O Brasilianas.org debate a questão da infraestrutura dos portos brasileiros. Entre os pontos de discussão, estão a importância logística e geopolítica do setor, sua integração com outros meios de transportes, os modelos de portos (públicos, privados e de uso misto), e os entraves burocráticos enfrentados pelos operados portuários.

Os portos têm uma importância fundamental para a economia do país. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a participação dos portos na relação comercial brasileira com o resto do mundo chegou a cerca de 80% em 2008. Apesar disso, o mesmo Instituto afirma que a deficiência na infraestrutura é um dos principais entraves para a expansão dessa participação. Problemas que vão desde filas de caminhões nas vias de acesso aos portos até a falta de profundidade nas baías de movimentação, que impede navios de grande porte de atracar, tornam o escoamento de mercadorias mais lento e, consequentemente, aumentam o custo do transporte.

Para vencer tais dificuldades, o Ipea calcula que seriam necessários investimentos de R$ 42,8 bilhões em obras, como construção, ampliação e recuperação de áreas portuárias, acessos terrestres e dragagem, entre outras. Mesmo com o avanço dos valores do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2 previstos para a área portuária de R$ 5 bilhões para R$ 18 bilhões, o montante ainda não é suficiente para realizar todas as obras necessárias identificadas.

Para discutir o assunto, Luis Nassif recebe o ex-secretário Executivo do Ministério dos Transportes e ex-presidente da Companhia Docas de São Sebastião, Frederico Bussinger; e o pesquisador da Universidade de São Paulo, Rui Carlos Botter.

 
 
Tags: 
Portos
Tags: 
Bussinger