Telebras instala anéis de fibra ótica no Nordeste e Sudeste

Por alfeu

Da Agência Brasil

Telebras conclui anéis de fibra ótica no Nordeste e Sudeste

Sabrina Craide
Repórter da Agência Brasil

Brasília - A Telebras informou hoje (9) que concluiu a instalação de anéis de fibra ótica nas regiões Nordeste e Sudeste do país, expandindo sua rede de telecomunicações em mais 8,9 mil quilômetros. As regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória e Belo Horizonte passam a integrar a rede nacional da Telebras, ampliando a possibilidade de atendimento do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Leia mais »

Acesse primeiro edital de concurso da Telebrás

Por macedo

Telebrás publica edital de seu primeiro concurso, após a reativação.

================

A Telecomunicações Brasileiras S.A (Telebras) publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 4 de janeiro, o edital que regulamenta o concurso público destinado ao preenchimento de 75 vagas e à formação de cadastro reserva de profissionais de níveis médio e superior.

Para acessar, clique aqui.

Leia mais »

Governo cede à FIFA e Telebras vai prestar serviço

Autor: 

A Telebras prestará, por meio da subsidiária Telebras Copa, os serviços de telecomunicações para a realização da Copa das Confederações Fifa 2013 e da Copa do Mundo Fifa 2014, segundo a Medida Provisória nº 600, publicada em 28 de dezembro de 2012. O comunicado oficial da Telebras foi divulgado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), nesta quarta-feira, 02/01.

A decisão, ao que parece, põe fim numa batalha travada ao longo dos últimos meses entre a FIFA - organizadora da Copa 2014 - e o governo Dilma Rousseff na parte referente à infraestrutura e à oferta de serviços de telecom. A FIFA - que detém todos os direitos dos megaeventos - bateu o pé e fincou posição: Não iria desembolsar nenhum tostão para pagar serviços de telecomunicações. O governo, por sua vez, entendia que a infraestrutura para o serviço era uma obrigação acertada no momento da escolha do Brasil para sediar o megaevento, mas discordava da entidade com relação à oferta de serviços.
Leia mais »

Telebras, Odebrecht, uruguaios e argentinos serão sócios

Os argentinos decidiram participar do projeto de cabos submarinos, tocado pela Telebras, e vão integrar o consórcio para a construção das novas conexões internacionais por fibras ópticas. O acerto também envolve as conexões terrestres, previstas no plano de um anel óptico sulamericano, que teve sua primeira ligação confirmada em reunião no Uruguai, realizada nesta terça-feira, 31/10.

São iniciativas distintas, ainda que com um objetivo comum – garantir redes internacionais que permitam interconexões diretas, visto que hoje comunicações em geral fazem escala nos Estados Unidos, mesmo que envolvam dois países da América do Sul. E com os cabos submarinos, a perspectiva é de que o custo do link internacional de dados caia pela metade.

A reunião no Uruguai tinha como primeiro objetivo formalizar o acerto entre a Telebras e a Antel, a estatal uruguaia, para ligação da rede terreste brasileira com a do vizinho – o que se dará fisicamente na fronteira de Santana do Livramento-RS com Rivera. Como a Antel já possui conexão com Buenos Aires, na prática a Argentina também entra diretamente no anel sulamericano.
Leia mais »

TIM e Telebras vão dividir infraestrutura de banda larga

Por alfeu

Da Agência Brasil

Telebras e TIM assinam acordo para dividir infraestrutura de acesso à banda larga no Norte e Nordeste

Guilherme Jeronymo

Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – As empresas Telebras e TIM assinaram hoje memorando de entendimento formalizando o compartilhamento de cabos de fibra ótica nas regiões Norte e Nordeste do país, atendendo prioritariamente a Manaus, mas dando condições de inclusão do eixo Manaus-Macapá e Macapá-Belém no Plano Nacional de Banda Larga.

O presidente da Telebras, Caio Bonilha, destacou que o acordo permitirá prover Manaus com a tecnologia até o fim deste ano, abrindo caminho para serviços em celular, com tecnologia 3G e LTE (4G). Segundo ele, a estatal fará o atendimento às cidades que receberão a Copa do Mundo de 2014 no decorrer de 2013. Leia mais »

Copa 2014: Quem vai pagar a conta do uso da rede da Telebras

Autor: 

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, garantiu que a infraestrutura prometida pelo governo para suportar as operações da Copa 2014 vai estar pronta no prazo, mas deixou claro que ainda precisa sentar à mesa com os organizadores do evento, leia-se FIFA - para negociar o custo da prestação de serviço.

"A rede vai ser usada e terá de ser remunerada. O jogo é esse ",disse. Ministro também discorda das teles. Para ele, o 4G não será para poucos. Compartilhamento de antenas pode vir antes da obrigação, que virá no Plano Geral de Metas de Competição, previsto para outubro.

Paulo Bernardo, que nesta quarta-feira, 26/09, participou da inauguração do quinto data center da Embratel no Brasil - o primeiro dedicado a oferta de serviços de computação na nuvem, na capital paulista, admitiu que a rede da Telebras está mais adiantada em algumas cidades. Mas garante que a infraestrutura estará pronta para servir a organização da Copa 2014.
Leia mais »

Minicom garante que Telebras terá quanto dinheiro precisar

Por marcelosoaressouza

Ajustes nas perspectivas de investimento da Telebras já levaram a uma redução no Orçamento previsto para 2013. Inicialmente, a estatal previa contar com R$ 1,1 bilhão do Tesouro Nacional mas, na semana passada, reuniões reajustaram o valor para pouco mais de R$ 800 milhões.

"A presidenta mandou dar dinheiro à Telebras. Ela falou para mim o seguinte, quando fomos discutir a questão das operadoras. Ela disse: veja tudo o que precisa, vou pedir para o Guido marcar uma reunião e veja o que é preciso na Telebras. Eu disse que já tínhamos um pedido, mas ia conversar com o Caio para ver o que teria realmente condições de fazer, porque este ano já estão atrasados os investimentos", revela o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, na entrevista exclusiva concedida à CDTV, do Convergência Digital.
Leia mais »

Minicom garante que Telebras terá quanto dinheiro precisar

Ajustes nas perspectivas de investimento da Telebras já levaram a uma redução no Orçamento previsto para 2013. Inicialmente, a estatal previa contar com R$ 1,1 bilhão do Tesouro Nacional mas, na semana passada, reuniões reajustaram o valor para pouco mais de R$ 800 milhões.

"A presidenta mandou dar dinheiro à Telebras. Ela falou para mim o seguinte, quando fomos discutir a questão das operadoras. Ela disse: veja tudo o que precisa, vou pedir para o Guido marcar uma reunião e veja o que é preciso na Telebras. Eu disse que já tínhamos um pedido, mas ia conversar com o Caio para ver o que teria realmente condições de fazer, porque este ano já estão atrasados os investimentos", revela o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, na entrevista exclusiva concedida à CDTV, do Convergência Digital.
Leia mais »

A banda larga da Telebras para pequenas e médias empresas

Do O Globo

Telebras terá internet banda larga para pequenas e médias empresas

Plano deverá ser oferecido em 147 municípios do país

RIO - A Telebras anunciou nesta quinta-feira um plano de internet banda larga de alta velocidade para atender pequenas e médias empresas em 147 municípios do país. Na próxima semana, a estatal começa a negociar a oferta do serviço com os provedores de Internet aptos a atender o consumidor final. O pacote atende proposta apresentada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) ao Ministério das Comunicações e tem potencial para beneficiar 260 mil indústrias instaladas nas cidades mapeadas. Leia mais »

Telebras e RNP unem redes

A Telebras e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) vão interconectar suas redes, como previsto na segunda fase do acordo que busca ampliar significativamente a capacidade das conexões em todas as instituições federais de ensino superior – além de dar maior capilaridade à rede pública de fibras ópticas utilizada no Plano Nacional de Banda Larga.

O principal objetivo é garantir que uma rede de alta velocidade para as cerca de 900 instituições de ensino – campi das universidades e institutos federais, além de unidades de pesquisa. “Muitos municípios não têm backhaul suficiente para velocidades mais altas e, em vários casos, há campi com conexões de 4Mbps”, diz o diretor geral da RNP, Nelson Simões.

