As lições do caso Siemens

Autor: 

Coluna Econômica

É esdrúxula a iniciativa do governador de São Paulo Geraldo Alckmin de processar a Siemens pela formação de cartel nas licitações de trem do estado. A empresa é ré confessa. Como tal, assumiu as responsabilidades e será penalizada por isso, independentemente da  atitude de Alckmin.

O que falta apurar é o circuito das propinas junto ao setor público, a identificação dos operadores e a abertura de inquéritos para puni-los.

É tarefa politicamente impossível para o próprio governo ir atrás dos subornados, pois significaria escancarar o sistema de contribuições do seu partido e da sua gestão.

Por outro lado, seria injusto pagar sozinho uma conta da qual é devedor o sistema político brasileiro e todos seus partidos. E aí se entra no campo da hipocrisia ampla e irrestrita que assola a política nacional.

***

A primeira hipocrisia é supor que os sucessivos governos de São Paulo não estavam informados sobre os esquemas de cartel. Não se está falando de licitação para merenda escolar, mas nas maiores licitações realizadas no Estado.

Em todos esses casos, é evidente que a prática foi conquistada com pagamento de propinas que chegaram aos partidos políticos. No caso de São Paulo, calhou da bomba estourar no colo de Alckmin.

***

Se deixar de lado a segunda hipocrisia - a de supor que a prática está estrita a São Paulo -, o episódio poderá se constituir em um divisor de águas para algum avanço na moralização das licitações públicas.

Mas, para tanto, haveria a necessidade de um amplo pacto federativo juntando Executivo, Tribunais de Contas, Ministério Público, partidos políticos, em torno do CADE - o órgão mais apto a identificar práticas de cartel.

***

Há uma lógica para justificar esse pacto. Esse tipo de corrupção tornou-se disfuncional.. Com o advento das redes sociais e da Lei de Transparência, será cada vez maior o risco de manutenção de tais práticas. Especialmente os grandes fornecedores estão na mira de organismos internacionais e supranacionais de controle. 

Por isso mesmo, um pacto será o caminho para consolidar novas práticas e, quem sabe, justificar uma anistia ao passado de todos.

***

O primeiro passo seria  parar com essa história de tentar intimidar o delator com bazófias. No mercado utiliza-se a expressão "realizar o prejuízo", para aquelas situações em que a conclusão é inevitável. Deixe-se de lado o esperneio e aceite-se  fato.

O segundo passo é exigir do CADE e do Ministério Público Federal um trabalho amplo e profissional de varrer todas as grandes licitações do setor de transportes do país, identificando aquelas em que não houve competição.

Será muito simples desvendar  a trama. Basta conferir a licitação e, depois, comparar com os produtos e serviços adquiridos pelo vencedor das empresas supostamente derrotadas. E comparar com preços internacionais.

Talvez seja o crime de direito econômico de mais fácil apuração.

***

O CADE deveria ser esse órgão de apuração e de mediação política. Cobrando-se dele o trabalho técnico adequado - que parece estar exercendo - seria possível definir um novo padrão de contratação de grandes obras públicas.

Nenhum voto
48 comentários
imagem de Luiz Eduardo Brandão
Luiz Eduardo Brandão

Chamar de esdrúxula a iniciativa do ilustre governador no sentido de ressarcir os cofres públicos é a coisa mais esdrúxula que já li neste blog -- e da pena, digo, do teclado do seu dono, inda por cima. Como assim, esdrúxulo recuperar para os cofres públicos a apropriação de dinheiro público por germanos e gauleses? Esdrúxulo mesmo é o comportamento do Nassif neste caso. Graças a Deus temos na blogosfera quem defenda de peito aberto a Pauliceia Desvairada.

Governador de São Paulo defenderá estado de empresa corruptora 15 de agosto de 2013 By  

Alckimin não descansará até encontrar os culpados pelo caso Siemens

Em boa hora age o grande líder varonil paulista, dando combate imediato às empresas formadora de cartel que obrigaram os agentes públicos a se submeterem involuntariamente à nociva prática cartelista, dando exemplo para a nação de como se deve tratar a corrupção em qualquer governo que  seja bem gerenciado e comandado por um verdadeiro governante. Sem titubear, Geraldo Alckimin assumiu a limpeza da bandalheira, assim que soube de sua existência nefasta, o que demonstra que ele, assim como todo homem bom, repudia qualquer forma de ação lesiva ao erário público, bem como qualquer esquema de propinas para financiar partidos, políticos e candidaturas, coisa que nunca existiu no partido dos homens bons.

Morram de inveja petistas mensaleiros, é assim que se comporta um probo e impoluto homem de bem, que jamais deixar seu partido ser maculado pelas práticas petralhas do mal, combatendo as mazelas e alijando as empresas corruptoras de qualquer contrato com a administração pública, pois não se tem rabo preso com ninguém. Alvíssaras!

http://www.hariovaldo.com.br/site/2013/08/15/governador-de-sao-paulo-def...

 

"Quem não se comunica, se trumbica", Chacrinha

 
imagem de Anarquista Lúcida
Anarquista Lúcida

Mas você nao entendeu mesmo nao, é? O que Alckmin está fazendo é correspondente ao grito de "Pega ladrao" dado por um ladrao quando o roubo é descoberto, tentando afastar de si as suspeitas. 

 
 
imagem de bagisbad
bagisbad

Desculpe, mas parece que vc. não percebeu a ironia no post.........ele postou um cometário do  !!!!!!

 
 
imagem de Fabio.
Fabio.

Nassif , vamos supor que o novo Governador fosse um homen acima de qualquer suspeita, honesto, bem intencionado, que recursos este governador tem para melhorar um funcionalismo Público ,que vai do porteiro , passando pelo médico , policial , fiscal ou juiz acostumados e beneficiados com todo tipo de corrupção, pois a máquina pública é viciada, indepedentemente de quem for Prefeito , Governador ou Presidente são os mesmos funcionários que estão lá com a estabilidade de emprego garantida a mais de 40 anos. Raramente se ve um juiz perder o cargo , um policial ou médico, fiscal etc.. e devolver o que foi roubado.A reforma politica tem que ser bem mais ampla. 

 
 
imagem de bagisbad
bagisbad

Tão esdrúxula foi a iniciativa do Governador, que já se tornou piada no "The Piauí Herald". 

 

http://revistapiaui.estadao.com.br/blogs/herald/brasil/alckmin-processa-ford-por-transito-em-sao-paulo

 
 
imagem de Durvalino
Durvalino

... quando se fala em ponta do iceberg parece q se trata de coisa grande.  eh isso q o nosso "xuxuzinho" esta tentando descolar de sua imagem de homem politico.  entao, sai-se atirando para todos os lados, procura-se a midia para esbravejar  ..... mas quando eh q vai divulgar quanto essas empresas despejaram nos caixas do partido - o contabilizado. ?

agora como morto nao fala fica facil jogar lama no Mario Covas ....  seus assessores q se defendam .   

e outra: ninguem vai falar nada das empreiteiras construtoras !!!

 
 
imagem de Fernando Antonio Moreira Marques
Fernando Antonio Moreira Marqu ...

Na festa de final do ano passado, um alto executivo brasileiro de uma multinacional onde trabalha um amigo meu, no seu discurso de saudação preparou os funcionários para um novo ano com menos contratos, logo com menos postos de trabalho, devido às preocupações dos VPs internacionais com o IDC.


O desconhecimento da plateia sobre este novo Índice, não diminuiu a alegria da noite, mas a curiosidade ficou no ar.


Mais tarde descobriu-se que não era um novo Índice coisa nenhuma.


Os VPs estavam preocupados com as suas práticas, até então adotadas para conseguir novos contratos. Pouco depois ficou claro para os funcionários o significado do IDC - “Isto Dá Cadeia”. Se não aqui, pelo menos na terra deles...

 
 
imagem de sergio g
sergio g

Interessante como as "coisas" sempre apontam pra Itajubá.

De lá vieram muitos engenheiros que "habitam" grandes estatais, e secretarias de Estados e até Ministérios.

É uma grande Universidade deEngenharia Federal.

 

 

 
 
imagem de Malú
Malú

Se oferecerem uma delação premiada para o Alckmin, será que ele aceita?

 
 
imagem de Juliano Santos
Juliano Santos

'Por outro lado, seria injusto pagar sozinho uma conta da qual é devedor o sistema político brasileiro e todos seus partidos. E aí se entra no campo da hipocrisia ampla e irrestrita que assola a política nacional."

