Black Bloc é ameaça ao estado de direito

A Polícia Civil acaba de prender, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (04/09), cinco integrantes do grupo Black Bloc. É necessário, urgentemente, cortar o mal pela raiz. Arruaça e desordem têm limites. E o limite é a lei. Estamos diante de um bando (quadrilha) de arruaceiros, marginais de carteirinha, que afrontam gravemente a ordem pública incitando a violência, destruindo o patrimônio público e privado e  ameaçando a incolumidade de cidadãos ordeiros. Parabéns à Polícia Civil pela ação investigativa. O estado democrático de direito não contempla o radicalismo de grupos de vândalos. Aos inimigos da democracia, o rigor da lei. Que a eficaz e providencial ação da Polícia Civil do Rio de Janeiro, em nome da ordem pública e da paz social, sirva de exemplo para as demais polícias no Brasil.

Mais Médicos e menos piadas e desinformação

Do Jornal GGN

Mais Médicos, por favor, e menos piadas e desinformação

Lourdes Nassif

Mesmo com voto aberto no Congresso em resposta ao fatídico caso de Donadon, e mesmo com espionagem e guerra batendo às portas em ação direta e desrespeitosa dos Estados Unidos ao mundo, o tema escolhido ainda é o Programa “Mais Médicos”. Com toda a discussão presente em outros temas, o descaso com a saúde, no país, ainda fala mais alto.

Antes do Mais Médicos, uma pequena observação que demonstra o tanto que a saúde está doente. Estadão dá, no pé da página, notícia de que o TRF suspende a punição dada pela ANS contra 142 planos de saúde. As operadoras de planos conseguiram. Se o setor já está complicado, com este precedente criado pelo Tribunal Regional Federal, em São Paulo, a situação vai longe, distanciando o beneficiário de planos de saúde de seus direitos. A ANS é criticada por não ter rigor com as operadoras tentando retomar seu papel e imagem com este monitoramento. Este fazer valer a norma era, até então, a única arma do cidadão comum diante do festival de negativas em atendimento. Com a decisão do TRF da 3a Região, em São Paulo, a agência perde força, bem como o cidadão comum. Folha não deu a notícia.

Indo ao ponto... Correu pelas redes sociais um vídeo incrível do CQC sobre o Mais Médicos. Digo incrível porque, diferente do que possa parecer, existe vida equilibrada dentro do Custe o Que Custar. Depois de escorregar sempre entre a ética ou bom gosto, o Custe soltou uma matéria em sua última edição, com gostinho de jornalismo no ar. Os rapazes praticaram jornalismo!

Com o título “Documento da semana – Médicos cubanos”, a gang conseguiu trazer uma matéria sobre a questão do repúdio de médicos aos profissionais estrangeiros que vieram ao Brasil, sem descambar para o gosto ou humor duvidoso. Em tom sóbrio, o repórter foi em busca de costurar sua matéria, dando, inclusive, voz aos dois lados. E defendendo o direito da população à saúde.

Continua aqui Leia mais »

Uma revolução em curso na gestão de lixo de São Paulo

São Paulo começa a caminhada rumo ao lixo zero. Com a ousadia do tamanho do seu desafio dois meses e 40 reuniões depois, mais de 800 delegados, inclusive de aldeias indígena, eleitos por milhares de paulistanos decidiram nesse começo de setembro como implementar as duas mais importantes diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos, a não geração e reciclagem dos resíduos secos e orgânicos.

Investimento em educação ambiental e comunicação social, extensa compostagem in situ,  coleta seletiva de resíduos secos e de orgânicos universalizada, compostagem e biodigestão anaeróbia descentralizadas, logística reversa dos resíduos secos pelo setor empresarial, contratação formal de catadores de materiais recicláveis organizados, triagem mecanizada de recicláveis secos descentralizada são alguns dos programas, projetos e ações que irão integrar o Plano de Gestão de Resíduos do Município.

A maior cidade da América do sul e a sexta mais populosa do mundo dá o exemplo de como fazer planejamento participativo e cuidar dos resíduos conforme estabeleceu a Política Nacional de Resíduos Sólidos.  O primeiro passo foi dado.

