A estabilidade política, as perspectivas de desenolvimento econômico e a intensificação das relações comerciais fazem da América do Sul uma região com grande potencial para integração.

Em matéria de defesa, há interesses comuns: contamos com 25% das terras cultiváveis para agricultura, uma proporção similar de reservas de água potável e 40% da biodiversidade mundial.

No campo da segurança pública, temos visto o crime organizado romper fronteiras e disseminar violência e insegurança.

A cooperação é uma alternativa para desenvolver os sistemas de defesa e segurança de que necessita a região, além de fortalecer a base industrial, garantindo assim autonomia, independência tecnológica e poder de dissuasão aos países sul-americanos.

A América do Sul é uma região pacífica, mas não pode ser indefesa.

(DEPARTAMENTO DA INDÚSTRIA DE DEFESA COMDEFESA)