HADDAD OU OBAMA?

Eis uma nova questão, meus caros companheiros!

Guardadas as devidas proporções, para mim, Fernando Haddad fez mais pela cidade de São Paulo do que Barack Obama pela maior potência deste planeta.

Isso dá até em teses sobre política, administração pública, gestão social, economia, marketing político e outras, nas ciências sociais.

Eu não vou me estender. Amanhã, dia de São Sebastião, padroeiro católico da cidade maravilhosa do Rio de Janeiro, feriado para os cariocas e para os que aqui trabalham, reporta ao lazer e as flechadas. Leia mais »

OBAMA TERMINA SEUS OITO ANOS DE "NÓS NÃO PODEMOS"

Em Chicago, U.S.A., Barack Obama encerra seu governo com um legado de mais negros pobres, encarcerados e assassinados, mais racismo e preconceitos, menos direitos sociais, mais ódio aos latinos, árabes, africanos, asiáticos, numa xenofobia sem precedentes na história contemporânea estadunidense, ódios crescentes, às mulheres, aos homossexuais, às minorias, guerras intermináveis, insuperável crise econômica, apoio cínico e velado a golpes de estado, sejam em Honduras, Paraguai, Brasil, só para ficarmos pelo "quintal" ianque, e ainda reabriu a Casa Branca para a sua real vocação.

Vem aí um Donald Trump com pás, cimentos e muros. Leia mais »

UM DEDO DE PROSA COM MARCELA TEMER

Olá Marcela! Feliz natal! Espero que ainda saibas ou que algum dia soubes o sentido e o significado do natal, que nada tem com bons ou maus velhinhos, mas com a essência daqueles que nascem para servir, e não servir-se, e por isso merecem receber presentes e desfrutar do banquete da vida plena. Pois é, Marcela, não nos conhecemos e tão pouco sei nada sobre sua família, como fostes criada, seus princípios e valores. Qual o sentido que você mensura para a vida, Marcela? Para mim, só me veio conhece-la pela mídia. Uma moçoila, do interior paulista, ex-miss ou modelo, que é levada a um evento e clica sua objetiva, de Smartphone, na direção do velho anfitrião. Fotografam-se juntos. Casam-se poucos meses depois. Nada demais, Marcela, viu? Leia mais »

Imagens: 
Marcela Temer, primeira-dama do Brasil - 2016.

BRASILEIROS ONDE ANDAM VOCÊS?

Desde 2013 um onda verde-amarela invadiu nossas ruas por mais do que alguns centavos. A primeira impressão era que uma "primavera brasileira" despontava para libertar o país de vez de tantas ignomínias. Leia mais »

Tolerância zero para a corrupção, por Luiz Claudio Tonchis

No Brasil, a política funciona segundo os preceitos de uma ética pervertida, antirrepublicana e antidemocrática e que tende a valorizar a ações dos detentores ocasionais do poder, e não os interesses mais amplos da sociedade. É a contradição de sua natureza normativa: a justiça e o bem comum. Cinismo é a palavra certa para expressar o comportamento da maioria expressiva dos políticos brasileiros, que num sentido moral, é uma atitude que consiste no desprezo irônico, um deboche à ingenuidade dos cidadãos brasileiros. Leia mais »

EM CRISE SISTÊMICA O CAPITALISMO QUER NOS LEVAR AO XIBALO

A Plutocracia e o rentismo espalham fascismo e terror pelo mundo atacando até mesmo as amenidades keynesianas. No terceiro mundo e em países em desenvolvimento, como o Brasil, golpes de estado engendram perversas ações sobre os direitos sociais dos trabalhadores e buscam a discórdia e distensão entre a classe média, como a nova chibata política, e o conjunto dos trabalhadores, urbanos e rurais, levando esses setores aos instintos humanos mais primitivos. Leia mais »

A construção da consciência política e a mídia

"O homem é a medida de todas as coisas, das coisas que são, enquanto são, das coisas que não são, enquanto não são." Esta frase do filósofo sofista Protágoras (séc. V a.C.) é fundamentada na hipótese do incessante fluir da realidade, que implica em que a compreensão pode ser alterada de acordo com as circunstâncias mutáveis da percepção humana. Além disso, o homem pode criar e recriar os valores e o significado da realidade, criando a sua própria “verdade”. Leia mais »

A Semente do Amor

O mundo virtual que se estabeleceu através das redes sociais, como, por exemplo, o Facebook, é um fenômeno que mudou completamente as relações sociais. Nele, o que é virtual emula o real, ou seja, pode representar as mesmas sensações do mundo real. As interações virtuais são fascinantes porque, ao mesmo tempo, reúnem, pela tecnologia, o intangível e o potencial, o que, muitas vezes, se manifesta numa experiência subjetiva de imersão. Leia mais »

Bolsonaro e Seu Ódio

O discurso de ódio é o método que sustenta a destruição do outro para propagar ideologias suspeitas. Esse tipo de discurso extremista, reacionário, com características fascistas, que prega a intolerância, tem a sua versão mais cruel nas declarações do deputado Bolsonaro, famoso por se comportar com aberração moral. O deputado numa palestra em Goiânia disse que deseja que a presidente saia do poder de qualquer jeito, mesmo que seja através de “enfarte ou de câncer”.  Além disso, chamou imigrantes e refugiados de “escória”, defendeu salários menores para mulheres “porque elas engravidam”, entre outras declarações absurdas e inaceitáveis. Leia mais »

A Semente do Ódio

Atualmente, vivemos uma verdadeira enxurrada de propaganda fascista, a propaganda do ódio, que prega a intolerância e que se afirma estarrecedoramente com muita facilidade e velocidade, através das tecnologias digitais. É o ódio justificado dentro de uma certa ideologia irracional. Trata-se de verdadeiro aliciamento, um sequestro do pensamento, uma reprodução de uma atitude passional de intolerância e de agressividade relativamente às pessoas que não comungam do mesmo ideal. Leia mais »

Má Educação

Autor: 

 


Aqui nessa casa ninguém

quer a sua boa educação

nos dias que tem comida

comemos comida com a mão...

(Arnaldo Antunes)

  Leia mais »