Sexo e álcool são as atividades mais agradáveis, diz estudo

Por jns

Estudo Sobre a Felicidade e o Prazer pela Univerdade de Canterbury

Sexo e beber álcool são as duas atividades humanas mais agradáveis, de acordo com os resultados do projeto de pesquisa da Universidade de Canterbury.

Carsten Grimm, pesquisador de pós-graduação de psicologia da UC, disse que beber álcool ou participar de festas vem segundo lugar, atrás de sexo ou fazer amor, em termos de felicidade e prazer (em significância, ficou na 10ª posição).

A higiene pessoal e vestir bem ficou em último em termos de motivacionais, enquanto se sentir doente era, obviamente, menor avaliado em termos de felicidade e prazer.

Surpreendentemente, estar logado no Facebook, foi avaliado em última posição em níveis de satisfação pessoal.

A Pesquisa Carsten revelou a complexa relação entre a felicidade e o bem-estar na vida cotidiana das pessoas.

O recente boom na pesquisa da felicidade humana tem sido avaliado com freqüência nos meios acadêmicos e os governantes estão interessados na metodologia e nos resultados da medição e no acompanhamento do grau de felicidade das pessoas.

Carsten disse que o bem-estar foi focalizado como instrumento para a decisão política ao lado de tradicionais indicadores econômicos, como o PIB.

Mas como a sociedade avaliou o seu entendimento sobre o que é a base para uma vida boa e como aumentar o bem-estar?

...

"Até agora, os governos de todo o mundo e a mídia têm se concentrado principalmente na satisfação com a vida humana na discussão sobre bem-estar e a inclusão do tema felicidade é muito mais complicado."

"Uma das áreas que eu estou pesquisando - orientações para a felicidade - avalia se há diferentes maneiras de buscar a felicidade."

"Psicólogos propuseram que as pessoas podem aumentar o seu bem-estar através de três principais orientações comportamentais: via prazer, através de namoro e pelo real significado das atividades para cada pessoa."

"Endossando o prazer como um caminho para a felicidade, significa que você se concentrar em se sentir bem para desfrutar dos prazeres sensoriais."

"Engajamento é o que você experimenta quando você está totalmente absorvido no que você está fazendo."

"As pessoas chamam isso de experiência de um estado de 'fluxo' e isso pode ser uma orientação dominante para a felicidade de algumas pessoas."

Ter um sentido na vida, para uma pessoa, era uma maneira de buscar a felicidade, de ser parte de algo maior e de contribuir para o bem maior.

Carsten usou a técnica chamada "amostragem-experimental", coletando dados em mensagens de texto da telefonia móvel para detectar sobre o que as pessoas fizeram durante o dia e como se sentiram sobre isso.

O uso de dados dos telefones móveis provou que as informações pessoais, sobre o bem-estar e as relações do cotidiano, eram mais ricas do que as informações obtidas pelas pesquisas tradicionais.

"Eu mandei uma mensagem para algumas pessoas, três vezes ao dia, durante uma semana e taxa de resposta foi muito alta. As pessoas nunca estão longe de seus celulares nos dias de hoje e responderam a 97 por cento, em média, de todas as mensagens em texto. Os textos foram enviados em momentos aleatórios, então, olhando de forma bem acurada, não seria uma amostra muito rica da vida cotidiana."

"Na minha pesquisa, verifiquei que as atividades são rotineiramente classificadas como a de maior e a de menor importância na vida diária das pessoas."

"Sem nenhuma surpresa, ter relações sexuais foi destacada como a atividade humana da medida mais elevada (), entre todas as medidas de felicidade."

"Estar doente é, obviamente, a mais baixa situação avaliada entre todas as medições."

Participar de palestras ou de estudos curriculares são definidos como baixa no prazer e na felicidade, porém é classificada com atividade, relativamente, alta em significado (no nível 7 de 30 categorias de comportamento).

"Os resultados têm implicações para o que os psicólogos têm chamado de 'a vida plena'. Aqueles que tendem a obter nível alto de prazer em todas as três mais elevadas orientações de pontuação de felicidade (não só na ampla satisfação com a vida, de modo geral), também tendem a ter experiências mais elevadas de prazer, no namoro e na busca da felicidade em suas vidas diárias."