Uma grande verdade. Mas, então vamos anistiar todos, Nassif? Vão revogar todas as condenações dos petistas na AP 470?

Olha, nem vou bater nessa tecla de que é hora de partir para cima dos "mensaleiros" tucanos. Tipo olho por olho, dente por dente. O buraco é mais embaixo.

Uma das caraterísticas mais marcantes da política nacional também é como a direita brasileira usa o udenismo atemporal para atacar a esquerda, ou o trabalhismo, como diz o PHA. Quando lhe faltam votos, é o que sempre faz. E para isso precisa que seus mal-feitos sejam jogados para debaixo do tapete da sala do Bonner.

Então sou a favor que antes da tal "ansitia", se escancare  os podres de todos. Inclusive do Bonner, cujo altíssimo salário é pago com o dinheiro que a Globo rouba do contribuinte. E também os do Barbosão, que compra imóvel em Miami por "10 Real".

Sem contar que tem que botar os corruptores na roda também. E last but not least, a própria sociedade se olhar no espelho e enxergar as 'pequenas" corrupções que pratica no dia a dia.

Aí sim, Nassif, zera o jogo, e o Brasil "começa de novo".

 

Juliano Santos

 
imagem de José Bueno
José Bueno

        Muito bem falado. Quero enfatizar aquilo que voce disse sobre: " a própria sociedade se olhar no espelho e enxergar as 'pequenas" corrupções que pratica no dia a dia." Isso é uma grande verdade. Trabalho no setor público e também conheço muita gente que trabalha em setor público, fora do meu departamento. Todo mundo vê, todo mundo conhece, todo mundo sabe que essas "pequenas corrupções" é uma prática bem comum.  Não depende de partido e de estar ligado a partido. Tem gente que rouba papel higiênico no serviço público, tem gente que pica cartão e vai para casa, tem gente que desvia ferro-velho, tem gente que rouba material de escritório, tem gente que rouba material de construção, . . .  Todo mundo sabe de algum caso: de coisas grande e de coisas pequenas. Mas a corrupção que causa "indignação pública" é comum do próprio público. É preciso acabar com a hipocrisía e o uso partidário da indignação contra a corrupção. 

 
 
imagem de armando botelho
armando botelho

Ou se moralisa de vêz a politíca Brasileira ou nos locupletamos todos.

Que venha punição definitiva do mensalão ptista o julgmento do mensalão mineiro(PSDB) , investigação da DELTA , da Siemens , Rosemary, Petrobrás ou nunca seremos considerado um país sério. 

 
 
imagem de Alberto Porem Jr.
Alberto Porem Jr.

Alckmin realiza uma ópera bufa surreal.

Chega a ser patética a atuação do governador, em vez de descobrir, processar e por na cadeia os corruptos de seu governo e de outros anteriores, ele quer processar a empresa que se viu obrigada a pagar o achaque e que tem a cobertura da delação premiada. Vai entender...

Se o povo paulista "comprar" esta jogada do Alckmin, compram até caixa d'água pegando fogo... 

 

"Eu não vejo escuridão em lugar algum. Você é que está mantendo os olhos fechados. A escuridão não existe."

 
imagem de Alberto Santos Neto
Alberto Santos Neto

Hipocrisia é o PT pagar sózinho, por um esquema de financiamento de campanhas, que foi invetado pelo PSDB.

 
 
imagem de Alex Contin
Alex Contin

Além do CADE tomar a responsabilidade proposta no final do texto, ONGs e outras instituições deveriam aproveitar o cenário político e a revolta com o caso Siemens e abrir um espaço para investigações em outras áreas. Como sempre vale aquela ideia "se espera morrer alguém para tomar uma atitude". Agora empresas do setor de transporte público estão apreensivas, mas as da merenda ganharam um espacinho para respirar, bem como tantas outras que devem praticar tais irregularidades e continuam a fazer isso até que uma bomba exploda no seu setor.

 
 
imagem de Severino Fernandes
Severino Fernandes

Do mesmo jeito que combato uma caça à bruxas em relação ao PT, combato também uma caça às bruxas em relação ao PSDB. Se um dia acreditei, há muito já não acredito em partidos políticos ou lideranças políticas imunes à corrupção.

Não há santos, mas também não há apenas demônios na política. O que tem que ser combatido é o sistema político-partidário e eleitoral que favorece a corrupção e a posterior ingerência dos interesses privados (e do poder econômico) na esfera pública.

Numa democracia os interesses públicos devem se sobrepor aos interesses privados. Pode haver parceria, mas jamais prevalência dos interesses privados sobre os interesses públicos. E menos ainda uma situação em que o poder econômico subordine toda a sociedade e o Estado que deve defendê-la a seu bel prazer, e ao bel prazer do sistema econômico que defende e do qual se beneficia.

Minhas divergências com o PSDB se dão apenas no campo político e ideológico. Pela falta de compromisso que esse partido vem demonstrando em relação a construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Pela vinculação cada vez maior desse partido aos interesses do grande capital e do poder econômico (via teses neoliberais e ultra-conservadoras em benefício do rentismo, do capitalismo financeiro desregrado e desregulado - que potencializa a volatilidade do capital e promove mais injustiça e desigualdade social).

Mas nem por isso, em nome dessas divergências, defendo caça às bruxas contra o PSDB ou qualquer outro partido. Porque não creio que com a criminalização da política e dos políticos chegaremos a lugar algum, que não seja a hipocrisia e a desfaçatez que apenas reverbera discursos e mais discursos farisaicos, que a nada levam, e nada mudam.

O que defendo (repito e reafirmo com todas as letras) é que necessitamos de uma ampla, geral e irrestrita reforma política e eleitoral, que potencialize a democracia e que jogue ao chão os maus hábitos e maus costumes de nossa política cotidiana - em especial práticas danosas oriundas do financiamento privado de campanhas, como as do "caixa-2" que gera uma distorção de representatividade política e prevalência dos interesses privados (do poder econômico) sobre o interesse público.

O mais é abobrinha. Pois o que necessitamos é de representantes políticos (governantes e legisladores) que tenham compromisso com os eleitores e com as teses que defenderam (e foram tacitamente aceita pelas eleitoes). De representantes políticos com força e legitimidade. Não de representantes políticos que compraram seus mandatos, irrigados por dinheiro sujo do poder econômico ou de grupos criminosos, mafiosos e mal intencionados. E que por tabela se transformam em reféns desses grupos cujo único interesse é se dar bem às custas do Estado, ludibriando o eleitor e as instituições democráticas.

 
 
imagem de Gardenal
Gardenal

Hê Minas! Hê Minas.

 http://www.novojornal.com/politica/noticia/parte-ii-caso-renova-aecio-tenta-apagar-rastro-de-4-5-bi-15-08-2013.html

 
 
imagem de MauroSobral
MauroSobral

 


     A nossa hipocrisia está exposta e não há solução dócil (Pacto,anistia etc...) para ninguém.O novo chegou(Jovens) e quer a ruptura completa deste modelo(sistema).


     Há dois  caminhos:Ou dirigentes iniciam as mudanças(Pouco provável) esperadas ou os conflitos de ruas tomarão amplitudes imprevisíveis.

 
 
imagem de Leandro_O
Leandro_O

Eles mesmos ajudam a criar "os monstros" e depois não entendem o que está acontecendo, ficam como barata tonta tentando fazer análise de conjuntura.

 
 
imagem de NALDO
NALDO

A esperteza está aí, quando o problema é com o Pt é só do Pt, quando é demotucano se envolvem todos, como fazem os apresentadores desses programetes verpertinos, se o caixa dois explodiu no colo do PT que esse problema do cartel/corrupção (muito maisd grave) caia no colo do psbd oras, esperteza tem limites; quanto a mudar, tem que ser muito poliana para crer que esse politicos atrasados dentro desse sistema carcomido queiram mudar algo, quando falam é só jogo de cena, conversinha mole, como dizia um professor brasileiro de fala enrolada, para começar a mudar o Brasil tem que se começar a colocar uns tres quatro na cadeia, seja quem for.

 
 
imagem de Antonio Lemos
Antonio Lemos

Alckmin processando a Siemens para reaver o dinheiro??? kkkkkkk

Então a Siemens vai processar os corruptos para reaver o dinheiro da proprina...

 
 
imagem de Fabio (o outro)
Fabio (o outro)

Não há como fugir da hipocrisia : ela faz parte do jogo e é totalmente compreensível.