Dan Moche Schneider é lixólogo há mais de vinte anos e tem profunda alegria de participar dessa construção Leia mais »

Debate: a terceirização como desvalorização do trabalho

Sugerido por Antonio Ateu

Do Mundo Sindical

Maioria dos ministros do TST é contra PL 4.330, da terceirização

Dezenove dos 26 ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST) assinaram ofício enviado ao presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara em que condenam com severas criticas o PL 4.330/04, que trata da regulamentação, em bases precárias, da terceirização no País.

“A diretriz acolhida pelo PL 4.330-A/2004, ao permitir a generalização da terceirização para toda a economia e a sociedade, certamente provocará gravíssima lesão social de direitos sociais, trabalhistas e previdenciários no País, com a potencialidade de provocar a migração massiva de milhões de trabalhadores hoje enquadrados como efetivos das empresas e instituições tomadoras de serviços em direção a um novo enquadramento, como trabalhadores terceirizados, deflagrando impressionante redução de valores, direitos e garantias trabalhistas e sociais”, critica o ofício.

“O rebaixamento dramático da remuneração contratual de milhões de concidadãos, além de comprometer o bem estar individual e social de seres humanos e famílias brasileiras, afetará fortemente, de maneira negativa, o mercado interno de trabalho e de consumo, comprometendo um dos principais elementos de destaque no desenvolvimento do País. Com o decréscimo significativo da renda do trabalho ficará comprometida a pujança do mercado interno no Brasil”, enfatiza. Leia mais »

Vídeos: 
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo

Governo estuda programa similar ao + Médicos para educação

Sugerido por implacavel

Do O Dia

Em estudo novo programa: vem aí o Mais Professores

Objetivo é acabar com falta de docentes em salas de aula de cidades muito pobres

Brasília - Aos moldes do Mais Médicos, novo programa para levar professores a cidades onde há carência de docentes está sendo estudado pelo governo: é o Mais Professores. O Ministério da Educação (MEC) confirmou a intenção de levar profissionais a escolas de cidades pobres.

O Programa faz parte do Compromisso Nacional pelo Ensino Médio, apresentado ontem pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, na Câmara dos Deputados. Segundo ele, o projeto ainda está em fase de desenvolvimento e depende do orçamento disponível. 

Entre as ações, está a proposta de levar professores a escolas de cidades com índices de desenvolvimento humano baixos ou muito baixos e que tenham um baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) — indicador calculado a partir do fluxo escolar e o desempenho dos estudantes em avaliações nacionais. A intenção é que, mediante o pagamento de uma bolsa, professores se disponham a reforçar o quadro dessas escolas.  Leia mais »

Campanha contra obesidade no México ataca refrigerantes

Sugerido por implacavel

Do Brasil de Fato

México faz campanha contra obesidade e aponta Coca-Cola como principal vilã

Líder no ranking de nações mais gordas do mundo, de cada dez mexicanos com mais de 20 anos de idade, sete estão com sobrepeso ou obesos

“Você comeria 12 colheres de açúcar? Por que você bebe refrigerante?”. O anúncio, que faz parte de uma campanha publicitária para combater o consumo excessivo de refrigerantes açucarados – principalmente a Coca-Cola – se espalhou pela Cidade do México. Atualmente, o México está em primeiro lugar no ranking de países mais gordos do mundo, ultrapassando os EUA.

O México vem batalhando para combater uma epidemia de diabetes, doença que está intimamente ligada à obesidade. De cada dez mexicanos com mais de 20 anos de idade, sete estão com sobrepeso ou obesos.

Em um país onde a Coca-Cola exerce enorme influência financeira e cultural, alguns ativistas, políticos e autoridades de saúde pública estão dizendo que os refrigerantes são os principais vilões pela epidemia de diabetes, em particular, a Coca-Cola.

Agências de defesa do consumidor estão avaliando multas contra a Coca-Cola devido a uma recente onda de anúncios que mostram pessoas supostamente queimando calorias de refrigerante ao fazerem atividades cotidianas. Os reguladores querem saber se as atividades apresentadas nos anúncios realmente queimam as calorias. Leia mais »

Uma revolução em curso na gestão de lixo de São Paulo

São Paulo começa a caminhada rumo ao lixo zero. Com a ousadia do tamanho do seu desafio dois meses e 40 reuniões depois, mais de 800 delegados, inclusive de aldeias indígena, eleitos por milhares de paulistanos decidiram nesse começo de setembro como implementar as duas mais importantes diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos, a não geração e reciclagem dos resíduos secos e orgânicos.

Investimento em educação ambiental e comunicação social, extensa compostagem in situ,  coleta seletiva de resíduos secos e de orgânicos universalizada, compostagem e biodigestão anaeróbia descentralizadas, logística reversa dos resíduos secos pelo setor empresarial, contratação formal de catadores de materiais recicláveis organizados, triagem mecanizada de recicláveis secos descentralizada são alguns dos programas, projetos e ações que irão integrar o Plano de Gestão de Resíduos do Município. Leia mais »

Ministros do TST condenam PL da terceirização

Sugerido por Assis Ribeiro

Do Portal Vermelho

Ministros do TST condenam o PL 4330 e a mídia silencia

Por Umberto Martins

Numa decisão histórica, 19 ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST) redigiram um parecer que condena em termos duros e enfáticos o Projeto de Lei 4330/2004, que escancara a terceirização e abre caminho a um dramático retrocesso na legislação e nas relações trabalhistas do Brasil, comprometendo o mercado interno, a arrecadação tributária, o SUS e o desenvolvimento nacional.

No dia 27 de agosto, os ministros encaminharam ofício à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmera Federal anunciando a posição e denunciando o risco de “gravíssima lesão de direitos sociais, trabalhistas e previdenciários no País” e redução do “valor social do trabalho”.

Apesar da relevância do tema e da inegável autoridade do tribunal, a mídia hegemônica não se interessou pelo fato, que é um petardo contra o PL 4330, do deputado Sandro Mabel, um capitalista (ou empresário, para quem prefere o eufemismo) de Goiás. O comportamento da mídia não surpreende, mas o silêncio sepulcral diz muito sobre o caráter de classe daquilo que antigamente costumávamos chamar de imprensa burguesa, cujos proprietários têm interesse direto na precarização do trabalho e foram os que mais choraram o veto do ex-presidente Lula à famosa Emenda 3. Leia mais »

Os problemas enfrentadas pela população de Altamira

Por Altamirense

Comentário ao post " Moradores de Altamira protestam por direitos básicos"

Não vou me identificar por razões óbvias.

O MAB - Movimento dos Atingidos por Barragens - põe no mesmo balaio pautas distintas, ainda que legítimas.

Altamira terá cerca de 30% de sua população realocada por conta da barragem de Belo Monte. São os moradores dos igarapés que fazem suas casas sobre palafitas e por causa do nível do reservatório precisam ser retirados do local.

O futuro dos pescadores ainda é incerto. Suas casas serão removidas da beira do Rio Xingu e ainda não está definido como se manterá seu modo de vida.

Pergunte a qualquer paraense: a CELPA deve ser a pior companhia de energia do mundo. Uma família de 04 pessoas, usando a central de ar somente à noite, paga em média R$ 400,00/mês por um serviço não confiável.

Os problemas de energia que acontecem em Altamira são frequentes e grande parte deles é devido à explosão populacional ocorrida nos últimos anos.

Os problemas de abastecimento de água e saneamento básico são um paradoxo: em plena Amazônia não há água para todos. Água de beber, só mineral. Quem não pode comprar torce para que filtros afastem doenças. Poços são a solução mais comum, inclusive na cidade e por isso não é difícil haver contaminação pelas fossas negras dos vizinhos. Leia mais »

Médicos são afastados por se recusar a cumprir jornada

Sugerido por Huck Finn

Os médicos brasileiros querem ganhar por 40 horas e trabalhar apenas 16 horas.

Acham isso normal. Faz parte da cultura deles.

Nenhum é cubano.

Do Uol

Médicos se recusam a cumprir jornada e são afastados do Mais Médicos em AL

Carlos Madeiro

Dois profissionais brasileiros que se apresentaram nesta segunda-feira (2) foram afastados do programa Mais Médicos antes mesmo de iniciarem a atuar. As dispensas ocorreram em duas cidades de Alagoas. Os casos ocorreram nos municípios de Branquinha (a 65 km de Maceió) e Penedo (a 160 km da capital) e serão notificados ao Ministério da Saúde.

Segundo o Conselho dos Secretários Municipais de Saúde de Alagoas, os dois profissionais se apresentaram, mas afirmaram que apenas iriam cumprir 40% da carga horária prevista no programa de 40 horas semanais.

Segundo a presidente do conselho, Normanda Santiago, as duas secretarias se recusaram a ficar com os profissionais logo após serem comunicadas das propostas. "Em Branquinha, o médico disse que iria ficar apenas 16 horas semanais. Mesmo caso em Penedo, em que a profissional veio do Rio de Janeiro e disse também que queria cumprir apenas 16 horas. Os municípios negaram e só querem médicos dentro do que foi preconizado pelo Ministério da Saúde", disse Santiago. Leia mais »

Mais Médicos: cidade de GO barra suspeito de causar lesões

Sugerido por Cláudio José

Do G1

Médico que responde a 15 processos é selecionado para atuar em Goiás

Carlos Mansilla é suspeito de causar lesões em pacientes no Amazonas.
Secretário de Saúde diz que ele não vai assumir cargo em Águas Lindas.

03/09/2013 13h02 - Atualizado em 03/09/2013 15h45

Paula Resende
Do G1 GO

O médico Carlos Jorge Cury Mansilla, que responde a 15 processos por complicações pós-cirúrgicas, é um dos selecionados pelo programa Mais Médicos, do governo federal, para atuar em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Ele se apresentou na segunda-feira (2) para assumir o cargo. No entanto, após saber do histórico do profissional, o secretário de saúde da cidade, Willem Madison, disse que vai rever a contratação. "Ele não atendeu e nem vai atender aqui”, afirmou ao G1. A posse estava prevista para quarta-feira (4).

Carlos Mansilla, que também é ex-deputado federal, é apontado como falso cirurgião plástico pela Polícia Civil do Amazonas. Das 15 denúncias realizadas oficialmente contra o médico, ele foi indiciado em seis por lesão corporal gravíssima. Mansilla ainda pode ser acusado em outras nove, dependendo do resultado de laudos do Instituto Médico Legal (IML), que ainda não foram entregues à polícia.

Leia mais »

No Rio, 1º dia do Mais Médicos é marcado por muitas faltas

Da Agência Brasil

Primeiro dia do Mais Médicos no Rio foi marcado por muitas faltas

03/09/2013 - 15h39

Vinícius Lisboa
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - O balanço do primeiro dia de atuação no estado do Rio de Janeiro dos profissionais formados no Brasil e inscritos no Programa Mais Médicos mostra a ocorrência de muitas faltas. Segundo o Ministério da Saúde, os municípios têm até o dia 12 deste mês para informar o número de médicos que não compareceram aos postos de trabalho. Além disso, os profissionais também terão que justificar as ausências.

Os profissionais começam ontem (2) a atuar em 454 municípios de todo o país. O secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, do Ministério da Saúde, Mozart Sales, esteve no Rio de Janeiro para participar da recepção aos médicos em uma unidade básica de saúde na zona oeste da capital. Ele estimou que os 60 profissionais destinados a 13 municípios do estado ampliarão em 200 mil pessoas a cobertura da atenção básica.

Na cidade do Rio, dos 16 profissionais que eram esperados para atuar em clínicas da família nas zonas norte e oeste, seis compareceram. Belford Roxo, onde estava prevista a chegada de sete médicos, não recebeu nenhum. O mesmo número de profissionais foi programado para se apresentar em Mesquita, mas apenas um médico foi ao serviço.

