CDHU culpa moradores por defeitos estruturais em obras

Por politicsbuz

falando em asneiras (esgoto midiático) a céu aberto, o usuário da casa popular é responsável por rachaduras e vazamentos causados pelo construtor e falta de fiscalização da CDHU... I-N-A-C-R-E-D-I-T-Á-V-E-L-!-!-!

Da Folha de S. Paulo

Estatal de SP culpa 'morador de favela' por defeito em casas

Imóveis entregues por Alckmin em dezembro continuam com problemas, apesar de construtora ter prometido solução

Segundo diretor da CDHU, houve possível mau uso por moradores, que deveriam passar por orientação social

  Fotos Marcia Ribeiro/Folhapress  
Moradora mostra balde embaixo da pia da cozinha, que está com problemas de vazamento
Moradora mostra balde embaixo da pia da cozinha, que está com problemas de vazamento

GABRIELA YAMADA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DE RIBEIRÃO PRETO

Ao constatar que casas entregues pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) em Ribeirão Preto (SP) continuam com problemas, um dirigente da CDHU (órgão estadual de habitação) responsabilizou ontem os moradores pelos defeitos.

No dia 4, após a Folha revelar diversas falhas no conjunto habitacional Paulo Gomes Romeu, a Croma -construtora responsável pela obra- disse que resolveria os problemas em 20 dias.

Parte das casas foi entregue por Alckmin no final de dezembro e dias depois já apresentava as falhas.

A reportagem voltou ao local ontem e anteontem e constatou que 12 de 16 casas continuam com problemas, como vazamentos nas pias, fissuras nas paredes e portas e janelas que não fecham.

Em visita ao conjunto na manhã de ontem, Milton Vieira de Souza Leite, diretor regional da CDHU, disse que os problemas são possíveis reflexos de mau uso.

"A gente conhece o nível de educação [dos moradores]... O pessoal veio da favela. Não está acostumado a viver em casa", afirmou.

Depois, questionado por telefone sobre a frase, ele disse que a adequação desses moradores no conjunto é uma questão complexa.

"Você não consegue mudar a educação delas [famílias] somente mudando de local." Segundo ele, seria preciso um trabalho social a longo prazo para resolver isso.

Leite foi ao conjunto habitacional ontem após a Folha ter entrado em contato com a CDHU na quarta-feira para questionar sobre a continuidade dos problemas.

Sobre o caso de um morador que afirmou à reportagem, no início do mês, que a pia da cozinha havia caído depois de ele ter colocado uma cesta básica sobre ela, Leite ironizou o episódio.

"O que ele foi comer era outra coisa", disse, insinuando que a pia caiu durante uma relação sexual.

A frase foi dita em entrevista gravada na frente de oito pessoas, entre elas funcionários da CDHU e da Croma.

Durante a visita, em duas casas havia moradores dormindo, fato também questionado por Leite. "Você viu? Não sei se eles estavam dormindo porque trabalharam à noite ou porque continuam sem fazer nada."

Leite afirmou que todos os problemas apontados serão reparados pela construtora e que "o benefício está sendo muito maior que o sacrifício".

Na casa de Lucimara Aparecida de Oliveira, 29, foi constatado o pior caso, de fissuras no entorno de portas e janelas. Elas estão abrindo "buracos" no entorno das portas dos quartos e da janela da sala.

Sobre isso, Leite disse que o problema pode ter sido causado por batidas repetidas das portas.

"Eu acho um absurdo. Aqui ninguém ganhou casa, está todo mundo pagando", disse Lucimara.

Os beneficiários do programa pagam mensalidades que vão de R$ 50 a R$ 150.

A dona de casa Alessandra dos Santos Fernandes, 32, sofre com problemas de vazamentos nas pias do banheiro e da cozinha desde quando se mudou, em dezembro. "Já vieram arrumar, mas piorou. A casa fica sempre suja."

Nenhum voto
30 comentários
imagem de luiz valentim
luiz valentim

A vizão da Tucanagem Paulista é essa:


Pobre já nasceu errado


e tem que aceitar porcaria e eles acham que ainda estão fazendo favor.


Pressa Tucanagem questão social é caso de polícia.


Tudo que eles fazem tá certo mesmo errado e superfaturado


Lembram quando a SABESP fazia propaganda pelas tvs do Brasil e soltoua as barragems e inundou a favela pantanal?


A técnica deles  deles  acabar com a pobreza é POLÍCIA, INCÊNDIO OU INUNDAÇÃO.

 
 
imagem de Juliano Santos
Juliano Santos

Como disse a mana do Nassif é a opção preferencial contra os pobres.

 

Juliano Santos

 
imagem de LUCIANO MENDONCA
LUCIANO MENDONCA

Isso acontece no Minha Casa, Minha Vida e dá uma encrenca no PIG. É conversa pra mais de metro pra "Grobo News". Mas pro Governo DEMOcrático de SumPaulo devemos considerar como normal, dentro do esperado. Quem mandou votar no Aidmin?

 
 
imagem de Spin in Progress1
Spin in Progress1

Alckmin: Só no dia de São Nunca os desalojados do Pinheirinho terão casa


Depois que até boa parte do PIG (*) condenou o extermínio do Pinheirinho, o governador tucano Geraldo Alckmin, vestiu a pele cordeiro em frente as câmaras, para "anunciar" 5 mil casas populares para São José dos Campos, mas...

A promessa é igual a um cheque sem fundos, pela própria nota da assessoria de imprensa oficial do governador, porque diz:
... serão viabilizadas nos "próximos anos", pois ainda "dependem de definição de áreas".
Segundo a nota:

- Só há terreno disponibilizado pela prefeitura para 1,1 mil moradias;
- Estas só ficariam prontas daqui a 18 meses;
- o resto seria nos "próximos anos", dependendo de conseguir terreno.

Conclusão: Casa, só no dia de São Nunca, se depender de Alckmin

- São José dos Campos tem um déficit habitacional de 5.000 moradias para casas populares (deve ser o número de gente cadastrada em programas habitacionais).
- Só as famílias do Pinheirinho jogadas na rua são cerca de 1.700 que, bem ou mal, tinham seus lares e agora não tem para onde ir;
- Só 1.100 casas ficarão prontas daqui a 1 ano e meio;
- As famílias do Pinheirinho (que tinham casa e foram destruídas), entraram agora no fim da fila no cadastro. Portanto, deve ter mais de 3.000 inscritos na frente, e que ficarão com as 1.100 casas, não sobrando nenhuma para os desalojados do Pinheirinho;

Alckmin só planejou o extermínio das moradias, o reassentamento não tinha plano nenhum

O "anúncio" das medidas, depois de 4 dias da expulsão e demolição das casas, provam que Alckmin só tinha o plano para exterminar, e entregar o terreno "limpo" para a massa falida do mega-especulador Naji Nahas. O reassentamento ele está tendo que improvisar agora, pois não tinha nenhum plano sobre o que fazer com as crianças, mulheres, idosos e trabalhadores desalojados. Parece tratar gente como entulho a ser removido.

Aluguel Social, é outro cheque sem-fundos, para expulsar imigrantes

O tucano também "anunciou" que dará aluguel social para as famílias do Pinheirinho desalojadas, no valor de R$ 500 mensal, por 6 meses ("podendo" ser estendido).

Prevê-se que 1.300 famílias se inscreverão (as outras 400 famílias talvez tenham parentes para abrigá-los em outra cidade).

Ora, se há déficit habitacional para a baixa renda na cidade, onde vão conseguir casa para alugar nesse valor?

Além disso, esse aluguel social não passa de um cala-boca neoliberal para amenizar a desgraça imposta pelo governador à essa gente, porque ainda que encontrasse casa nesse valor, em uma cidade como São José dos Campos, qual imobiliária alugaria um imóvel para uma família de baixa renda e instável, sem fiador, e cuja garantia real de pagamento é só por 6 meses?

Na verdade, a expectativa desse tipo de política de Alckmin é vencer o pobre pelo cansaço, fazendo-o desistir, sobretudo imigrantes, para forçá-los a voltar para seus estados de origem.

Sem conseguir alugar uma casa na cidade, a pessoa recebe o dinheiro e acaba se mudando ou para seu estado de origem onde tem família, ou para outra cidade periférica com vazios urbanos onde possa encontrar um canto para fazer um barraco.

Em vez de solucionar a erradicação da pobreza na cidade e no Brasil, o prefeito da rica São José dos Campos e Geraldo Alckmin empurram os problemas para cidades mais pobres, liberando terrenos para a especulação imobiliária de gente como Naji Nahas.

--------------------
(*) PIG (Partido da Imprensa Golpista). Veja alguns colunistas do PIG que condenou a monstruosidade de Alckmin e do prefeito Eduardo Cury:
- Ricardo Boechat
- Paulo Moreira Leite (aqui, aqui e aqui);
- Jânio de Freitas (aqui no nosso blog)
- Globo (Bom Dia, Brasil)

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2012/01/alckmin-so-no-dia-d...

 
 
imagem de Mircon
Mircon

Zé Carlos,

Sem contar ainda, que SE a Prefeitura AINDA não tem nem o terreno para essas famílias, o prazo pode ser muito maior.

Primeiro finalizar a compra, depois a equipe de engenharia precisa um tempo para realizar os estudos para fazer o Projeto Urbanístico, Ambiental, Água, Esgoto, Luz, pavimentação, etc.

Depois, tem-se o tempo dos órgãos ambientais, que demoram em média 1 ano e meio para aprovar.

Após conseguida a Licença de Implantação, inicia-se a pavimentação e então, as casas, caso já tiverem elas com o projeto aprovado.

E mais, não estamos ainda contando com o prazo de tempo pro Ministério das Cidades em aprovar o projeto e liberar o dinheiro. Normalmente cada cidade tem uma cota anual para liberar dinheiro para cada município, caso essas moradias forem feitas com verba federal.

Se a Prefeitura tiver 150 milhões em dinheiro para bancar em 2 anos ao menos o terreno, talvez se tenha alguma chance dessas famílias receberem suas casas em 5 anos.

Aí, se a prefeitura/estado forem SENSÍVEIS (o que ainda não o foram), ainda terão que acrescentar uma despesa extra que terão com esses aluguéis, por 5 anos.

Esta é a situação mais otimista.

 
 
imagem de Ivan Moraes
Ivan Moraes

"Alckmin, vestiu a pele cordeiro em frente as câmaras, para "anunciar" 5 mil casas populares para São José dos Campos, mas":

Mas basta bater o olho em quem esta falando pra ver que eh mentira.  Eh visivel da Lua.

 

ECHELON saiu da internet. ECHELON agora esta no seu proprio computador.

 
imagem de jc.pompeu
jc.pompeu

pra essa elite do descaso político-tecno-burocrático, que na reportagem esbanjou com bazófia e certeza da impunidade: inépcia, cinismo, mau-caratismo, o flagrante defeito estrutural da obra, porcamente projetada e construída pela CDHU/CROMA e que está acima dessa fraude executiva com o dinheiro público e a prestação de desserviço ao povo, está no seu flagrante defeito estrutural de  caráter e de status de classe: racista, preconceituoso, estigmatizante contra pobres, favelados, negros; contra o povo brasileiro desassistido e excluído da presença estrutural efetiva do Estado no seu papel institucional de promover justiça social e bem-estar comum - com qualidade de moradia e infraestrutura - para todos os brasileiros.

essa elite político-gerencial da obra CDHU/CROMA, que foi preenchida de argamassa podre e ranço ideológico-moral cínico, discriminatório, preconceituoso de uma elite arcaica nefasta, deve ser processada pelo flagrante B.O. de racismo e discriminação para encobrir o crime da obra de engenharia e construção porcamente construída que coloca em risco seus moradores e o sonho minha casa minha vida da propaganda político-eleitoreira.

se, um país de instituições sérias e responsáveis na plenitude soberana do Estado de Direito tal obra de fachada é, no mínimo, um caso de investigação policial pela PF e MP, mesmo que depois tais sumidades suspeitas de flagrante crime contratem um MTB a peso de ouro desviado para sofismar filigranas formais de jurisprudência criminal e poder da lei a gosto da muy rica muy nobre freguesia impune...

 

"Ganhe as profundezas, a ironia não desce até lá" Rilke. "A ironia é o pudor da humanidade" Renard. "A ironia é a mais alta forma de sinceridade" Vila-Matas.

 
imagem de Mircon
Mircon

Sou arquiteto e trabalho com projetos sociais.

O que percebemos é um cuidado ainda maior por parte dessa população, pois não estão ganhando tudo de graça, elas estão pagando por algo que agora é delas.

Por menor que seja a parcela paga (50...100 reais), ainda assim, é o MAIOR INVESTIMENTO que a família está fazendo desde que nasceram.

Eles cuidam muito bem do imóvel e se vê na maioria delas, nos primeiros meses, que são os que acompanhamos, os próprios moradores não entram nem com o calçado dentro da casa com pena de sujar o piso novo.

Dentro deste público, existe provavelmente uns 5%, que realmente necessita um acompanhamento sério pela assistência social, que são os seguintes casos:

- Os moradores, por sua origem e cultura de terem vivido em locais mais isolados, convivendo com a falta de renda e "esquecendo" por anos da higiene, sempre no desemprego, e depois, apesar da nova moradia, continuam sem renda alguma, não conseguem implantar esse novo hábito de limpeza. Mas, somente a falta de higiene, não se pode configurar mal uso de uma moradia, causando tais falhas.

- Há casos em que o "chefe da casa" é alcoólatra e começa a vender portas, janelas, louças de banheiro para manter o vício. (Nesse caso não se configura falha na construção, como é o caso da CDHU).

- Alguns casos que ocorreram, é das pessoas apesar de ter o banheiro, não o usam. Continuam fazendo suas necessidades nos fundos da casa. (Aí sim falta um acompanhamento social mais rigoroso).

Concluindo, mesmo que eu empurrar uma porta com um pouco de força e ela depois começar a emperrar, não se configura mal uso. A construtora é obrigada a fornecer materiais com garantia de que um simples vento batendo a porta mais forte não comprometa o seu funcionamento.

O morador cobra a construtora, se a construtora ver que a falha é no material, que conserte o problema e depois cobre do fabricante!

 

 
 
imagem de Claudio Almeida
Claudio Almeida

 " A gente já conhece o nível dos moradores, vieram das favelas, não estão acostumadas à viverem em casa ". Que graçinha de NAZISTA, não é São Paulo. Aqui no Rio também houve problemas com unidades do PAC.  NENHUMA AUTORIDADE ousou culpar os favelados pelos problemas. Encararam a realiade de fente, e estão cobrando dos construtores a solução.  São Paulo, é assim que se governa. São Paulo, aqui não odiamos os menos favorecidos. Aqui não há lugar prá fascismo, isso é mentalidade do século XIX. Recebam não só a nossa perplexidade por tanto atraso, mas também os nossos pêsames. 

 
 
imagem de Iggy
Iggy

O sujeito entrega uma obra porca e demonstra não estar nem aí pra isso, continua no cargo e fica tudo por isso mesmo.

É isso é que eles enchem a boca e chamam de accountability? Era essa reforma administrativa que queriam implantar?

 
 
imagem de Alberto Porem Jr.
Alberto Porem Jr.

O Estado de São Paulo  se cercar vira pasto, se cobrir vira circo, se murar e trancar a porta vira hospício. Passei por experiência traumatizante nas últimas férias em Bertioga. Houve consenso geral, as próximas serão bem, bem longe de São Paulo  e olha que eu não estava mau, estava em Riviera de São Lourenço.


Algumas pérolas:


- Benhê, aqui não se vende fogos de artifício, é perigoso...vc vai encontrar só lá nas favelas do outro lado da pista em Bertioga.


-Sra. não pode fumar aqui na frente dos Shopping pois da mal exemplo para nossas crianças.


- Bom dia Sr. estamos em promoção imperdível, gostaria de assinar a Veja com 50% de desconto, só 4,99 por semana!


e a coisa mais idiota que virou mantra:


- Nota fiscal paulista sr.?


Ao que entendo a entrega da nota fiscal no ato da compra é obrigação, mas em São Paulo virou opção, e o pior quando fala nota fiscal paulista parece uma forma de "aqui é melhor, nós damos a você a possibilidade de ter a nota fiscal".


Radares até um encima do outro, é razoável. Mas alguém ai me explica porque os reles mortais tem que andar a no máximo 110 km/h e os supercarros que passaram por nós a mais de 160 km/hora fazem? Eu não entendi. me expliquem como eles andam nesta velocidade e ainda estão em circulação. Uma Lamborghini  passou a mais que isto e sumiu. O dono será que recebe multa ou existe vantagens especiais para quem possui um veículo destes?


Punta Canas me espere...