O que Alckimin vai fazer ? Ir na televisão e citar nominalmente todos os que se beneficiaram ?


Arruda também caiu sozinho , apesar de espernear e ameaçar , teve que ser expulso do partido.


Da mesma forma , Alckimin tem que processar a Siemens. Como também , o PSDB teve que processar Amaury Ribeiro Junior pela publicação do livro A PRIVATARIA TUCANA.


Faz parte do jogo. Ficar quieto é confessar.


Evidentemente que nos bastidores seus correligionários já colocam suas redes de influência para funcionar , junto a procuradores , magistrados , delegados , etc .......


O sistema não se reformará por si mesmo ; se assim fosse , já o teria feito depois de tantos  e tantos casos de corrupção. De Maluf a Arruda , de Sarney a Jader , de Lalau a Alckimin , de Celso Daniel a PC Farias , de Sergio Cabral a Marconi Perillo , da Privataria Tucana ao mensalão petista  ..... se tudo isso até hoje não foi suficiente , o que será então ?  De um lado , ele é amplamente conveniente a todas as grande figuras políticas , independentemente de partido. A facilidade para se obter recursos é enorme. A contrapartida é o loteamento do Estado e a dificuldade transcedental em se fazer qualquer reforma num estado feudalizado entre os interesses que financiam os políticos.


Tente mexer no sistema de transporte , nas concessões de rádio e TV , com as igrejas, com os convênios médicos , com os juros , com o sistema de ensino privado , com as obras públicas , os sindicatos ..... absolutamente tudo já está loteado , tem um dono que financia seus respectivos políticos , que em contrapartida lhes defendem os interesses. Uma mão lava a outra. Até mesmo o funcionalismo público e o sistema penitenciário estão nesse esquema. Vide a polêmica dos médicos , do PCC em SP ....... É inacreditável.  


A consequência imediata de se tentar mexer em qualquer desses  feudos é uma crise política , explorada pela imprensa a favor ou contra o reformador ,de acordo com seus próprios interesses . Se quer lhe derrubar , amplifica o lado negativo. Se quer que ele ascenda , lhe ressalta a coragem. Dessa forma nasceu o caçador de marajás ou o menino pobre que mudou o Brasil .


Por trás , a reboque , vem outro poder do Estado  , mas que atua mais como um partido político , dando cobertura : o Judiciário.


Hoje , por exemplo , toda a mídia já repercute , em tom negativo e crítico ,  as declarações do ministro Barroso do Supremo , de que o mensalão não é o maior caso de corrupção da história.  Dentro da lógica de funcionamento desse sistema ,  faz todo sentido que o critiquem. Pois se insurge contra uma criação da própria mídia.


Outros não entendem porque o PT apanha tanto e não reage , tendo tantos fatos a explorar. Igualmente compreensivel. O partido conhece tão bem quanto os demais a lógica de funcionamento do sistema. Não só conhece como também se beneficia dos esquemas de financiamento e loteamento do estado. Sabe que o teatro da hipocrisia tem que ser feito. Não dá pra receber dinheiro de Daniel Dantas e da corrupção nas prefeituras que administra , e depois cair de pau nos tucanos por irregularidades nas concessões imobiliárias na capital paulista ou pelo superfaturamento nas obras do metrô.


A mudança tem que vir de fora pra dentro , da pressão externa , das ruas ........ tem que ser arrancada.

 
 
imagem de De Paula
De Paula

Se a empresa corrompeu e confessou, alguém, no outro lado, foi corrompido, logo tem um corrúpto; até os pombos da Cinelandia-RJ sabem disso.

 
 
imagem de Carlos Lima
Carlos Lima

Nassif, dividir esse caso com todos, ai você  pegou pesado e ainda achar injusto o governador pagar sozinho, o mensalão o PT pagou e esta pagando sozinho e começou com o PSDB, sinceramente não entendi sua conta. E tem mais não é cartel não, é corrupção dos tucanos, é coisa muito grande para ser tratada dessa forma simplória e complacente, é coisa de mais de bilhão que foi subtraído do povo. Vamos tratar isso como corrupção e não nessa histórinha normal dos tucanos de mudar o nome das coisas, isso não é cartel é corrupção e das "braba", é gatunagem do dinheiro público.

