Re: As lições do caso Siemens

imagem de Luiz Eduardo Brandão
Luiz Eduardo Brandão

Chamar de esdrúxula a iniciativa do ilustre governador no sentido de ressarcir os cofres públicos é a coisa mais esdrúxula que já li neste blog -- e da pena, digo, do teclado do seu dono, inda por cima. Como assim, esdrúxulo recuperar para os cofres públicos a apropriação de dinheiro público por germanos e gauleses? Esdrúxulo mesmo é o comportamento do Nassif neste caso. Graças a Deus temos na blogosfera quem defenda de peito aberto a Pauliceia Desvairada.

Governador de São Paulo defenderá estado de empresa corruptora 15 de agosto de 2013 By  

Alckimin não descansará até encontrar os culpados pelo caso Siemens

Em boa hora age o grande líder varonil paulista, dando combate imediato às empresas formadora de cartel que obrigaram os agentes públicos a se submeterem involuntariamente à nociva prática cartelista, dando exemplo para a nação de como se deve tratar a corrupção em qualquer governo que  seja bem gerenciado e comandado por um verdadeiro governante. Sem titubear, Geraldo Alckimin assumiu a limpeza da bandalheira, assim que soube de sua existência nefasta, o que demonstra que ele, assim como todo homem bom, repudia qualquer forma de ação lesiva ao erário público, bem como qualquer esquema de propinas para financiar partidos, políticos e candidaturas, coisa que nunca existiu no partido dos homens bons.

Morram de inveja petistas mensaleiros, é assim que se comporta um probo e impoluto homem de bem, que jamais deixar seu partido ser maculado pelas práticas petralhas do mal, combatendo as mazelas e alijando as empresas corruptoras de qualquer contrato com a administração pública, pois não se tem rabo preso com ninguém. Alvíssaras!

http://www.hariovaldo.com.br/site/2013/08/15/governador-de-sao-paulo-def...

 

"Quem não se comunica, se trumbica", Chacrinha