Re: O fator Marina Silva

imagem de fariajos
fariajos

O desenvolvimento socioambiental é o rumo que deverá apontar o futuro da renovação dos quadros governamentais no Brasil. Ou o futuro da mais sólida oposição ao governo. Se isso se dará ou não com Marina, veremos. Mas se não se der com ela, vai se dar sem ela, pois não há saída. Porém, acho plausível que isso aconteça com o fortalecimento de uma oposição responsável ao governo do PT, a menos que a cartilha produtivista que a noção de desenvolvimento que Dilma parece ter abraçado, seja inteiramente revista. Vejam que a agenda do desenvolvimento socioambiental está muito mais longe de Serra e da caterva com que ele se aliou, do que do PT. Mas ainda não conseguiu fincar raízes no PT (no momento só sai de lá, para ver se melhor floresce em outras plagas).

De qualquer forma é uma agenda progressista, de esquerda, com a sua própria corrente "utópica" (procurem saber, por exemplo, das idéias sobre o decrescimento seletivo), como bem sói acontecer a todo movimento de esquerda ainda movido por esperança.

Personalizar em Marina, ou em qualquer outra pessoa, a agenda de defesa desses valores é um engano. Mas a Marina está sim fazendo em belo trabalho de divulgação de uma agenda mínima.

Quem tem medo da diferença? Temos é que fazer a diferença.