MiniCom quer agilizar negociação com as teles

Do Brasilianas.org

Ministério das Comunicações quer agilizar negociação com as teles

Por Wilian Miron
Da Agência Dinheiro Vivo 

O recém empossado ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, se mostra otimista com a previsão de concluir as negociações sobre o novo plano de metas das concessionárias de telecomunicações (PGMU III) até o final de março.

Com um cronograma apertado para discutir as quais serão as obrigações das teles ao longo dos próximos cinco anos, Bernardo espera publicar a renovação dos contratos de concessões antes de 05 de maio, data limite para o ministro pôr um ponto final nesta questão. “A Oi já nos procurou e o Valente (presidente da Telefônica) também quer conversar com a gente nos próximos dias”, comentou Paulo Bernardo durante a Campus Party, em São Paulo.  

Leia mais »

A banda larga e a desoneração dos modens

Do Brasilianas.org

Internet: MP 517 pode alavancar banda larga

Por Wilian Miron

A Medida Provisória 517, que desonera os modems usados no serviço de banda larga, deve impulsionar os programas de internet popular que estão em desenvolvimento desde 1999, mas que efetivamente não deslancharam em cinco Estados – entre eles, São Paulo.

Na visão de especialistas, a proposta dos Estados de isentar apenas o serviço da cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) tornaria inviável a oferta de internet popular nos moldes da proposta apresentada pelos governos, uma vez que o aparelho de modem é responsável por aproximadamente 40% de todos os impostos da banda larga.

Leia mais »

O fracasso da banda larga popular de SP

Governo paulista vê plano de banda larga fracassar 

Por Wilian Miron
Da Agência Dinheiro Vivo 

O projeto de banda larga popular no Estado de São Paulo só deve acontecer de fato em abril, quando o Governo Federal pretende iniciar o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) nas cem primeiras cidades, incentivando pequenos provedores a oferecer o acesso ao preço médio de R$ 35.

Anunciado em outubro de 2009 para fazer frente ao PNBL, o projeto do então governador José Serra previa beneficiar 2,5 milhões de pessoas que têm computador, mas ainda não acessa em casa a rede mundial de computadores. Para isto, o governo estadual criou um acesso a R$ 29,80 por mês para uma velocidade mínima de 200 kilobits por segundo (Kbps), menos da metade dos 512 Kbps estipulados no plano Federal.

Embora exista no Estado um projeto de desoneração de tributos como o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS), a falta de planejamento do governo estadual inviabilizou que o programa deslanchasse como previsto. Leia mais »

As primeiras cidades do PNBL em abril

Do Brasilianas.org

PNBL: Governo prevê interligar primeiras cidades em abril

Por Wilian Miron

O presidente da Telebrás, Rogério Santana, está confiante em levar a banda larga de baixo custo às primeiras cidades brasileiras até 30 de abril, prazo estipulado pela presidente Dilma Roussef para o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) sair do papel. Leia mais »

A história do Piraí Digital

Do Brasilianas.org

Planejamento e internet mudam história de cidade

Por Lilian Milena

Piraí, município localizado ao sul do estado do Rio de Janeiro, com pouco mais de 25 mil habitantes, vem chamando atenção pelo bom desempenho educacional e social atingidos nos últimos anos, tudo graças a um programa de desenvolvimento voltado para atração de empresas e universalização da internet, iniciado no final da década de 1990.

Em 1997, o desemprego em massa obrigou a cidade a desenvolver às pressas um plano de desenvolvimento local. O atual secretário de Planejamento, Ciência e Tecnologia, do município, Fábio Marcelo Silva, conta que as demissões foram causadas pelo processo de privatização da Companhia de Energia Elétrica do Rio de Janeiro, Light, que empregava, então, cerca de 1,5 mil das 22 mil pessoas que moravam na cidade. 

Leia mais »

O trabalho de Pezão em Piraí

Por Carlos Henrique Machado 

Nassif,

Sem querer tirar o mérito das pessoas que hoje estão envolvidas com o projeto Banda Langa em Piraí que serviu até de insparação para o CD de Gil, quero salientar o desempenho fundamental de Luiz Fernando Pezão, vice-governador do estado do Rio de Janeiro. Foi ele que, quando prefeito de Piraí, contemplou a cidade com as principais diretrizes de desenvolvimento. Sua agenda desenvolvimentista é um caso extraordinário que merece reflexões. A sua propriedade em dialogar com o futuro é impressionante.

A banda larga está entre suas principais realizações, mas não é só isso, a Banda Larga é parte de um projeto de desenvolvimento bem maior. Foi Pezão quem viabilizou um futuro desenvolvido para Piraí com uma estratégia equilibrada, responsável, sobretudo com o mapeamento social e as demandas das próximas gerações.

Leia mais »

As teles e o novo plano de metas da telefonia fixa

Do Brasilianas.org

Metas: Paulo Bernardo promete negociar com as teles

Por Wilian Miron

As operadoras de telefonia fixa aguardam uma conversa com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, para negociar os pontos divergentes dos novos dos contratos de concessão e do novo plano de metas da telefonia fixa, ao qual elas serão submetidas.

No encontro entre a Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil) e o ministro os representantes da iniciativa privada pretendem convencer Paulo Bernardo a recuar em relação à inclusão da banda larga com serviço de telefonia (STFC). A conversa está prevista meados da segunda quinzena deste mês.

