Estudo elaborado pelo Centro de Estudos em Gestão Naval da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - Departamento de Engenharia Naval e Oceânica.

1 comentário
imagem de juno2013

Infelizmente os estaleirosbrasileiros não tem estímulo à competitividade, porém há a Petrobrás que distribui aos estaleiros a demanda já planejada. porém, enquanto há demanda para os estaleiros, os estaleiros devem aprimorar a qualificação profissional à toda camada de cargos, desde soldador, até diretor. Quem tem experiência na construção naval da década 70 e 80, obviamente deve passar a fase de atualização para o mundo de construção naval atual. Sem isso, é quase impossível. Na área operacional de nível de cargo mais baixo tem mais facilidade de se atualizar, porém na área de administração, gestão e planejamento de produção o treinamento deve se iniciar desde a visita aos estaleiros mais desenvolvidos do mundo. Quem quer ser o melhor pianista do mundo, deve procurar o melhor professor de piano do mundo. Isso é básico na probabilidade. 

Os melhores estaleiros do mundo têm seu conceito de cronograma de entrega é completamente diferente que o conceito da década 70 e 80. Nascimento de um navio começa da Engenharia e os engenheiros de projetos devem conhecer todas as condições de produção desde maquinarias e equipamentos na fábrica e departamento de produção. E quem faz planejamento de produção deve conhecer toda a índice de produção, tempo de produção para cada setor e peça, e saber interpretar os desenhos da engenharia, além de criar um programa de melhoria dos produtos realizados sem sucesso. Os diretores devem sair do casulo de administração e deve aprender conceito técnico de funcionamento das maquinarias e equipamentos inerentea a sua área, além de conhecer os níveis de qualificação dos operadores. Só com a formação de Administração ou gerenciamento é muito difícil de resolver problemas na produção. Sem engenharia e índices de produção, o Planejamento de produção não sobrevive e Sem o Planejamento de produção a Produção não conseguirá estabelecer a meta e ação. Todos os setores devem ser um só e sempre unidos. A seleção de fornecedores deve ser iniciada pela Engenharia para encurtar o tempo e melhorar a qualidade de produtos a serem adquiridos, e sem Engenharia o Suprimento não vai existir. 

Os melhores estaleiros do mundo sempre falam que a Construção Naval é sinonimo de "União de Peças Navais". Portanto, a chave do melhor conceito de administração de construção naval é UNIÃO. Nesta atividade de UNIÃO há sempre 'encheção de saco', pois parece que há interferencia dos outros setores. Mas analisando bem não é nada disso. Pense em família, a mãe sempre fala alguma palavrinha para os filhos, porém para bens deles. 

A responsabilidade coletiva é outro fator importante para os funcionários e gestores do estaleiro. Com esta responsabilidade todo o elemento do estaleiro deve pensar em melhoria em qualquer momento. Isso seria um hábito novo para construtor naval.  

Tendo estes citados, a qualidade dos produtos vai disparar para cima. Aí podemos falar sobre competividade: qualidade de competividade ao mercado mundial nasce neste momento. 

Enquanto estamos aprimorando a nossa qualidade e qualificação, os coreanos podem inventar outra coisa para vencer na competição no mercado mundial, pois eles sempre encararam para sobrevivência, enquanto os estaleiros brasileiros estavam amamentando da teta da Petrobrás. Porém, o valor da diferença vai reduzir muito e logo podemos descobrir o que os coeranos inventaram.

Logo falaremos.

Um abraço!!