo

Apesar de as operadoras de telefonia móvel dizerem que está longe o dia em que os brasileiros aposentarão a tradicional mensagem de texto (ou SMS), os serviços de mensagem instantânea vêm ganhando cada vez mais espaço. Basta olhar de relance os dedos velozes no metrô, nas salas de espera dos consultórios médicos ou até no trabalho. A ideia do bate-papo contínuo - permitido por simples aplicativos em smartphones -, definitivamente, pegou.

E não só entre amigos, ou entre pais e filhos. Além das Famílias Silvas, Soares ou Pereiras, muitos grupos com finalidade corporativa têm surgido no WhatsApp, um dos aplicativos mais populares no mundo e no Brasil. As que têm DNA digital, em particular, são as que tiram proveito do aplicativo. Leia mais »

Cientista da IBM: país precisa fazer ciência como negócio

Da Folha

País precisa fazer ciência como negócio, diz cientista-chefe da IBM

ANA ESTELA DE SOUSA PINTO

Chefe do primeiro laboratório aberto no hemisfério Sul pela gigante de tecnologia IBM, Fábio Gandour, 60, acha que é necessário mudar a pesquisa científica no Brasil.

Na prática, livrar-se do "caráter doutrinário" e fazer "ciência como negócio" --cujo objetivo seja gerar lucro para quem a financia.

A mudança, diz, exige planejamento, continuidade apesar das mudanças de governo e espírito de competição.

Sem isso, o país pode desperdiçar a onda de investimentos que virá com as concessões de infraestrutura e os grandes eventos esportivos.

De olho nessa maré, a IBM definiu quatro troncos de negócios: óleo e gás, mobilidade urbana, microeletrônica e serviços. Em dois anos, obteve 40 patentes. Leia mais »

O 2º Seminário Nacional de Inclusão Digital

Por antonio francisco

Do blog do UCA

II Seminário Nacional de Inclusão Digital (SENID) - UFP/RS

POR UMA CULTURA HACKER NA EDUCAÇÃO

Em solenidade realizada durante o II SENID na Universidade de Passo Fundo, a Profª Drª Lea da Cruz Fagundes recebeu o título honorífico de Professora Honoris Causa desta instituição.

O título foi entregue pelo Reitor da UPF que relembrou o conjunto da obra, em prol da educação, da homenageada.
Clique no imagem abaixo para acessar a galeria de imagens com fotos relativas a homenagem e alguns flashes do evento.

  Leia mais »