 
 
imagem de Toni
Toni

A manipulação do PIG começa exatamente por aí. Cartel é acordo sem a anuência ou conhecimento do cliente, sem participação dos responsáveis que pagarão pelos serviços.

O caso dos tucanos é formação de quadrilha com objetivo de subtrair ilegalmente o cofre público, agravado por lavagem de dinheiro, contas ilegais e empresas fantasmas. 

 

@ToniBulhoes

 
imagem de Alexandre Weber - Santos -SP
Alexandre Weber - Santos -SP

Anistia !!!!!

Nã na ni na não!

Lição Chinesa da mais antiga e eficiente escola de administração do Estado.

O corrupto não está sendo condenado pela sociedade, pois ele já sabia que isto ia acontecer e aceitou a condenação de antemão. Em outras palavras, quando pegou a grana do povo é porque queria ser punido.

Anistiar perpetua a prática de ações contra o povo e a nação.

Dai a necessidade da punição exemplar, sem ônus para o Estado.

Nassif, me perdoê a impertinência, mas como você justifica sua opção contra os ensinamentos milenares? Poderia apresentar os seus argumentos?

 

Follow the money, follow the power.

 
imagem de JB Costa
JB Costa

Não vai dar em absolutamente N  A D A essas denúncias acerca de supostas propinas envolvendo políticos da oposição. Já comprei uma "redinha" nova em folha para esperar deitado alguma consequência para esse desiderato. 

Ontem uma desesperada mídia( a compromissada) finalmente deu uma ufa! de alívio: as discussões do mensalão retornaram às paginas principais e aos horários mais nobres dela. Aleluia! Aleluia! Agora temos como repartir o noticiário negativo. Até os pums dos ministros eles divulgam como se fosse um evento bombástico. 

Ontem, a GloboNews retransmitia ao vivo as discussões do plenário do STF. Esforço que nem a TV Justiça fazia. Muito zêlo, não?

Ao cabo e ao final, conforme preconizado por uma analista político dela(não lembro agora o nome) os tucanos além de saírem incólumes dessa enrascada, serão candidatos a "santos" por terem resistido à sanha acusatória do lulopetismo. 

Poema de Sete Faces

Quando nasci um anjo torto 
desses que vive na sombra
disse: Vai, Carlos! Ser gauche na vida.

As casas espiam os homens
Que corresm atrás de mulheres.
A tarde talvez fosse azul,
Não houvesse tantos desejos.

O bonde passa cheio de peras:
Pernas brancas pretas amarelas.
Para que tanta perna, meu Deus, pergunta meu coração.

Porém meus olhos 
nao perguntam nada.
O homem atrás do bigode
é sério, simples e forte.
Quase não conversa.
Tem poucos, raros amigos
o homem atrás dos óculos e do bigode.

Meu Deus, por que me abandonaste
se sabias que eu não era Deus
se sabias que eu era fraco.

Mundo mundo vasto mundo,
se eu me chamasse Raimundo
seria uma rima, não seria uma solução.

Mundo mundo vasto mundo,
mais vasto é meu coração.
Eu não devia te dizer
mas essa lua
mas esse conhaque
botam a gente comovido como o diabo.

 
 
imagem de Raymond
Raymond

Processar a Siemens foi apenas uma jogada política do governador, para amenizar os efeitos da manifestação contra o seu governo.

 
 
imagem de Dê

Processar a Siemens é o tipo de coisa que se diz quando se conhece bem a ignorância do seu povo.  Oras...processar Siemens como, de que jeito, cara pálida??  é corrupto processando corruptor......se a moda pega....!!  

 

Um dia desses, eu separo um tempinho e ponho em dia todos os choros que não tenho tido tempo de chorar. Carlos Drummond de Andrade

 
imagem de BRAGA-BH
BRAGA-BH

Vocês estão se esquecendo que quem verifica as contas dos estados e municípios são os TCEs (Tribunais de Contas dos Estados). Nestes órgãos são colocados sempre os amigos ou até mesmo aqueles deputados, secretários, senadores, que não conseguiram se reeleger ou não obtiveram uma boquinha no Estado. Órgão inepto, incopetente e na maioria das vezes partidarizado.

 

Deixar ir não significa desistir mas aceitar que há coisas que não podem ser!

 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!