A universidade, as ideias e as pedras

Autor: 

Contam as más línguas, e também as boas, que existem diversas semelhanças entre o povo do Brasil e do EUA. Entretanto existe milhares de pontos antagônicos na formação destes povos. Como exemplo aqui, me atentarei a universidade, sua função e o papel que a mesma desempenha no desenvolvimento destas regiões [divisões] geopolíticas. A primeira universidade do EUA remonta de meados do século XVII, enquanto no Brasil somente no início do século XX. No entanto, dois séculos de “atraso” é pouco, o tempo não é mais forte que uma “ideia”. O principal não é a data, mas a função, o papel designado a universidade e a quem ela forma. Nos EUA, desde sempre, a universidade foi designado o papel central de formar pessoas capacitadas para pensar o desenvolvimento daquele território. No Brasil, em contraponto, as primeiras universidades de medicina e direito, foram criadas para conferir um “status” social, para que indivíduos adquirissem “prestígio” (hierárquico), através de um anel (diploma) perante a sociedade. Leia mais »

Os desafios do investimento em gasodutos

Do Blog Infopetro

Por Michelle Hallack e Miguel Vazquez

Desafios no estabelecimento de mecanismos de decisão sobre o calculo do investimento em gasodutos podem ser observados em muitos países. Discordâncias na determinação de quanto, quando e onde investir no transporte em gás não são uma exclusividade brasileira. Diferentemente das jabuticabas, esses desafios e discordâncias sobre a definição do investimento em infraestruturas de transporte de gás no Brasil são observados em vários países. Neste contexto, a discussão sobre o PEMAT (Plano de Expansão da Malha de Transporte) brasileiro pode ser vista como parte de uma discussão mais ampla sobre possíveis mecanismos para fazer face aos desafios relacionados à decisão de investimento em gasodutos.

Atualmente, discussões deste gênero são frequentes nos países Europeus, em alguns Estados Norte-Americanos (como New England) e países sul-americanos (como a Colômbia). Nestes casos, a inclusão massiva da geração térmica a gás natural combinada com a volatilidade da demanda de ponta (causada por questões climáticas inesperadas e/ou por massiva inclusão de renováveis no sistema) potencializou os desafios dos modelos inicialmente adotados.

Esta postagem chama a atenção para alguns mecanismos e algumas propostas internacionais relacionadas aos mecanismos de decisões de investimento de transporte de gás natural. Estes mecanismos, se pensados no contexto nacional, levando em conta suas especificidades, podem ser fontes de inspiração tanto para a adoção de alguns mecanismos quanto para a rejeição de outros[1]. Leia mais »

Senso de urgência: conter o consumo de eletricidade no país

Autor: 

Do Blog Infopetro

Por Renato Queiroz

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) acendeu uma luz vermelha ao divulgar em 17 de outubro passado que a situação dos reservatórios da Região Sudeste continuava se deteriorando e as previsões eram pessimistas. De fato o PMO referente à semana de 25 a 31 de outubro de 2014 apontou para uma piora na previsão de vazões. O ONS em seu programa mensal de operação eletroenergética (PMO) publicado semanalmente faz projeções, entre outras, dos volumes das chuvas nas regiões do Brasil. A previsão das vazões afluentes aos reservatórios em base mensal e semanal é uma atividade básica no planejamento da operação energética em um sistema predominantemente hidroelétrico como o brasileiro.

O Sudeste, que responde por cerca de 70% do armazenamento de água nas usinas hidrelétricas brasileiras, tinha como projeção chegar ao final de outubro com 19 % de armazenamento. O informe do ONS ainda apontava que, em outubro, as chuvas das regiões Sudeste e Centro-Oeste não deveriam atingir a 70 % da média histórica. Como a situação prevista para outubro foi pior, a expectativa do nível dos reservatórios para o final de novembro, cai para 15,8% no Sudeste. Leia mais »

Pronto Socorro de Lata

Autor: 

A semana que passou foi marcada por assombrosas revelações da Secretaria Municipal de Saude de São Paulo. Dessas revelações que nos fazem retornar ao tempo quando então, durante a administração de Celso Pitta, foram construídas escolas de lata na cidade de São Paulo. Tema utilizado em campanhas eleitorais onde um queria comprometer o outro pela responsabilidade neste quesito. José Serra dizia que as escolas de lata teriam sido implantadas pela prefeita Marta Suplicy, que na verdade foi a responsável pelo inicio da extinção dessas malfadadas invenções da administração de Celso Pitta. Leia mais »

A melhor maneira de entrar em forma

Ficar em forma não é tão difícil quanto parece. Se você tentou vários métodos de perda de peso e não conseguir bons resultados, é hora de adotar um estilo de vida mais saudável. Vá até o seguinte artigo para saber mais sobre a melhor maneira de entrar em forma. 

