imagem de Lilian Milena

Reforma política como solução para crise é tema do Brasilianas

Autor: 

Novas eleições ou parlamentarismo podem barrar possível governo de Temer-Cunha

Novas eleições ou parlamentarismo podem barrar possível governo de Temer-Cunha; Créditos da Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Agora que o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff será submetido a admissão e julgamento no Senado, o governo terá que, por meio da Advocacia Geral da União, apresentar todas as provas possíveis para se defender contra o crime de responsabilidade fiscal pelo qual está sendo acusado.

As chances do governo de que o processo seja barrado no Senado são pequenas. Primeiro os parlamentares irão votar se aceitam ou não julgar o impeachment. Se for aprovado por maioria simples do total de 81 senadores, a presidente será afastada do governo por 180 dias. Nesse período o vice-presidente Michel Temer, acusado publicamente de conspirador por Dilma, irá governar. Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: