Re: Cortiços: o mercado habitacional de exploração da pobreza

imagem de Fuhgeddaboudit™
Fuhgeddaboudit™

Algumas de suas colocações são risíveis, "pelo total e esperado senso de corporativismo, comum ao segmento, com relação à Especulação com Terrenos". Assim, "prefiro não comentar". Porém, lembrei-me, já se vão dois anos e uma resposta não veio. Pelo visto CRECI/SECOVI/SINDUSCON/SRF-MF, andam de "namoricos libidinosos". Como a sonegação de impostos e a corrupção, conseguiram levar o Brasil ao "honroso" 4º Posto na lista dos "maiores lavadores de dinheiro do mundo", com o módico valor de US$ 520,000,000,000.00 em depósito nos Paraísos ou "girando na ciranda", lembrei-me daquelas Corretoras de Imóveis que sentem certa dificuldade em achar um papel com a Logomarca e o CNPJ, para emitir Recibos de Corretagem (a comissão de 6% cobrada dos vendedores de imóveis, em especial sobre os antigos). Lembro que sugeri ao SECOVI, que informou que em 2009  (S.E.O.) foram vendidos 154.000 imóveis antigos em São Paulo, que abrisse um pouco mais a informação e divulgasse o total recebido de Comissão, para que esses valores fossem confrontados com o consolidado declarado pelo setor a SRF/MF, de forma a dar maior transparência a informação. O senhor sabe se isto foi feito?

 

Ou eu encontro um caminho ou eu o faço! Philip Sidney.