Massacre do Carandiru: policiais são condenados a 624 anos

Sugestão de Tamára Baranov

Do Notícias UOL

Policiais são condenados a 624 anos de prisão por massacre do Carandiru

São Paulo, 3 ago (EFE).- Os jurados condenaram 25 policiais a 624 anos de prisão, cada um, neste sábado pelo assassinato de 52 presos durante o massacre do Carandiru em São Paulo, que aconteceu no dia 2 de outubro de 1992 e no qual morreram 111 detentos.

A sentença, anunciada durante a madrugada pelo juiz Rodrigo Tellini de Aguirre Camargo, se refere à segunda parte do processo, que foi dividido em quatro, e no qual 78 agentes de segurança são acusados.

Os réus foram condenados à pena mínima, 12 anos por cada homicídio, e poderão recorrer em liberdade, segundo um comunicado do Tribunal de Justiça de São Paulo.

O júri, composto por sete homens, respondeu a um questionário com cerca de 7,3 mil perguntas por cerca de cinco horas, com o qual se decidiu a culpabilidade de cada um dos 25 policiais que foram acusados de executar os presos do Carandiru em suas celas e nos corredores do presídio.

Inicialmente, a promotoria responsabilizou esse grupo de policiais por 73 mortes, mas nesta sexta-feira, durante as alegações finais, foram retiradas as acusações de 21 mortes.

Alguns desses 21 assassinatos ocorreram em outras partes do presídio e quatro deles foram cometidos com arma branca. Com isso, a promotoria atribuiu ontem essas mortes à disputa entre as facções de presos que motivou a ofensiva policial.

O massacre aconteceu no dia 2 de outubro de 1992, quando a polícia se utilizou de extrema violência durante a invasão do presídio para acabar com uma rebelião no Pavilhão 9 do Carandiru, a maior prisão do Brasil na época e que foi fechada dez anos depois do episódio sangrento.

Na primeira fase do julgamento, realizada em abril, outros 23 policiais foram condenados à pena mínima por 13 assassinatos, o que soma 156 anos para cada um.

A operação foi comandada pelo falecido coronel Ubiratan Guimarães, condenado em 2001 a 632 anos de prisão pela operação. O coronel foi absolvido cinco anos depois em uma apelação e não chegou a cumprir pena.

O episódio, o mais sangrento ocorrido em uma prisão no país, foi relatado no agraciado filme "Carandiru", do diretor argentino Héctor Babenco, e que foi exibido pela acusação durante o julgamento. EFE

Nenhum voto
12 comentários
imagem de agincourt
agincourt

“e poderão recorrer em liberdade”

 

Ou seja, ainda não foram condenados.

 
 
imagem de edward
edward

Faz só vinte anos. Só?!

Hoje saiu a sentença.

Eles vão recorrer em liberdade.

Se forem atendidos, haverá novo júri, daqui uns dez anos.

E depois, o novo júri, quem sabe, mais dez anos.

Se houver erros, novo júri. E por que não?

Enquanto isto, José Dirceu poderá ser preso ao término do AP 470, pois tem o direito a foro privilegiado, ou seja,  de ser julgado diretamente pelo STF.

Que maravilhosa justiça. Que lei penal tão bem feita!

 
 
imagem de Huck Finn
Huck Finn

"Os réus foram condenados à pena mínima, 12 anos por cada homicídio, e poderão recorrer em liberdade, segundo um comunicado do Tribunal de Justiça de São Paulo".

Matar miseráveis sempre dá pena mínima.

É um atenuante.

 
 
imagem de leonidas
leonidas

com condenaçao formalizada , o grave disso tudo é que acarreta em perda de funçao

ou seja pode ate recorrer em liberdade mas nao mantem a funçao

condenar sem que possa ter sido individualizada a culpa é um absurdo...

 

leonidas

 
imagem de Miguel Freitas
Miguel Freitas

Na hierarquia Militar ordem dada é ordem cumprida, quem deu as ordens........??????????

 
 
imagem de jura
jura

624 anos tinha que pegar o Fleury, o falecido da cebolinha e o secretário de insegurança Pedro Franco de Campos.

Até quando os peões serão responsáveis por todos os erros dos chefes?

 
 
imagem de leonidas
leonidas

O judiciario no Brasil esta cada vez melhor

aceita como criterio valido coisas como raça  ( construçao politica impossivel de ser sustentada )

prende pessoas sem prova cabal baseado em algo denominado " dominio dos fatos "

a partir de agora tudo pode ser possivel pois nao importa mais vc provar ou nao ( individualizadno a culpa ) basta que esse alguem esteja no lugar para de forma linear ser culpado

seria comico nao fosse tragico esse tipo de coisa

Essa é a justiça com recorte " social " tao defendida pela esquerda antes do mensalão claro...rs 

 

leonidas

 
imagem de leonidas
leonidas

E a teoria do dominio dos fatos atacando novamente...

 

leonidas

 
imagem de anarquista sério
anarquista sério

 

            

 Hahaha.. Ri muito aqui.

 
 
imagem de Gardenal
Gardenal

Mas, há alguns IRRECUPERÁVEIS. Como o Civita,por exemplo. 

 
 
imagem de Filipe Rodrigues
Filipe Rodrigues

La vem o pessoal que usa camisa de força agindo no blog...

 
 
imagem de anarquista sério
anarquista sério

 

         Corta pra mim: câmera 9

            http://www.youtube.com/watch?v=gm9rsniAe_o

 
 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!