CPI do Cachoeira emperra na escolha do relator

Por Marco Antonio L.


Do IG, com Agência Estado


Alas petistas disputam relatoria e emperram CPI do Cachoeira


A luta interna das correntes do PT para controlar o mais importante cargo da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Cachoeira emperrou a escolha do relator. Dois grupos de petistas estão se digladiando pelo cargo: o do ex-líder Cândido Vaccarezza (SP) e o dos deputados Odair Cunha (MG) e Paulo Teixeira (SP). O presidente da CPI já está escolhido. Será o senador Vital do Rego (PMDB-PB).


Leia mais »

A revisão da Lei da Anistia

Por Marco Antonio L.


Da Carta Capital


Torturadores, tremei!


Há poucos dias, em decisão inédita, o juiz Guilherme Dezem, de São Paulo, determinou que no atestado de óbito de João Batista Drummond, dirigente do PCdoB, morto em 1976, conste que ele morreu em decorrência de “torturas físicas” e não de “traumatismo craniano encefálico” como consta hoje.


Esse é o mais recente indício de que a Lei da Anistia brasileira não resistirá ao ambiente democrático.


“A revisão dessa lei é só uma questão de tempo”, sustenta o advogado Roberto Caldas, indicado pelo governo brasileiro para disputar, na Assembleia da Organização dos Estados Americanos (OEA), a vaga de juiz titular da Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), com sede em San José da Costa Rica.


Leia mais »

"Conquista" do Brasil foi planejada

Assis Ribeiro

Do Outra Leitura


Portugal planejou a conquista do Brasil


Em 22 de abril de 1500, a esquadra portuguesa, composta por dez naus e três caravelas, sob as ordens do fidalgo Pedro Álvares Cabral, chegou ao litoral baiano - o local exato do desembarque ainda é motivo de discussão entre moradores de Porto Seguro e de Baía Cabrália. Alguns continuam insistindo em usar a expressão "descobrimento do Brasil", quando o correto é "conquista do Brasil", gostem ou não os simpatizantes do colonialismo lusitano.

O termo deturpado passou a ser comum depois do decreto de Felipe II, da Espanha, em 1556, proibindo o uso da expressão "conquista da América" nos documentos oficiais, porque preservava na memória a existência de guerra, invasão, massacre, luta entre o conquistador europeu e os povos americanos ou pré-colombianos. Tal decreto alcançou o Brasil quando este passou a pertencer à coroa espanhola durante a crise sucessória, de 1580 a 1640. E para camuflar ações violentas dos colonizadores portugueses, tornou-se comum ouvir que "Pedro Álvares Cabral descobriu o Brasil".


Leia mais »

Um poste para chamar de seu

Oswaldo Alves

Uma presidenta atônita e desesperada em impedir a realização da CPI de Carlos Cachoeira, Dilma Rousseff amedrontada: foi esta a charge apresentada no Jornal da Globo esta semana como forma de coroar a série de reportagens então exibidas a respeito do atual episódio da política nacional. Qualquer pessoa com um pouco de consciência sabe que no centro desta investigação encontra-se a figura do senador Demóstenes Torres, ex-filiado ao DEM, partido de sustentação dos governos tucanos. É verdade que se encontrarão representantes da base aliada ao governo Dilma ao longo da investigação, mas a própria razão de ser da CPI tornou explícito o fato de que os protagonistas deste caso são partidários do DEM e do PSDB.  Praticamente pode-se dizer, por exemplo, que os petistas suspeitos de alguma ligação com o poderoso esquema criminoso em questão são peixes menores. Entretanto, além da imagem de uma Dilma afoita, também foi noticiado um PT com intenções de barrar a CPI.


Leia mais »

Dilma tem aprovação recorde

interlocutor

Da Folha de S.Paulo


A presidente Dilma Rousseff bateu mais um recorde de popularidade, mas seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, é o preferido dos brasileiros para ser o candidato do PT ao Planalto em 2014.


Esse é o resultado principal da pesquisa Datafolha realizada nos dias 18 e 19 deste mês com 2.588 pessoas em todos os Estados e no Distrito Federal. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.


O governo da petista é avaliado como ótimo ou bom por 64% dos brasileiros, contra 59% em janeiro.


Leia mais »

Tiradentes e o 21 de abril

Assis Ribeiro

Do MiniWeb Educação

A Conjuração Mineira e Tiradentes

Foi para libertar Minas e o Brasil do despótico regime colonial que Tiradentes lutou e morreu. Sua execução, em 21 de abril de 1792, encerrou de forma cruel uma vida modesta, de muito trabalho, muito sonho e muita luta.

Como era o Brasil de Tiradentes. Na segunda metade do século XVIII, dois fatos importantes estavam acontecendo no Brasil: um econômico, outro político. O fato econômico era o empobrecimento da região das Minas Gerais, onde se esgotavam as reservas minerais, até mesmo de ouro; esse empobrecimento vinha acompanhado por aumentos de impostos e da repressão política, o que provocava indignação do povo. E o fato político era o desejo de independência, estimulado por idéias oriundas da França e dos Estados Unidos; quem trazia essas idéias eram filhos de famílias abastadas, que saíam de Minas para estudar no exterior, principalmente nas universidades de Coimbra (Portugal) e Montpellier (França). Leia mais »

Jim Crow Museum, o museu do racismo nos EUA

alfeu

Do Opera Mundi

Com acervo de 9 mil itens, universidade inaugura museu para condenar racismo nos EUA

Jim Crow Museum, no Michigan, exibe objetos perturbadores sobre a segregação racial no país   

Com o objetivo de reunir e expor “objetos de intolerância para promover a justiça social”, será inaugurado no próximo dia 26 de abril, em Michigan, centro-oeste dos EUA, o Museu Jim Crow de Recordações Racistas. Trata-se de uma coleção de pôsteres, placas e até mesmo brinquedos que mostram, de forma chocante, a segregação racial no país.

