O fim das editoras de livros didáticos, por Arnaldo Saraiva

Sou editor de livros didáticos há mais de 40 anos. Comecei minha atividade de editor bem cedo, iniciei e criei a divisão de livros didáticos na Editora Saraiva no longínquo ano de 1970. Iniciei e criei, também, mais duas outras editoras didáticas: a Nova Geração e a AJS.

Publiquei incontáveis autores e incontáveis livros didáticos.

Concordo com quase tudo que já foi dito noblogue do Nassif.

As editoras didáticas estão no fim. Com o advento do livro digital, não há mais condições delas existirem. Os novos aplicativos como oiBook Autor da Apple é uma ferramenta que dá aos autores condições deles produzirem seu próprio livro digital com qualidade superior aos das editoras.

Com o fim do livro de papel e tinta, a pergunta que não quer calar é:

O que uma editora de livros didáticos tem agora pra oferecer a seus autores?

Resposta: NADA, absolutamente NADA.

Com o  iBook Autor e outros recursos, esses autores didáticos poderão fazer seus próprios livros com qualidade superior ao das suas antigas editoras e colocar em lojas virtuais e nas NUVENS do MEC.

Nas décadas de 70, 80 e 90 as empresas que produziam fotolito eram tão grandes ou maiores que as editoras didáticas. Havia dezenas de grandes e médias empresas. Com o advento do fotolito eletrônico, TODAS, repito, TODAS elas, grandes e médias fecharam as portas. Hoje em dia não há mais empresas de fotolito. O que aconteceu com o fotolito ira acontecer com as editoras didáticas, ou seja, o fim…

O MEC e o FNDE sabem perfeitamente que, em breve, os livros didáticos digitais também serão  produzidos diretamente pelos  autores empreendedores.

Como o grande mercado, hoje em dia, é o MEC, que chega a representar 90% das vendas. É evidente que o Loby das grandes editoras vai tentar adiar, ao Máximo que puderem, mas não terão forças suficientes pra remar e lutar contra a maré.

Mesmo no mercado privado, as escolas passarão a produzir seus próprios matérias didáticos digitais ou vão adotar livros diretamente com os autores.

Hoje em dia, um livro didático de papel custa algo em torno de R$ 100,00. O preço do livro digital, vai cair pra algo em torno de R$ 10,00. Como os autores ganham 10% de direitos autorais, eles não vão queer receber apenas R$ 1,00.

Então, ele mesmo, os autores, venderão seu livro digital por 10,00. É claro. Alguma dúvida?

Na minha opinião, as grandes editoras didáticas irão desaparecer e serão substituídas pelos autores empreendedores e por uma nova geração de garotos que nascerão, literalmente, nas garagens.

Compartilhar este post:

Quem Somos?

AdVivo é um blog com publicações diárias, sobre temas diversos, com o propósito de responder as mais diferentes perguntas dos usuários na internet.

Você vai gostar também

what you need to know

in your inbox every morning