Leia mais »

As consequências caso o PL das terceirizações seja aprovado

Sugerido por implacavel

Do Brasil de Fato

Especialistas avaliam consequências da aprovação do PL das terceirizações  

Segundo eles, caso o PL 4330 seja aprovado pelo Congresso, poderá resultar no fim de concursos públicos e dos direitos trabalhistas

Gibran Mendes, da CUT/PR para o Brasil de Fato

Concursos públicos escassos, reajustes salariais quase inexistentes, organização de trabalho enfraquecida e o fim das garantias dadas pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) aos trabalhadores. Estas são algumas das consequências apontadas por especialistas caso o Projeto de Lei 4.330, que escancara as terceirizações no Brasil, seja aprovado pelo Congresso Nacional.

Como pano de fundo, o projeto pretende aumentar a competitividade brasileira após a reestruturação da cadeia de produção que teve início nos anos 1980, quando ocorreu a transferência da produção do centro do capitalismo para a sua periferia. Os produtos deixaram de ser produzidos em países como Estados Unidos, Japão e na Europa com rumo à América Latina e Ásia, dando preferência para locais onde não há retaguarda jurídica e de sustentação para direitos da classe trabalhadora. Leia mais »

ONG de Isadora Faber quer reunir iniciativas para educação

Sugerido por implacavel

Do O Globo

Isadora Faber lança ONG para reunir iniciativas ligadas à educação

Entidade contará com voluntários de todo o país em torno de projetos que vão da realização de cursos a intervenções em escolas

RIO - A estudante Isadora Faber, de 14 anos, acaba de lançar oficialmente a sua ONG. A entidade leva o nome da garota e nasce com o objetivo de ampliar o alcance de sua atuação em defesa do ensino de qualidade. Agora, além do seu famoso “Diário de Classe” no Facebook, que tem mais de 600 mil seguidores, a garota tem o domínioongisadorafaber.org.br.

Quem acessa o site, inaugurado na última sexta-feira, encontra uma generosa lista de propostas. Criar minicursos com profissionais para alunos no contraturno, modernizar salas de informática e visitar escolas que estejam em más condições estão entre os planos, só para citar alguns. Como dar conta? A garota responde:

- A gente não vai fazer tudo de uma vez só. Ainda estamos procurando voluntários para dar conta - diz. Leia mais »

Médico cubano conta sua experiência em Conceição do Araguaia

Sugerido por implacavel

Da Carta Maior

Doutor Garcia: como trabalha o médico de família em Cuba

Rodolfo Garcia, 50 anos, conhece bem a realidade dos sistemas de saúde pública de Cuba e Brasil, dois dos países em que já exerceu a medicina. Instrutor do curso destinado aos cubanos que irão atuar no programa Mais Médicos, ele está de volta ao Brasil com expectativas positivas de ajudar a melhorar o acesso da população carente à saúde. “Voltei porque me apaixonei pelo povo brasileiro”, afirmou à Carta Maior.

por Najla Passos

Brasília – Um ano antes de Brasil, Cuba e a Organização Pan-americana de Saúde (Opas) firmarem o polêmico contrato que permitiu a vinda dos cubanos para atuar no programa Mais Médicos, eles já se preparavam para enfrentar os desafios da saúde pública brasileira. Um dos instrutores do curso de formação que englobou ensino da língua portuguesa e realidade da saúde no país foi o cubano Rodolfo Garcia, 50 anos, conhecedor dos sistemas de saúde das duas nações.

Com 26 anos de prática médica, uma especialização, três mestrados e um doutoramento recém-iniciado, Garcia trabalhou no Brasil de 2002 a 2005 e, agora, está de volta. Em Conceição do Araguaia, no sul do Pará, atuou à frente do Programa de Saúde da Família (PSF). Orgulha-se de ter melhorado a qualidade de vida de muitos idosos. “Tenho muitas saudades dos meus velhinhos de lá”, disse à reportagem de Carta Maior, com lágrimas escorrendo pela face. “Me apaixonei pelo povo brasileiro. E por isso voltei”. Leia mais »