A centenária Vita Lee, que espera um acordo

Nassif, imbatível, é a notícia do dia.

Por se tratar de duas mulheres negras, mãe e filha, uma centenária, outra octogenária; por se tratar dos EUA e um estado como Atlanta; e pelo fato de estarmos num momento especialíssimo deste planetinha tão sofrido e ameaçado.

Salvemos a Vita Lee, VitaLidade, VidaLiberdade!

103 anos de EUA não são para principiantes.

Que vença os bancos e os brancos!

Abraços, Gustavo Cherubine.

Do UOL

Autoridades se recusam a cumprir ordem de despejo contra mulher de 103 anos nos EUA
Leia mais »

Imagens: 
A centenária Vita Lee, que mesmo debilitada, ainda espera um acordo com os bancos

A centenária Vita Lee, que espera um acordo

Nassif, imbatível, é a notícia do dia.

Por se tratar de duas mulheres negras, mãe e filha, uma centenária, outra octogenária; por se tratar dos EUA e um estado como Atlanta; e pelo fato de estarmos num momento especialíssimo deste planetinha tão sofrido e ameaçado.

Salvemos a Vita Lee, VitaLidade, VidaLiberdade!

103 anos de EUA não são para principiantes.

Que vença os bancos e os brancos! Leia mais »

Imagens: 
A centenária Vita Lee, que mesmo debilitada, ainda espera um acordo com os bancos

Bancos ganham R$ 37,2 bi no ano e lideram lucros no país

Autor: 

22/11/2011 - 10h46 Bancos ganham R$ 37,2 bi no ano e lideram lucros no país Do UOL Economia, em São Paulo

O setor bancário é o mais lucrativo do país em 2011, segundo levantamento da consultoria Economatica. Com um lucro acumulado de R$ 37,2 bilhões até setembro, as 23 empresas do setor com ações na Bolsa de Valores registraram um aumento de 17% em relação ao mesmo período do ano passado (quando tiveram ganhos de R$ 31,8 bi).

O segundo setor com o maior volume de lucros em 2011 é o de mineração (com R$ 29,5 bilhões).

O terceiro setor mais lucrativo é o de Petróleo e Gás, representado pela Petrobras, com R$ 28,3 bilhões. Leia mais »

Londres inicia o estrangulamento do Irã

Da EFE/UOL

Londres, 21 nov (EFE).- O Reino Unido anunciou novas sanções contra o Irã em represália por seu programa nuclear, que implicam na suspensão dos vínculos financeiros das entidades britânicas com os bancos iranianos a partir desta segunda-feira.

Em uma medida sem precedentes, Londres decidiu que todas as instituições financeiras do Reino Unido devem paralisar suas transações e relações comerciais com as entidades iranianas a partir das 13h (horário de Brasília) desta segunda-feira, incluindo o Banco Central do Irã.

Leia mais »

Dez bancos públicos alemães têm nota rebaixada

Por Vânia

Da Folha.com

Moody's rebaixa 'nota' de dez bancos públicos alemães

DA FRANCE PRESSE, EM PARIS

A agência classificadora de risco Moody's rebaixou nesta quarta-feira à noite a nota de risco ("rating") de dez bancos públicos alemães, instituições há muito tempo consideradas o ponto fraco do setor financeiro do país.

Segundo a Moody's, as reduções não estão relacionadas diretamente com a crise da dívida na Eurozona, mas sim com o fato de que estes bancos são menos suscetíveis de receber o apoio do governo em caso de dificuldades devido à nova regulamentação e devido também às condições estritas impostas pela Comissão Europeia para qualquer tipo de assistência, disse a Moody's. Leia mais »

Às vésperas dos balanços de Wall Street

Por Assis Ribeiro

Do The Wall Street Journal

O que se espera dos balanços de Wall Street: franqueza

FRANCESCO GUERRERA

Esta é a mensagem que investidores de pequeno e grande porte estão enviando aos bancos de Wall Street às vésperas da temporada de divulgação de balancetes do terceiro trimestre. Começando na quinta-feira, quando o J.P. Morgan Chase dá o pontapé inicial, os bancos americanos vão estar sob pressão para desfazer a sensação de estarmos assistindo a uma reprise de outra crise financeira. Leia mais »

Inácio Arruda: senadores podem ajudar em negociações com grevistas

- Eles mostraram que os ganhos dos bancos são estratosféricos. Não existe razão para resistência tão tenaz dos bancos em melhorar um pouquinho a pedida que foi feita pelos bancários. É preciso sensibilidade, para que a gente possa fazer com que essa categoria tão importante para o Brasil também seja atendida - afirmou.

 

http://www.senado.gov.br/noticias/inacio-arruda-senadores-podem-ajudar-e...

