Laura, por Ella Fitzgerald e The Nelson Riddle Orchestra

lucianohortencio

Ella Fitzgerald & The Nelson Riddle Orchestra - LAURA - David Raskin-Johnny Mercer 

Vídeos: 
Veja o vídeo

Tatuagem, por Elizeth Cardoso

lucianohortencio

Elizeth Cardoso - TATUAGEM - Chico Buarque-Ruy Guerra 

Vídeos: 
Veja o vídeo

24 anos sem Raul Seixas

Tamára Baranov

Em 21 de agosto de 1989, morreu Raul Seixas, o eterno maluco beleza. Uma vida curta, tumultuada, mas criativa. Fã de Elvis Presley, Raulzito foi pioneiro na mistura de todo tipo de influência musical, sem preconceito misturou rock’n’roll com baião, folk, música brega e de umbanda com sentimentos humanos e seus conflitos.

O documentário 'Raul: o Início, o Fim e o Meio' dirigido por Walter Carvalho reconstitui essa trajetória explosiva de Raul Seixas. Mostra um Raul de verdade, o lado sombrio da sua vida, seus problemas com a bebida e as drogas, seu envolvimento com seitas e com a obra do influente ocultista britânico Aleister Crowley. Apesar de longo, o documentário mostra todas as fases e faces do maluco beleza.

Raul Seixas - O início, o Fim e o Meio (completo)

Leia mais »

Vídeos: 
Veja o vídeo

Perdi o Meu Pandeiro, de Cândido das Neves

Laura Macedo

“Perdi o meu pandeiro” – Música inédita de Cândido das Neves (Índio) descoberta e gravada pelo cantor Luiz Henrique no CD “Pro samba que Noel me convidou”. Essa música foi vencedora, em 1934, de um concurso realizado pela Revista “O Malho”.

Vídeos: 
Veja o vídeo

O show de 50 anos dos Beach Boys

Por Maritaca

Para eu que de vez em quando fico zanzando pelo youtube, foi um verdadeiro achado. Eles, já passados dos 70 anos e com cara de fazendeiros do Texas, continuam ótimos. Para quem gosta dos Beach Boys e para os que não conhecem, recomendo uma olhadinha. São 50 anos de som muito maneiro.  Acho imperdível.

Vídeos: 
Veja o vídeo

... como beijo meu pai

Vânia

Dica de Plínio J. V. Lins no post 

Emerson Sheik e a homofobia no futebol

Pai e Mãe (Gil)

Eu passei muito tempo
Aprendendo a beijar outros homens
Como beijo o meu pai
Eu passei muito tempo
Pra saber que a mulher que eu amei
Que amo, que amarei
Será sempre a mulher
Como é minha mãe Leia mais »

Vídeos: 
Veja o vídeo

O bandolim de Fábio Peron

Autor: 

Nos últimos anos surgiu uma geração de jovens músicos de qualidade inigualável.

Em São Paulo, uma das grandes vocações é o jovem Fábio Peron, bandolinista, filho do violonista reconhecido Ítalo Peron. Com formação acadêmica, Fábio transita com notável naturalidade pela música experimental, pela pauleira fantástica do Ó do Borogodó e pela música interpretada, em ambientes tranquilos - como é o caso dessa vídeo gravado na Casa do Meio, em São Paulo. Já é dos maiores.

Aqui, ao lado do pai Italo Peron, ao violão, Roberta Valente no pandeiro e Fabricio no cavaquinho, interpretando Valdir Azevedo.

 

Tom Jobim - no Feminino

Por Laura Macedo, no Portal LN

A associação da música de Jobim com canto feminino é tão farta e forte que a semente da bossa nova brotou em álbum inteiramente dedicado por uma cantora, a carioca Elizeth Cardoso (1920-1990), ao cancioneiro composto por Jobim com Vinicius de Moraes (1913-1980). Iniciada em 1956, a célebre parceria de Tom e Vinicius já foi celebrada, apenas dois anos depois, neste histórico LP intitulado “Canção do amor demais” (1958), o primeiro disco que se encontra a batida diferente do violão de João Gilberto - ainda que, a rigor, não seja um disco de bossa nova. Leia mais »

Vídeos: 
Veja o vídeo

A banda The Zimmers e o tratamento aos idosos na Inglaterra

Por Antonio Lemos

THE ZIMMERS – MY GENERATION

Esse vídeo é de 2007 e foi produzido pela BBC com o intuito de mostrar como as pessoas mais velhas eram tratadas na Inglaterra.

Eles foram recrutados em casas de repouso e bingos e a música foi produzida em Abbey Road pelo mesmo produtor do U2.

O vídeo fez um tremendo sucesso tendo sido visto por mais de 5.500.000 de acessos. Alfie, o vocalista, tinha na época tinha 90 anos.

Aqui o vídeo da  música:

Aqui o documentário, infelizmente sem legendas: Leia mais »

Vídeos: 
Veja o vídeo
Veja o vídeo

Santo Rio, por Geraldo Azevedo e Dominguinhos

Assis Ribeiro

Matando saudades

Dominguinhos e Geraldo interpretando Santo Rio.

Vídeos: 
Veja o vídeo

João Gilberto interpreta Chega de Saudade

lucianohortencio

João Gilberto - CHEGA DE SAUDADE - Antonio Carlos Jobim & Vinícius de Moraes 

Vídeos: 
Veja o vídeo

A música trilíngue de Stevie Wonder

ROSE

Gostosa música trilíngüe , em zulu/espanhol/inglês.  (Vamos lá, Todo mundo cantando junto!!) :

" Ngiculela / Es Una Historia / I Am Singing "  - STEVIE WONDER

  Ngiculela ikusasg

  Ngliyacula nao thando

  Ngicula ngelinyi langa

  Uthando luyobusa

  Jikelele kulomblada wethu

  (...)

Letra completa e Tradução  AQUI

Vídeos: 
Veja o vídeo

Elephant's Memory: Mongoose

Autor: 

Elephant's Memory - Mongoose - 1972 (mono original e raro mix em stereo)

Vídeos: 
Veja o vídeo
Veja o vídeo

O aniversário de Robert Plant

Tamára Baranov

Robert Plant é conhecido pelo seu estilo poderoso que incorpora a paixão pelo blues e o folk. Sempre foi interessado por blues, fechado em seu quarto ouvia Otis Rush, Robert Jackson e Buddy Guy. E também Elvis Presley, que ele costumava imitar. Mas, logo que conseguiu um estilo próprio, aos 15 anos, já se apresentava em pubs. Aos 16 anos saiu de casa para cantar em várias bandas de blues. Aos 19 anos foi recrutado por Jimmy Page para assumir os vocais da banda inglesa ‘Led Zeppelin’ onde ficaram conhecidos pelo famoso duelo de voz e guitarra. Enquanto Jimmy Page fascinava multidões como exímio guitarrista, Robert Plant conquistava o público com sua voz aguda e postura lasciva, que ia do erótico ao caótico em poucos segundos. E por três vezes Robert Plant, o deus dourado, foi símbolo sexual dos anos 70.

A inspiração de Plant para compor surgiu pelo seu interesse por temas esotéricos e pelo folclore inglês que encontra-se em boa parte das músicas do ‘Led Zeppelin’. Deprimido, escreveu os primeiros versos de ‘Stairway To Heaven’ e ‘Ramble On’ foi inspirada no livro ‘O Senhor Dos Anéis’, de J. R. Tolkien. Após o término do ‘Led Zeppelin’, Robert Plant continuou em projetos com Jimmy Page. Aos 65 anos, completados hoje, 20 de agosto, continua em concreta carreira solo ou em parceria com outros músicos. Happy birthday Robert!  

Led Zeppelin - Black Dog (1973)

Robert Plant & Jimmy Page - Kashmir (1994)

Robert Plant and the Sensational Space Shifters - Tin Pan Valley (2013)

‘Sensational Space Shifters’ é a sua nova banda que conta com os integrantes da sua banda de apoio na carreira solo ‘Strange Sensation’ e o guitarrista inglês Justin Adams que toca blues e estilos africanos. O novo grupo se inspira nas raízes do Mississippi, Appalachia, Gambia, Bristol e nas montanhas de Wolverhampton. Leia mais »

Vídeos: 
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo