O comércio de drogas não deve ser liberado. Deve ser controlado. Protegendo assim, os usuários e desmotivando novos aliciamentos.

Com uma venda controlada, talvez sob prescrição médica. O traficante não terá motivação de aliciar novos usuários, pois saberá que irá perde-los para o comércio legal.

Sendo assim, nenhum cidadão irá ao hospital dizer para o médico: "eu quero esperimentar crak". Não faz sentido.

Acredito que essa seja uma forma de atingir o traficante, que pelo modelo atual é o único que ganha. Perde o usuário. Perde o Estado (segurança e saúde) e perde a sociedade.

Abraços