A gestão da universidade federal do triângulo mineiro

A GESTÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO
MINEIRO NO CONTEXTO DA REFORMA UNIVERSITÁRIA DO
GOVERNO LULA1


Por: Gustavo Alberto Silva Coutinho2
         Cladecir Alberto Schenkel3

Gestão e Política na Universidade Pública

Artigo de Walter Colli

Professor do Instituto de Química da USP

Publicado na Rev. USP  n.78 São Paulo jun./ago. 2008

 

 

imagem de robertasales

Autonomia das Universidades

Tema: 
Autonomia das Universidades
Vamos discutir a autonomia das universidades públicas na gestão de recursos e pessoal
Imagem: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 

As contribuições das estruturas de interface para a cooperação universidade-empresa

No estudo analisou-se as estruturas que contribuem para a cooperação entre universidade e empresa, com o objetivo de verificar as mais relevantes contribuições das estruturas das universidades públicas brasileiras para essa interação, do ponto de vista de seus gestores: os escritórios de transferência e de licenciamento de tecnologia ou os chamados núcleos de inovação tecnológica, de acordo com a Lei de Inovação de 2004 (Lei 10.193/04).

Docs CFlorestal anexo 1 - Considerações - universidade

Anexo 1: Considerações sobre o Código Florestal brasileiro Gerd Sparovek (Professor da USP, Esalq), Alberto Barretto (Aluno de doutorado da USP, Esalq), Israel Klug (Consultor) e Göran Berndes (Professor da Universidade de Chalmers, Suécia)

Docs CFlorestal anexo 1 - Considerações - universidade

<!-- /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-language:AR-SA;} @page Section1 {size:612.0pt 792.0pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:36.0pt; mso-footer-margin:36.0p Leia mais »

A universidade pública sob nova perspectiva - Marilena Chauí

Afirma a universidade como instituição social, que exprime de maneira diferenciada a estrutura e o modo de funcionamento da sociedade. Critica a mudança sofrida pela universidade pública brasileira, nos últimos anos, definida pela reforma do Estado como organização social. Analisa as diferenças entre instituição social e organização social, exemplificando seus reflexos na universidade pública: contratos de gestão; avaliação por produtividade; flexibilidade, diminuição dos tempos de formação; docência como mera transmissão de conhecimentos e pesquisa operacional. Apresenta e discute o conceito de sociedade do conhecimento e a nova concepção de educação permanentes ou continuada, idéias básicas apresentadas pelos organismos internacionais para a modernização das universidades. Leia mais »