Falta de foco dos gestores públicos, baixa gestão profissional entre cooperativas de catadores, e lobby das empresas responsáveis pela coleta e disposição final do lixo urbano, impedem desempenho da reciclagem no Brasil, ocasionando perdas na ordem de R$ 4,6 bilhões/ano.

A reciclagem é um mercado que tem muito a ser explorado, avalia José Nalini, autor de estudo sobre os entraves ao desenvolvimento dessa atividade, trabalho realizado para o programa de pós-graduação em Economia Política da PUC-São Paulo.