Acho difícil, porque o PMDB

imagem de Bruno
Bruno

Acho difícil, porque o PMDB é, de fato, uma confederação de elites políticas regionais muito díspares sob qualquer critério e não apenas do ponto de vista ideológico/programático, mas também de afinidades e alianças locais, bases sociais e posicionamento nacional. Isto o põe em dificuldades de ação coletiva enormes, para além da conquista de posições em governos em troca de apoio parlamentar no congresso. Creio que, se houvesse no Brasil a possibilidade, como existe em outros países, da existência de partidos regionais, talvez o PMDB já tivesse se fragmentado. Pode ser que venha a se unificar no futuro sob alguma liderança em condições de disputa, mas acho muito difícil e só ocorreria como resultado de um expurgo ou cisão traumáticos. Até o momento, o partido tem preferido abrir mão de receber e sustentar lideranças nacionais fortes justamente para não comprometer este arranjo bases locais/ barganha nacional, que, mesmo com um teto baixo, tem permitido a todas as lideranças ganhar alguma coisa.