Matemática Maia como Patrimônio Cultural Intangível

Do Estadão


Conhecimento do povo pré-colombiano sobre ciência será submetido à análise da Unesco


CIDADE DO MÉXICO - A matemática da civilização maia, uma das mais avançadas de seu tempo na astronomia e no uso dos números, poderá ser reconhecida como Patrimônio Cultural Intangível da humanidade pela Organização das Nações Unidas para da Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).


A proposta será levada ao órgão por um grupo de matemáticos, historiadores e educadores italianos e espanhóis. O anúncio da iniciativa do lançamento do livro Sayab Para Aprender Matemáticas: Matemáticas Mayas foi feito pelo autor da obra, Fernando Magaña.



.....Segundo o escritor, o objetivo é promover também "o uso das matemáticas maias como uma ferramenta para a solução do problema em nível mundial" do ensino dessa ciência.


"Os maias chegaram ao conceito zero e conquistaram grandes descobertas astronômicas antes do que qualquer outra cultura, e hoje em dia as matemáticas maias se apresentam como uma sensível ferramenta para a aprendizagem das novas gerações por seu sistema de avançada e sensível metodologia", explicou o especialista.


Magaña, pesquisador da Universidade Nacional Autônoma do México, disse ainda que, na Europa, há pesquisas sobre o assunto com as quais ficou entusiasmado e que já o convidaram para conceder conferências sobre as matemáticas maias.

Nenhum voto
11 comentários
imagem de Ricardo Teles
Ricardo Teles

Nassif, qual o problema com o link 'curtir'??? Eu não estou conseguindo 'curtir' os artidos do site. Qual o problema???

 
 
imagem de vera lucia venturini
vera lucia venturini

Como demoraram para reconhecer o conhecimento produzido nas Américas!!!! Quanto de conhecimento deve ter se perdido sob a arrogância do conquistador europeu e da Igreja Católica.

 

Vera Lucia Venturini

 
imagem de Joshua Ghosn
Joshua Ghosn

Ih!!! Pensei que fosse a Matemática dos Maias do Rio Grande do Norte (Dinastia do Agripino, Wilma Maia, Tarcísio Maia e outros "maiados!!!) onde EU + TU = NÓS para ELES = NADA 

EU (Maia)

TU ($$$)

NÓS (M$$$)

ELES (Potiguares)

NADA (Nada mesmo) nada de escolas, nada de hospitais, nada de estradas !!!!

 
 
imagem de frankn
frankn

Nassif, isto não tem nada a ver com o post acima mas vale a pena se ver.

Jovem com doença terminal grava vídeo se despedindo

http://br.omg.yahoo.com/blogs/podeisso/jovem-australiano-grava-v%c3%addeo-antes-sua-morte-043602578.html

 
 
imagem de Assis Ribeiro
Assis Ribeiro

É uma pena que muitos não consigam entender o estágio de evolução de povos pré - colombianos nas Américas. Incas, Maias, Toltecas, Astecas. ...,  tinham uma cultura, estudos de astronomia, métodos de irrigação e saneamento, estradas, trabalhos com ouro e prata ..., compatíveis com outras sociedades européias.

Uma pena que a igreja junto com os invasores conseguiram disseminar a idéia de que éramos povos subdesenvolvidos porque acreditávamos em outros deuses e comíamos nossos irmãos. Eles se esqueceram de comparar que neste período das grandes invasões eles também tinham um Deus até mais cruel do que o nosso e que eles no conluio entre igreja e Estado mandaram muitos dos seus irmãos para as fogueiras, para a forca, para a guilhotina.... Esqueceram que eles dizimaram nossos povos e roubaram as nossas riquezas. Queimaram nossos livros e exterminaram a nossa cultura. Tudo em nome do que eles pregavam como desenvolvimento.

Isso se chama lavagem cerebral que é apenas informar o que lhes convém, omitir a verdade, e esconder a realidade.

Nos queixamos do imperialismo americano, do inglês e esquecemos que o imperialismo português e espanhol foram bem mais cruéis e roubaram riquezas bem maiores, aqui incluída a material e a cultural.

Permitimos que eles nos dissesse qual a verdade deveríamos acreditar, enquanto reclamamos, hoje, da grande imprensa que faz do mesmo.

 
 
imagem de Celio Mendes
Celio Mendes

Muito bem dito Assis, mesmo hoje as iniciativas de religiosos de "catequisar"  os povos indiginas impondo a religião cristã é uma continuação da politica de eliminação de sua cultura ancestral e acontece a vista todos em pleno século XXI.

 

Srªs Senadoras e Srs. Senadores, a Transparência Internacional divulgou, nesta terça-feira, a classificação anual dos países mais corruptos do mundo, e a situação do Brasil, sob o império do “lulismo”, só piorou. Demóstenes Torres 08/10/2003

 
imagem de Jose de Almeida Bispo
Jose de Almeida Bispo

Isso foi escrito por um jesuíta, Ribeiro (que obviamente vivia no mundo da lua, já que parece não ter entendido que a Ordem foi criada justo pra submeter os nativos da América e angariar vultosíssimos fundos para a guerra de poder dentro do Vaticano e em toda a Europa):

“A gente que de vinte anos a esta parte[1583] é gastada nesta Bahia, parece cousa que se não pode crer; porque nunca ninguém cuidou que tanta gente se gastasse nunca, quanto mais em tão pouco tempo”, “Porque nas quatorze aldeias que os padres tiveram se juntaram 40.000 almas, estas por conta e ainda passaram delas, com a gente com que depois se forneceram, das quais se agora as três igrejas que ha tiveram 3.500 almas será muita. “Há seis anos que um homem honrado desta cidade e de boa consciência e oficial da câmara que então era, disse que eram descidos do sertão de Arabó naqueles dois anos atrás 20.000 almas por conta, e estes todos vieram para a fazenda dos portugueses. Estas 20.000 com as 40.000 das igrejas fazem 60.000. De seis anos a esta parte sempre os portugueses desceram gente para suas fazendas, quem trazia 2.000 almas, quem 3.000, outros mais, outros menos. Veja-se de dois anos a esta parte o que isto podia somar, se chegam ou passam de 80.000 almas."

IN ABREU, Capistrano de - Capítulos de História Colonial.

Arabó era o meu Sergipe. Leve-se em conta que em 1583 havia apenas 24 anos que a colonização da Bahia realmente havia sido efetivada. Não foi à toa que as SS usaram o modus operandi dos jesuítas para exterminarem os judeus na Europa.

 
 
imagem de Paulo Dib
Paulo Dib

Bom dia.

Aproveitando o seu conhecimento das civilizações pré-colombianas gostaria de saber se vc pode me responder uma pergunta que intriga há tempos, qual o total, em toneladas, do ouro roubado pelos Espanhois na America Latina.

Um abraço, e parabens pelos seus sempre oportunos comentarios.

 
 
imagem de Assis Ribeiro
Assis Ribeiro

Paulo é difícil precisar a quantidade. Mas, se nós estudarmos o que aconteceu com a Europa depois da grandes invasões poderemos ter uma idéia desta quantidade. No livro, link abaixo, de Eduardo Galeano "As Veias Abertas da América Latina", principalmente, entre as páginas 10 à 20 e segs, relata um pouco desta passagem.

http://copyfight.noblogs.org/gallery/5220/Veias_Abertas_da_Am%C3%83%C2%A...

 
 
imagem de Klaus
Klaus

Livrão Assis!!! Até hoje é referência! Conhecemos muito pouco de nós mesmos!

 
 
imagem de Lima
Lima

Falou e disse!

 
 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!