Divulgação/Jim Crow Museu

Leia mais »

São Paulo e Rio de Janeiro, pelo fotógrafo Thomaz Farkas

Por Vaas

Thomaz Jorge Farkas (Budapeste, Hungria 1924 - São Paulo SP 2011). Fotógrafo, professor, produtor e diretor de cinema.

930, imigra com a família para São Paulo, onde seu pai é sócio fundador da Fotoptica, uma das primeiras lojas de equipamentos fotográficos do Brasil. Na década de 1940, fotografa companhias de balé, esportes, paisagens e cenas do cotidiano urbano de São Paulo e do Rio de Janeiro.  Realiza, em 1949, a mostra individual Estudos Fotográficos no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP), e sete imagens suas passam a integrar a coleção do Museum of Modern Art (MoMA) - Museu de Arte Moderna de Nova York. Empreende-se em vários projetos fotográficos ao longo de sua vida, inclusive fotografando a  construção e a inauguração de Brasília. Entre 1964 e 1972, atua como produtor, patrocinador e, algumas vezes, como diretor de cinema e fotografia em documentários sobre a cultura popular no interior do Brasil, no projeto conhecido como Caravana Farkas. Mais sobre o fotógrafo em: http://www.itaucultural.org.br

 f_43369.jpg (310×464)  Leia mais »

As faces do Império Britânico

Leo Jales

Comentários do post "Os arquivos do passado colonial da Grã-Bretanha"

Aos governos totalitários, qualquer desculpa é válida para perseguir e matar as pesssoas.

O Império Britânico promoveu a maior chacina da estória da humanidade, matando um número incauculável de pessoas na América do Norte, quase exteminando todos os povos indígenas desse continente. Repetiu o feito na Austrália, deixando alguns poucos aborígenes arrasados e humilhados para contar a estória que ninguém quer ouvir. Esfacelou a África de maneira nunca vista antes, deixando "saudades" de espanhois e portugueses no povo africano. Criou e fomentou nações nazistas como a África do Sul e o Zimbabuê. Na Ásia, escravizou, humilhou e destruiu várias das culturas mais antigas do planeta. Matou milhões de pessoas no Oriente médio, fomentando guerras tribais, divisões de povos e sectarismos. Quanto a Améria Latina e Brasil, nem se fala, criaram uma estrutura de poder que nos amarrou e engessou até os dias presentes. Nos jogou em guerras fratricidas infindáveis como a guerra do Paraguai que arrasou este país de tal forma que até hoje, passados mais de cento e vinte anos, não consegue se erguer nas próprias pernas. Leia mais »

Os arquivos do passado colonial da Grã-Bretanha

Da BBC Brasil

Levante de Mau Mau

Grupo anti-império Mau Mau tentou expulsar britânicos do Quênia entre 1952 e 1960

Arquivos secretos do passado colonial da Grã-Bretanha, que muitos historiadores acreditavam terem sido destruídos, foram divulgados pelo governo do país. A medida foi tomada seguindo uma determinação feita pela Justiça britânica há um ano.

Leia mais »

Cenas da Bahia em 1927, pelo alemão Gunther Plüschow

Assis Ribeiro

Bahia em 1927 - Maragogipe - Recôncavo Baiano.

Leia mais »

As pistas sobre Stuart Angel

De O Globo

Ministério Público busca pista sobre Stuart Angel

Ex-militante do MR-8 foi visto pela última vez em maio de 1971

RIO - Se o Ministério Público Federal identificar os agentes da repressão envolvidos na morte de Stuart Edgard Angel Jones, ex-militante do MR-8 desaparecido entre 14 e 15 de maio de 1971, pretende chamá-los para depor. Essa possibilidade foi admitida nesta terça-feira pelo procurador da República Luís Fernando Chagas Lessa, responsável pelo procedimento investigatório criminal aberto para apurar o crime. Ele já ouviu o ex-preso político Alex Polari, única testemunha do suposto assassinato de Stuart. Nesta terça-feira, foi a vez de Hildegard Angel, jornalista e irmã da vítima, prestar depoimento.

Leia mais »

A Revista do Brasil, que reuniu intelectuais históricos

Da Agência Fapesp

Livro narra trajetória da Revista do Brasil

Em momentos decisivos da história, expoentes da intelectualidade brasileira, como Monteiro Lobato, Mário de Andrade e Oliveira Viana, debateram questões nacionais nas páginas do periódico Leia mais »

A independência da Síria, em 1946

Do Opera Mundi

Hoje na História - 1946: Retirada das últimas tropas francesas marca independência da Síria

Durante 26 anos, sírios estiveram sob o controle de um mandato francês sob chancela da Liga das Nações

No dia 17 de abril de 1946, a Síria celebrou a retirada das últimas tropas francesas em seu território, fato que colocou fim ao controle estrangeiro que, em diferentes mãos, dominava o país desde o século XVI. Entre os sírios, a data é comemorada como o Dia da Independência. O então Mandato Francês na Síria também incluía o Líbano e a região de Hatay, hoje parte da Turquia. Leia mais »

Dois vídeos sobre Luís Carlos Prestes

Juriti do Cerrado

Dois vídeos importantes

1- Comício de Luis Carlos Prestes em 1945, no Estádio do Pacaembu, em SP

2- No segundo vídeo, Luis Carlos Prestes Filhos, na série de depoimentos exibida no final de cada capitulo de Amor & Revolução.

Luís Carlos Prestes

Leia mais »

Vídeos: 
Veja o vídeo
Veja o vídeo