À sombra de Charles de Gaulle: uma diplomacia carismática e intransferível

Artigo de Rubens Ricupero, publicado na Revista Novos Estudos do Cebrap, sobre a diplomacia brasileira.

Brasil: você vai falar dele

st1\:*{behavior:url(#ieooui) } Leia mais »

Sistematização de dados auxilia pesquisas em segurança pública

Autor: 

 Acordo entre Ipea e Ministério da Justiça ampliará debate entre sociedade civil e gestores da segurança pública.

Diante inexperiência na elaboração democrática de políticas públicas na área da segurança, a primeira Conferência Nacional de Segurança Pública (Conseg), realizada em agosto do ano passado, finalmente convocou todos os agentes envolvidos na elaboração de diretrizes para a construção das próximas políticas públicas voltadas para a área. Entretanto, o ineditismo deste tipo de debate passa a exigir estudos que sirvam para nortear as conferências seguintes. Por esta razão, o Ministério da Justiça (MJ) e o Instituto de pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) firmaram, no último dia 21 de julho, um acordo de cooperação técnica para a execução do projeto de pesquisa Participação Social e Governança Democrática da Segurança Pública, que avaliará a participação social no Conselho Nacional de Segurança Pública (Conasp), criado em 1989 e responsável pela Conseg. Leia mais »

Vídeo: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
imagem de robertasales

TV Cultura

Tema: 
TV Cultura
Vamos construir juntos um Mutirão sobre a TV Cultura
Imagem: 

A proposta é fazer um levantamento histórico da emissora com estudos, vídeos, reportagens, fotos, programas, entrevistas e todo o material que pudermos juntar para contextualizar a criação, desenvolvimento, desafios e conquistas  da emissora, até chegarmos ao momento atual.

Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 

A Segurança Pública na Constituição Federal de 1988

O Estudo de Cláudio Pereira de Souza Neto, intitulado A Segurança Pública na Constituição Federal de 1988: Conceituação constitucionalmente adequada, competências federativas e órgaos de execução das políticas, propõe uma discussão entre as ações estratégicas de segurança pública e a Constituição de 1988.  Conceituando o artigo 144 e questionando as políticas de segurança atuais e o papel dos agentes no cumprimento do "dever do Estado" em favor da segurança do cidadão brasileiro.

MP regulamenta a relação entre fundações de apoio às universidades federais

Autor: 

Nos últimos vinte anos, a discussão sobre a autonomia universitária ganhou força em proporção do espaço que as Fundações de Apoio à Pesquisa (FAPs) conquistaram nas universidades públicas. Com o objetivo de gerenciar os recursos destinados às pesquisas universitárias pelos ministérios, essas fundações - que, por definição, são de direito privado – nunca tiveram legislação própria que regulamentasse essa  relação.  Devido à mudança no perfil de gestão financeira e administrativa das universidades, levou-se à necessidade de uma adequação legal das FAPs, o que culminou na aprovação de uma medida provisória no início da semana passada pelo presidente Lula. Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 

Caminhos do Direito de Aprender

Estudo analisa as práticas e metodologias de 26 municípios brasileiros na busca pela qualidade da educação.

Realizadores: Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF),  União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Pesquisa aponta gargalos na infraestrutura

Autor: 

A ineficiente rede de transportes e os altos custos dos serviços de telecomunicações são as principais deficiências de infraestrutura do Brasil, apontam os associados da Câmara Americana de Comércio (AmCham).  Na pesquisa AmCham Ibope feita entre 28 de abril e 17 de maio, cerca de 54%  dos 211 entrevistados responderam que a logística de Transportes/ distribuição é o maior obstáculo enfrentado pela empresa em termos de infraestrutura, e 30% disseram ser a Telecomunicação/ tecnologia.

Em Logística, os respondentes da pesquisa AmCham Ibope disseram que as maiores dificuldades no transporte e distribuição de bens e mercadorias e que mais afetam negativamente a empresa vêm do setor rodoviário (32%), aéreo (31%), marítimo (12%) e ferroviário (10%).

No quesito Telecomunicações e Tecnologia, os custos são o gargalo que mais causa impacto negativo nas empresas. A maioria dos pesquisados, 55%, apontou as despesas com produtos, serviços e soluções tecnológicas, enquanto 26% disseram que suas maiores dificuldades são de acesso a novas plataformas tecnológicas e custos de implantação.
Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 

Brasilianas.org discute as cotas raciais

Autor: 

Negros, brancos, índios, pobres e ricos, este é o retrato do Brasil, país de diversidade cultural acentuada, que enfrenta diariamente a desigualdade étnica e social. E, na tentativa de promover a igualdade, surgem as políticas afirmativas. Uma das ações mais polêmicas é a proposta de criação das cotas raciais, cujo objetivo é garantir o ingresso de negros nas universidades públicas e/ou privadas.

Entretanto, a proposta é polêmica e levanta duas correntes de pensamento: para a primeira, as cotas reparam os abusos históricos sofridos pelos negros e são mecanismos de inclusão; já para a segunda, as cotas ampliam o preconceito racial e, por beneficiar negros, culminam na exclusão social. Negros e brancos pobres não teriam o mesmo direito à educação? A política de cotas raciais, não beneficiaria apenas o negro e deixaria o pobre, branco, à margem? Qual seria o modelo ideal de programas de inclusão: critérios étnicos ou sócio-econômicos? O que pensam as universidades? Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 

Luís Nassif entrevista presidente da APEX

Alessandro Teixeira, presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) , explica  as estratégias de inserção dos produtos brasileiros no mercado exterior.


Tags: 
comércio exterior
Tags: 
brasil
Tags: 
Economia
Tags: 
empresas
Tags: 
exportações
Tags: 
apex

"Como nossos pais" - Políticas Públicas para juventude

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) análise o cenário brasileiro de políticas públicas para juventude. Dentre os temas abordados, o acesso à educação.

 

Educação e Infraestrutura para a Competitividade e o Desenvolvimento Sustentável do Brasil

Macroplan analisa setores estratégico para garantir crescimento sustentável do país. O estudo focalizou em educação e infraestrutura.

Crescimento sustentado precisa focar na educação

Autor: 

Um forte crescimento econômico brasileiro nos próximos anos, comparado a patamares chineses, parece ser um movimento inexorável de acordo com especialistas. No entanto, o país precisa acertar algumas incongruências para que esse crescimento seja sustentado, é o que aponta levantamento realizado pela consultoria Macroplan, que avaliou alguns pilares da economia, como a educação.


Com base em dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), a falta de mão de obra qualificada no país é apontado como uma das evidências da baixa escolaridade da população brasileira, de acordo com o relatório. Em números, esse déficit na área de construção civil chega a 71 mil trabalhadores; no comércio, faltam 100 mil profissionais apenas nas Regiões Sul e Sudeste; e em Tecnologia da Informação, hoje a carência por profissionais chega a 100 mil, número que pode atingir 200 mil profissionais em 2013. Somente neste ano, cerca de seis milhões de trabalhadores com baixa qualificação não conseguiram postos de trabalho.


Dentre os pontos sugeridos pelo documento para melhorar o quadro atual, estão: Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 

Patentes: barreiras vão além das boas idéias

Autor: 

Entre os principais fatores de inovação, a patente talvez seja o menos lembrado, quando confrontado com outros mais concretos, como investimentos diretos em infra-estrutura tecnológica e em produção tecno-científica. Entretanto, o registro de um novo produto é tão necessário quanto sua concepção. A idéia de propriedade intelectual, ou industrial, não beneficia exclusivamente o mercado, mas, principalmente, a sociedade. Este instrumento possibilita que as boas idéias sejam “contadas”, fazendo com que as pessoas não tenham receio de aplicarem e converterem um projeto em algo efetivo. O mecanismo de reconhecimento de inventividade é, inclusive, um dos critérios para o ranking de paises inovadores. Porém, institutos de pesquisa, cientistas e empresários discutem alguns entraves burocráticos deste processo no Brasil.
Leia mais »

Vídeo: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 

Resultados IDEB