Re: Cortiços: o mercado habitacional de exploração da pobreza

imagem de maria olimpia
maria olimpia

É bom não esquecer que o Governo Federal, através da CEF, DISPONIBILIZA os recursos, mas, cabe â outra ponta - ao município, à prefeitura, FAZER O BOM USO desses recursos, Cabe a prefeitura, inclusive, a disponibilização do terreno. Por isso há um teto para cada município em função de número de habitantes. Não me consta que o município de SP tenha feito bom uso dos recursos e muito menos tenha disponibilizado terrenos para este fim. Enfim, o custo do terreno em SP com a exploração imobiliária sendo um alvo da atual prefeitura inviabiliza qualquer boa intenção em programas como MCMV. Em SP, parece que a única implementação possível é o Cingapura, através do CDHU, gerido pelo governo estadual em conluio com a Prefeitura. A SP atual NÃO interessa o MCMV, de resto, sobra a especulação.

 

Maria Olimpia