 

"Eu não vejo escuridão em lugar algum. Você é que está mantendo os olhos fechados. A escuridão não existe."

 
imagem de ruyacquaviva
ruyacquaviva

Em visita ao conjunto na manhã de ontem, Milton Vieira de Souza Leite, diretor regional da CDHU, disse que os problemas são possíveis reflexos de mau uso.

"A gente conhece o nível de educação [dos moradores]... O pessoal veio da favela. Não está acostumado a viver em casa", afirmou.

Esse é o pensamento da nazitucanalha, o PSDB tornou-se um partido de extrema direita.

 
 
imagem de Leonardo Brito
Leonardo Brito

Guardem o nome deste diretor: Milton Vieira de Souza Leite. Logo, logo, será candidato a vereador ou prefeito, quiçá deputado estadual. Pelo PSDB, claro, que é do mesmo time do prefeito de São José dos Campos.

 
 
imagem de drigoeira
drigoeira

Nossa Nassif, começar o dia assim é f.
Não dá nem pra comentar, tem que ser tudo em negrito.

 
 
imagem de Marco St.
Marco St.

Um imbecil desse fala isso tudo e vai ficar por isso mesmo? O mímimo seria sua demissão e um processo na justiça. O mínimo.

 

"Que tempos são estes, em que é necessário defender o óbvio?" Bertolt Brecht

 
imagem de Peixebr
Peixebr

Apenas especulando, mas é impressão minha ou o PIG, que sempre defende qq um do PSDB, está aproveitando o momento "instável" do Alckimin (pós Pinheirinho) para bater nele? Essa não foi a única reportagem relatando algum problema da administração PSDB em SP. Para mim não cola dizer que "foi tão bárbaro o que aconteceu que nem o PIG conseguiria ficar sem se manifestar" pois o que vimos o PIG fazer em 2010 foi muito pior. E essa da CDHU poderia simplesmente não ser informado pelo PIG, como fazem com o privataria.

Se for isso mesmo, será que tem dedo do Serra para aproveitar e já botar para escanteio um dos concorrentes?

 
 
imagem de ruyacquaviva
ruyacquaviva

Será que esse comportamento do PIG tem a ver com as declarações do FHC sobre o Aécio ser o candidato do PSDB em 2014 e o Serra estar fora de questão?

Sei não...

 
 
imagem de Francisco Ernesto Guerra
Francisco Ernesto Guerra

O colega acima com razão utiliza a expressão inacreditável. É verdade. Não há limite nas parvonices tucanas.

A lei prevê a garantia de cinco anos para a construção. Este dispositivo legal é pacífico, quer dizer respeitado sem contestação, por todos os construtores. Não há, portanto, o que se discutir sobre o assunto.  

O mau uso, devem entender os tucanos, é a própria presença de pessoas pobres sob um teto decente.

Aliás, se o PT paulista quisesse de fato descobrir e provar maracutais dos tucanos, bastaria ir atrás das obras tocadas pelo CDHU. Por falar nisso, por anda Goro Hama?

 

 

 
 
imagem de Adilson_REC
Adilson_REC

Nassif,

Não aguento mais ver as baixarias do PSDB paulista. Estão exagerando no despreso pelas pessoas mais pobre. Esse ordinário, não tem outra palavra, seria exonerado do cargo se estivesse trabalhando na esfera federal, vide o caso do twitter. Estou chocado.

 
 
imagem de Alberto Lakatos
Alberto Lakatos

De um governo formado por pessoas que consideram a questão social um caso de polícia, as palavras ditas pelo sr. Leite não são novidades. Para eles, povo é apenas uma mutidão que deve dizer sim para tudo que eles fazem, que deve pagar seus impostos e de boca calada ficar. 

Essa figura, o sr. Leite, deveria ser demitido imediatamente. Mas não será, e ainda poderá ser até promovido. 

ps: aliás, quanto custa os cofres do estado de São Paulo manter os ditos funcionários de confiança??

 
 
imagem de pedrocosta
pedrocosta

"A gente conhece o nível de educação [dos moradores]... O pessoal veio da favela. Não está acostumado a viver em casa".

"Você não consegue mudar a educação delas [famílias] somente mudando de local." 

"O que ele foi comer era outra coisa".

Me encho de revolta ao ouvir esse tipo de gente se manifestar sobre pobres. Para esses tipos - e são muitos - pobre tem mais é que morar nas encostas dos morros ou nos fundos de vale. Manifestações como essas deveriam ser consideradas crime contra a honra das pessoas que, como diz a moradora, não estão ali de favor. 