Você pode obter grandes resultados sem o uso de pílulas de emagrecimento, como o Goji Pro, a contagem de calorias ou após programas de perda de peso. Desenvolver seu próprio método de perda de peso e com foco na adoção de hábitos saudáveis é realmente a melhor maneira de perder peso. Você deve pensar a longo prazo e dar-se tempo suficiente para se acostumar com seus novos hábitos. Não espere chegar a um peso ideal em menos de seis meses, mas tenha em mente que transformar seu estilo de vida irá ajudá-lo a viver mais tempo e evitar problemas de saúde.  Leia mais »

A revolução energética nos EUA e a geopolítica do petróleo

Autor: 

Do Blog Infopetro

Por Juliana Queiroz

Que os Estados Unidos estão vivendo uma revolução energética não é novidade para ninguém. Mas o que permanece uma incógnita é quanto tempo essa abundância de hidrocarbonetos vai durar e quais as consequências dela para a política externa norte-americana. Leia mais »

A FUGA

Eleição: servidores defendem políticas sociais

Autor: 

Servidores federais protocolaram carta pedindo aos candidatos à Presidência da República para assumirem compromissos relacionados às políticas sociais e defendem que avanços nos atuais programas continuem sendo prioridade. 

*************


Excelentíssima Candidata Dilma Rousseff, Excelentíssimo Candidato Aécio Neves, Leia mais »

Maquinaria Subversiva - MC Berro D’Água

Autor: 


Maquinária Subversiva


Leia mais »

Crônica do atraso e da corrupção

 

O texto a seguir, endereçado à redação de um grande jornal, foi encontrado ao lado do corpo do indígena Xindäpywie Tunuma, da aldeia Txandakra, alvejado com sete tiros, provavelmente por pistoleiros a mando de Severino Rocha, dono da Fazenda Jesus me Deu:

Crônica do atraso e da corrupção

  Leia mais »

PF e MP não precisam de "autorizaçao" dos poderosos...

Autor: 

 

            As recentes e "estarrecedoras" revelações sobre gravíssimas irregularidades ocorridas na Petrobras provocaram reações inusitadas na Presidência da República. No mesmo dia em que os depoimentos do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e do doleiro Alberto Youssef eram divulgados (quinta-feira, 9), a presidente Dilma disse, inicialmente,  que a divulgação que repercutiu na mídia como um "golpe". Leia mais »

A ESCOLHA PODE SER SUA

Em artigo publicado no Globo essa semana, intitulado A Era da Vulnerabilidade”, Joseph E. Stiglitz, prêmio nobel de economia, desmascara o mito da ascensão social nos Estados Unidos - ainda o maior representante do Capitalismo Financeiro da atualidade. E, como ultimamente a questão do dito baixo crescimento do PIB tem andado na boca da oposição por aqui, acho interessante registrar a conclusão de seu texto:

 

“Independentemente da rapidez com que o PIB avança, um sistema econômico que não consegue ganhos para a maioria dos cidadãos, e no qual uma parcela crescente da população enfrenta cada vez mais insegurança, é um sistema econômico falido. E são falidas políticas, como a de austeridade, que aumentam a insegurança e baixam a renda e o padrão de vida de grande parte da população.”

  Leia mais »

Principais elementos divergentes entre Dilma e Aécio.

Aprendi que uma boa educação é absolutamente indispensável para que possamos a pensar, questionar, respeitar o outro, se situar no tempo e no espaço, de sermos capazes de ver o todo; as diversas partes que estão em jogo e a se exprimir com clareza e fazer análises lúcidas. Posso não ser tudo isso, pelo menos, eu tento. Talvez, exatamente por isso, abomino postagens políticas irrefletidas, em nível de senso comum, com baixarias e palavras de ataques ao outro, como se fossem donos da verdade absoluta. Leia mais »

PRÉ-SAL OU ETANOL !?

O senhor de engenho nos quer cortando cana. Muito me surpreende Marina defendendo etanol em detrimento do pré-sal. Ambas as políticas energéticas são complementares, nossos veículos são flex, as nossas termo-elétricas são movidas a gás natural e bagaço de cana, mas só o petróleo destinará dividendos à educação e saúde. Usineiro, uma hora está com o etanol em outra vai para o açúcar, não quer se comprometer com uma política energética de Estado. Uma política efetiva para o setor deveria criar uma estatal, "ETANOLBRAS", ou uma subsidiária da nossa petroleira, PETROBRAS, o que não pode é continuar na mão de usineiros que só querem créditos e mais créditos e pouco investem em pesquisas para o etanol de 4ª geração, além de quererem se expandir para a Amazônia e Pantanal. Querem sempre mais terras. São latifundiários incorrigíveis. Isso Marina Silva não fala e nem combate.

Sucesso da Missão Espacial alavanca campanha “Make in India”

 

           O primeiro-ministro da Índia, Shri Narendra Modi, comemora o sucesso da Missão Espacial Mars Orbiter, que posicionou a sonda Mangalyaan na órbita do planeta vermelho, a um custo extremamente inferior ao da nave Maven da NASA. A Índia tornou-se o primeiro país da Ásia a ter sucesso em sua primeira tentativa de enviar uma nave espacial a Marte, o que deu um expressivo impulso para consolidar seu status de "potência tecnológica". Leia mais »