Daí o uso da rede da Telebras – e a substituição de pelo menos parte das contratações atuais da RNP junto a outras operadoras – para garantir que, no interior, todos os campi do interior do país contem com pelo menos 100 Mbps, e as sedes das instituições com 1 Gbps. A meta é cobrir todos até 2014. Dois projetos-piloto nesse sentido já foram implantados em Anápolis-GO e Gurupi-TO.
Leia mais »

O call center da Telebrás

Por Diego Duarte

Isso me faz pensar... Se a Telebrás contratou o serviço de um callcenter, então o publico a ser atendido será muito maior do que pensamos, não?

Do Telesintese

Central de relacionamento da Telebras será servida pela Embratel

A Embratel foi a operadora vencedora do pregão realizado pela Telebras para contratação de empresa de telefonia fixa local e longa distância nacional, adequada ao recebimento de chamadas franqueadas aos clientes e ao público em geral, realizadas por meio do código de acesso 0800, oriundas de terminais fixos e móveis, e encaminhamento à central de relacionamento da estatal.

A Embratel venceu o pregão nº 23/2011 da estatal, porém a Telebras ainda não informou o valor do contrato. No edital, o preço de referência estabelecido foi de R$ 382,5 mil. Leia mais »

Os investimentos da Telebras em Defesa

Por Diego Duarte

Heh meus caros, parece que esse governo está mesmo decidido em investir ao menos um pouco na defesa nacional. Muito bom ver isso...

Da Teletime

Telebrás terá participação em cabo submarino e satélite de comunicação

Segunda-feira, 25 de julho de 2011, 19h25

O governo indica ter planos promissores para a Telebrás. A estatal será o veículo do investimentos públicos e privados em telecomunicações estimados agora em R$ 10 bilhões até 2015 pelo ministro Paulo Bernardo. Desse montante, R$ 7 bilhões serão investidos em rede e os R$ 3 bilhões restantes serão aportados em novos projetos de um satélite geoestacionário e um cabo submarino. Leia mais »

Telebrás vende link para provedores do DF

Por Diego Duarte

Quem disse que o PNBL estava morto? Pense de novo...

Do Tele Síntese

Telebrás vende link para mais 12 provedores do DF

Nome das cidades, porém, não foram divulgados pela estatal que alegou “estratégia comercial”. 

A Telebrás assinou nesta quarta-feira (6) a venda de link para 12 provedores de internet que atuam em cidades do Distrito Federal. Os nomes das empresas e as cidades beneficiada não foram divulgadas pela estatal, que alegou questões de estratégia comercial. Leia mais »

Paulo Bernardo e a megainternet para a Copa

Do Valor

Governo planeja usar Telebrás para ter megainternet na Copa 

André Borges e Cristiano Romero | De Brasília 

A construção de aeroportos e estádios está longe de ser a única preocupação do governo entre os projetos de infraestrutura ligados à Copa do Mundo. As prioridades também passam diretamente pela pasta das Comunicações, onde uma estratégia começou a ser desenhada para atender a demanda por internet e transmissão de dados em tempo real.

Por meio da Telebrás, o governo vai instalar uma rede sofisticada de internet nas 12 cidades que sediarão os jogos de 2014, um projeto que, pelo orçamento inicial, é estimado em cerca de R$ 200 milhões. O projeto é parte de um conjunto de medidas desenhadas pelo governo para disseminar o acesso à internet rápida pelo país. Leia mais »

Paulo Bernardo fala sobre o PNBL

Da Carta Maior

Telebrás não vai oferecer banda larga no varejo, diz Paulo Bernardo

Em entrevista exclusiva à Carta Maior, ministro das Comunicações diz que trocou presidente da Telebrás porque seria "insensato" estatal "ter aspiração" de atuar de porta em porta. Para ele, início efetivo do Plano Nacional de Banda Larga já permite pensar em "universalização" com subsídios. Estratégia para enfrentar "interesses poderosos" contra marco regulatório da mídia segue indefinida.

Leia mais »