PLENÁRIO / PRONUNCIAMENTOS
11/10/2011 - 17h09
Inácio Arruda: senadores podem ajudar em negociações com grevistas
 
O senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) disse, nesta terça-feira (11), que os senadores podem ter um importante papel ajudando nas negociações entre o governo, patrões privados e as diversas categorias atualmente em greve, como empregados dos Correios, bancários e profissionais da educação. Leia mais »

Imagens: 
Senador Inácio Arruda (PCdoB-CE)

Paim defende direito de greve de bancários e funcionários dos Correios

- Não adianta o governo querer criminalizar os movimentos e dizer que prende e arrebenta.É preciso dialogar com espírito desarmado. Ninguém gosta de fazer greve; é um recurso usado em último caso - afirmou.

 

http://www.senado.gov.br/noticias/paim-defende-direito-de-greve-de-banca...

PLENÁRIO / PRONUNCIAMENTOS
07/10/2011 - 11h15
Paim defende direito de greve de bancários e funcionários dos Correios 

O senador Paulo Paim (PT-RS) foi à tribuna do Plenário, nesta sexta-feira (7), para defender bancários, funcionários dos Correios, metalúrgicos, professores estaduais e outras categorias em greve em todo o país. O senador, que disse considerar as paralisações justas, fez um apelo aos gestores do setor público e aos empregadores da iniciativa privada a fim de que se sentem à mesa para negociar:

- Não adianta o governo querer criminalizar os movimentos e dizer que prende e arrebenta.É preciso dialogar com espírito desarmado. Ninguém gosta de fazer greve; é um recurso usado em último caso - afirmou. Leia mais »

Imagens: 
Senador Paulo Paim (PT-RS)

Bancos seguem convictos rumo ao precipício

Para os bancos, somente o lucro fácil importa, crises? os povos do planeta pagam! Leia mais »

Socorro ao Dexia abre precedente a estatizações de bancos

Por Assis Ribeiro

Do Brasil Econômico

Europa retorna ao dilema das estatizações de bancos

O modelo de reestruturação do Dexia, baseado em socorros já realizados no sistema financeiro, pode ser o primeiro de uma série de resgates "preventivos" na região.

A situação dos bancos europeus se tornou o centro das preocupações do mercado financeiro, com o receio de que uma sequência de quebras no continente possa ter consequências desastrosas.

A queda da confiança nas instituições bancárias já contagia os bancos americanos. Nos últimos três meses, as ações do Citibank caíram 32,99% em Wall Street, enquanto o Bank of America acumula queda de 39%, e o JPMorgan Chase têm recuo de 18,5%. Leia mais »

O buraco nos bancos europeus

Da Reuters

Bancos europeus precisarão de bem mais de 100 bilhões de euros

DUBLIN (Reuters) - Há um consenso de que os bancos europeus precisam de mais capital, bem acima de 100 bilhões de euros, e ele provavelmente virá de uma variedade de fontes, incluindo o fundo de resgate da zona do euro, disse o Ministro das Finanças da Irlanda, no sábado. 

 

Alemanha e França estão divididas antes das conversações importantes de domingo, sobre como fortalecer os instáveis bancos europeus. Paris está ansiosa para recorrer aos 400 bilhões do fundo de resgate da zona do euro, o EFSF, para recapitalizar seus próprios bancos e Berlim insiste que o fundo deve ser utilizado como último recurso.

 

O FMI já disse que os bancos europeus precisam de fundos adicionais de 200 bilhões de euros.

  Leia mais »

O lucro do Bancos nos últimos dez anos

Uma compilação do lucro do bancos no Brasil desde o ano 2000

Eduardo Baltazar Diniz*

 No final deste post está disponibilizado o arquivo PDF com os totais.

 

Lucro apresentado no exercício é o primeiro sinal que a empresa vai bem. Agora, se todas as empresas do mesmo segmento apresentam lucro, então o negócio é bom mesmo. E se o lucro fosse enorme durante dez anos, mesmo havendo crises mundiais?!... Não tem o que falar, o negócio é bom, e se puder me inclua como sócio.

Não precisa ser um entendido no assunto para descobrir que as empresas que atuam neste negócio são os bancos brasileiros. Verdadeiras máquinas na arte de produzir lucro. Privado ou público, os números comprovam que quem administra dinheiro neste país sabe o faz. Leia mais »

Imagens: 
Bancos: o lucro desde 2000

Alemanha e França divergem sobre ajuda a bancos

Da Agência Estado

Alemanha e França ficam divididas sobre auxílio a banco

MATTHIAS PAUL TAYLOR E SOBOLEWSKI - REUTERS

BERLIM - Alemanha e França estavam divididas pouco antes das negociações cruciais que ocorrerão no domingo para decidir como fortalecer os instáveis bancos europeus e combater um contágio do mercado financeiro, a fim de se preparar para um possível default da Grécia.

Sob forte pressão dos Estados Unidos e do mercado, a chanceler Angela Merkel e o presidente Nicolas Sarkozy tentarão superar suas diferenças sobre como utilizar o poder de fogo financeiro da zona do euro para enfrentar a crise de dívida soberana, que ameaça a recuperação econômica global.

O corte dos ratings tanto da Itália quanto da Espanha pela agência de classificação de risco Fitch nesta sexta-feira evidenciou o clima sombrio. Leia mais »