Leia mais »

Os desafios do Ministério das Comunicações

Coluna Econômica

Para entender o pouco conhecido e muito discutido projeto de regulação da mídia.

Ao deixar o governo, o Ministro Franklin Martins deixou um trabalho bem fundamentado, mas não acabado "O Franklin me disse textualmente: o projeto está bem fundamentado mas não está pronto", explica o Ministro das Comunicações Paulo Bernardo.

Traz um conjunto de fundamentos, mas necessita de revisão e, em muitos pontos, aponta mais de um caminho a ser trilhado.

***

Leia mais »

A primeira cidade com internet para todos

Do Brasilianas.org

O caso da primeira cidade a levar internet para todos

Por Lilian Milena

A pequena Sud Mennucci driblou a situação nacional de baixo acesso a internet. Situada a 614 km da capital de São Paulo, e com pouco mais de 7.900 habitantes, é considerada a primeira cidade brasileira a levar acesso à internet a todas as residências do município. 

Hoje, 70% das residências contam com equipamentos necessários para captar o sinal wi-fi oferecido pela prefeitura, enquanto em nível nacional, apenas 21% das residências contam com esse serviço, segundo dados da Pesquisa Nacional da Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE.

Leia mais »

A desoneração do ICMS da banda larga

Do Valor

Estados querem rediscutir toda tributação sobre teles

Marta Watanabe e Heloisa Magalhães | De São Paulo e do Rio
06/01/2011 

Os Estados deverão aceitar discutir a desoneração do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para a banda larga dentro de um conjunto de questões tributárias sobre o segmento de telecomunicações. Atualmente a banda larga é responsável por 13% da arrecadação total de ICMS sobre serviços de telecomunicações, segundo estimativa da consultoria Teleco.

A desoneração de tributos sobre novos serviços de telecomunicação como banda larga é uma das prioridades divulgadas pelo novo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. Segundo ele, o governo federal concederia a isenção do Programa de Integração Social (PIS) e da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) enquanto aos Estados seria levada uma proposta para que o ICMS deixe de ser cobrado.

Leia mais »

As teles privadas no PNBL

Da Folha

Banda larga deve ficar com teles privadas

Futuro ministro das Comunicações propõe partilha do Plano Nacional de Banda Larga entre operadoras e Telebrás

Governo recua de monopólio estatal, mas exigirá preços razoáveis e serviços de qualidade a regiões desconectadas 

VALDO CRUZ
DE BRASÍLIA
JULIO WIZIACK
DE SÃO PAULO 

O futuro ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse àFolha que o governo vai propor às teles a divisão do comando do PNBL (Plano Nacional de Banda Larga) com a Telebrás.

Para isso, impõe condições: as operadoras terão de apresentar uma proposta com preço "razoável" e serviço de "boa qualidade".

Em sua opinião, hoje acontece exatamente o contrário: "Os preços não são nada razoáveis e o serviço é pouco razoável, a banda larga deles é "estreitinha'".

Leia mais »

Os recursos para a banda larga

Por Aldo Cardoso

Proposta destina recursos para universalizar banda larga no Brasil

http://www2.camara.gov.br/agencia/noticias/COMUNICACAO/191934-PROPOSTA-D... Leia mais »

Os primeiros pregões do PNBL

Por Fernando Augusto Botelho

NBR Entrevista - Primeiros Pregões de Equipamentos para o PNBL

TVNBR | 5 de novembro de 2010

Entrevista com Rogério Santanna, Presidente da Telebrás. 

Vídeos: 
Veja o vídeo

A banda larga e as eleições australianas

Por foo

No Brasil, o Plano Nacional de Banda Larga é extremamente criticado pela Miriam Leitão e os "especialistas" da mídia. Na Austrália, o plano de oferecer banda larga determinou o resultado das eleições.

Fibra óptica e banda larga decidem as eleições na Austrália

O plano da Austrália para executar cabo de fibra óptica a 93 por cento dos lares do país e fornecer velocidades mínimo 100 Mbps (o resto do país vai ter 12Mbps, emitido pelo wireless e por satélite de última geração) sempre foi ambicioso, mas mesmo os seus apoiantes nunca mais entusiastas não esperavam que o plano nacional de banda larga poderia determinar próximo Primeiro Ministro do país. Mas foi exatamente isso que aconteceu. Leia mais »

As primeiras cidades no PNBL

Por foo

Da Folha.com

Confira as cem primeiras cidades incluídas no Plano Nacional de Banda Larga

O presidente da Telebrás, Rogério Santanna, anunciou nesta quinta-feira (26), último dia do Fórum Brasil Conectado, a lista das cem primeiras cidades que serão conectadas à internet rápida pelo PNBL (Plano Nacional de Banda Larga). Com 58 municípios, o Nordeste será a região do Brasil mais atendida seguida do Sudeste, com 30.

O PNBL, lançado em maio pelo Ministério das Comunicações, tem como meta trazer banda larga para 40 milhôes de brasileiros até 2014 com dois planos: R$15 e R$35, com velocidade mínima de 512 Kbps (kilobits por segundo). A Telebrás será a gestora do Plano. Leia mais »