 
 
imagem de Sanzio
Sanzio

Esse é o estilo de governar do PSDB. Como no caso de Pinheirinho, logo virão os numerários do Opus Dei distribuir responsabilidades com o Governo Federal, as próprias vítimas, o Zé das Couves, etc. Ou dizer que o Brasil trata mal seus cidadãos.

 
 
imagem de João Sabóia Jr.
João Sabóia Jr.

Li essa matéria na FSP logo cedo, choca o precoceito do Sr Milton Vieira Leite, suas pérolas:
"A gente conhece o nível de educação [dos moradores]... O pessoal veio da favela. Não está acostumado a viver em casa"

"Você não consegue mudar a educação delas [famílias] somente mudando de local."

"O que ele foi comer era outra coisa", disse, insinuando que a pia caiu durante uma relação sexual.

Durante a visita, em duas casas havia moradores dormindo, fato também questionado por Leite. "Você viu? Não sei se eles estavam dormindo porque trabalharam à noite ou porque continuam sem fazer nada."

Leite afirmou que todos os problemas apontados serão reparados pela construtora e que "o benefício está sendo muito maior que o sacrifício".

Essa última é ótima, na verdade quis dizer: Tão querendo reclamar do que, qualquer coisa pra essa gentalha serve!

 

 

"Recria tua vida, sempre, sempre. Remove pedras e plantas roseiras e faz doces. Recomeça. Faz da tua vida mesquinha um poema e viverás no coração dos jovens e na memória das gerações que hão de vir". Cora Coralina

 
imagem de r
r

Um absurdo! Acho que essa pessoa deveria ser punida por sua falta de respeito e vergonha É preconceito puro e de cara lavada, em frente à testemunhas. :-O   Inácreditável a falta de compostura desse tal de Leite! Me envergonho por ele!

 
 
imagem de politicsbuz
politicsbuz

João,

o mais "engraçado" (cínico) foi o fechamento da reportagem:

"OUTRO LADO

O diretor regional da CDHU, Milton Vieira de Souza Leite, disse que os problemas apresentados são pequenos, já que, segundo ele, os imóveis do conjunto Paulo Gomes Romeo não têm risco de desabar".

ou seja, não tem problema... a casa, apesar de ser um lixo, toda mal feita, com provável desvio de verba (para quem é da área sabe o q estou falando... redução de custos nos materiais e mão de obra, entre outras coisas), NÃO VAI CAIR...

rsrs... só falta o cara falar: "A CASA É RUIM, TEM MONTES DE DESVIOS, UMA PORCARIA DE CASA, MAS É PARA GENTE "DIFERENCIADA", E NÃO VAI CAIR"...
>>>>de que lixo tóxico desenterraram esse milton vieira de souza leite????

esse desqualificado, travestido de administrador público, é preposto das construtoras no (DES)governo estadual???

 
 
imagem de ruyacquaviva
ruyacquaviva

Será que não vai cair mesmo?

 
 
imagem de KURK
KURK

Falar o quê de um sujeito desta estirpe? Continuem votando nesta laia!

 
 
imagem de Ivan Moraes
Ivan Moraes

A falta de investimento eh tao obvia que so me da calafrios ver uma gravida ao lado de uma pia dessas:  alguem chegou a medir a radioatividade dessas pedras?

Nesse meio tempo, o dinheiro que a construtora foi paga pro projeto foi...  foi quanto mesmo?

 

ECHELON saiu da internet. ECHELON agora esta no seu proprio computador.

 
imagem de politicsbuz
politicsbuz

Ivan,

reparou q a tropa de choque cibernética "chapa branca" estadual já passou por aqui e deu nota "1" prá todo mundo?

q papel absolutamente ridículo!!!

[ ]'s!

 
 
imagem de Adhemar João da Silva
Adhemar João da Silva

Mais um exemplo explícito da Demofobia Tucana.

 

Morei num apartamento do BNH, ainda filho, no início dos anos 80. Cohab II - Itaquera.

As paredes racharam em menos de um mês. Havia infiltração de água, os apartamentos não tinham acabamento nos banheiros, cozinha, sala.

Era tudo entregue no reboco.

Os tucanos são os legítimos herdeiros da demofobia do regime militar.

 
 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!