"Isso significa que a possibilidade de procurar a felicidade de formas diferentes pode enriquecer a sua experiência cotidiana e aumentar o seu bem-estar geral."

"Esta é uma área fascinante de estudo e eu estou realmente animado em contribuir e fazer parte dela."

"Esperemos que, como aprendemos mais sobre o que contribui para uma vida plena, possamos ajudar as pessoas a aumentar a sua felicidade em suas vidas diárias."

 

A pesquisa de Carsten na UC foi supervisionada pelo professor Simon Kemp.

Departamento de Psicologia da Universidade de Canterbury


Nenhum voto
12 comentários
imagem de Augusto Cesar
Augusto Cesar

http://global.christianpost.com/news/people-happier-with-sex-and-alcohol-than-kids-and-faith-study-85209/

"People Happier With Sex and Alcohol Than Kids and Faith" 

Quando perguntado a padres pedófilos, deu empate.

 
 
imagem de Ricardo Cesar
Ricardo Cesar

Precisavam de psquisa para descobrir isso? E além de tudo se esqueceram do complemento rock n roll! Afinal alcool não deixa de ser uma droga, em todos os sentidos.

 
 
imagem de Francisco WH
Francisco WH

"Carsten usou a técnica chamada "amostragem-experimental", coletando dados em mensagens de texto da telefonia móvel para detectar sobre o que as pessoas fizeram durante o dia e como se sentiram sobre isso."

É claro que beber álcool ficaria numa ótima posição. As pessoas combinam "sair para beber", mas na verdade isso inclui ir a algum lugar diferente, encontrar amigos, conversar, dar risadas, paquerar, ouvir música... Enfim, um monte de coisa que não apenas beber. Se incluisse o comportamento de beber sozinho em casa e outras formas de alcoolismo, mostraria o lado negativo deste hábito (ou vício) e não o classificaria tão bem.

 
 
imagem de Zuraya
Zuraya

This is a reason to legalize marijuana.

Esta é uma razão para legalizar a maconha.

 

Zuraya

 
imagem de Cosme
Cosme

O lóbi escocês cada vez mais forte. É a turma dos etílicos. Para mim é um desastre, detesto álcool, em todas as suas formas, destilados e fermentados, são todos horríveis. Bebo café, sou cafeísta. Bebo um litro ou mais de café por dia. E isso de "cafezinho" é "café-pequeno", o transe do café melhora a partir da primeira caneca cheia de café sem açúcar pela manhã.

Álcool já era. Estão transformando água mineral das montanhas para essa beberagem maldita de cerveja, que incha e deforma uma geração de abestados.

Por isso é que digo, para uma vida melhor, mais ativa, mais lúcida, mais energética: beba café!

 
 
imagem de Michel
Michel

Cientista que precisa estudar p/ descobrir isso com certeza nunca bebeu ou f.* 

 
 
imagem de beatriz gelatti mancalossi
beatriz gelatti mancalossi

    A mais lúcida das mensagens dos últimos anos, ri tanto que me mijei, rs rs rs rs.

 
 
imagem de Marco St.
Marco St.

Essa pesquisa não abrangeu certos jornalistas de nossa imprensa. Para eles falar mal do Lula e do PT causa orgamos multiplos.

 

"Que tempos são estes, em que é necessário defender o óbvio?" Bertolt Brecht

 
imagem de Oséias Gonçalves
Oséias Gonçalves

então as prostitutas são as pessoas mais felizes do mundo

 
 
imagem de Marcia
Marcia

Não,  são   pessoas muito  infelizes.

Sexo, para mim, só vale  com  amor.

 

A verdade pode machucar mas é sempre mais digna.

 
imagem de Zuraya
Zuraya

Os Contos de Canterbury



 

Zuraya

 
imagem de Marcia
Marcia

Eu  concordo totalmente . Alcool  com certa parcimônia  caso  contrário...prejudica o  sexo.

 

A verdade pode machucar mas é sempre mais digna.

 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!