Falando também do que não está sendo pensado

Por Gunter Zibell - SP

Comentário ao post "Quem está pensando o novo?"

É importante falar também do que não está mudando, do que não está acontecendo.

Saúde é um tanto assim. O raciocínio mais corrente é apenas aumentar a oferta de atendimento, hospitais, médicos, etc. Mas pouco se fala de medicina preventiva, de ensinar às pessoas a não ficarem doentes. Caminhamos para uma epidemia de obesidade. E nada se fala sobre estresse ou assédio moral no trabalho, fatores que levam a doenças psicossomáticas.

Sobre educação e trabalho, nada muito estruturado se pensa para oferecer alternativa a já aposentados voltarem a trabalhar. A visão do governo sobre abertura à imigração é boa, mas não encontra respaldo nem entre seus simpatizantes.

Mas onde este país mais assusta é no conservadorismo na área de segurança. Leia mais »

A socialização do conhecimento nivela por cima

Por Neotupi
 

Quanto muito mais gente se torna protagonista cultural, político, científico, sobra menos espaço para "prima-donas" reinarem sozinhas e serem referências. A socialização do conhecimento nivela por cima, dando falsa aparência de mediocridade. Pegue o caso da China. Há uma enorme pujança, mas quantos chineses são "referência" mundial? É uma sociedade já construída um pouco diferente do modelo europeu e estadunidense, onde as referências são mais coletivas.

No Brasil também há uma tendência de onde havia uma pirâmide hierárquica, com poucas referências no topo, passar a haver um planalto com muita gente no mesmo nível servindo, em grupo, para construir   referências coletivas, e no meio desta multidão ninguém se destaca tanto como antigamente. Com o tempo é provável que o planalto se nivele à planície, ou todos que ainda estão na planície cheguem ao planalto (com duplo sentido, por favor).

Leia mais »

Repúdio e aceitação, os tons da USP São Carlos ao machismo

Por Vânia

Da Caros Amigos

Grupo protesta contra trote machista e é agredido na USP São Carlos 

Universidade investiga veteranos que tiraram a roupa e ofenderam militantes feministas

Da Redação

USP-SC-BixeteProtestoMilitantes da Frente Feminista de São Carlos (SP) foram agredidas verbalmente durante protesto contra o trote Miss Bixete, praticado por veteranos da Universidade de São Paulo (USP). A universidade investiga o caso, ocorrido na terça-feira (26). O Miss Bixete é uma festa dentro do campus que faz parte da recepção de calouros e na qual as calouras desfilam para os veteranos (veja fotos e vídeo abaixo).

Protestos

Desde 2005, as ativistas da Frente, que também promovem a Marcha das Vadias na cidade, denunciam o caráter machista da festa, que ocorre no Centro Acadêmico Armando de Salles Oliveira (Caaso). No protesto, além de batucarem, carregavam cartazes com dizeres como "As mulheres têm cérebro e não apenas seios" - as calouras que desfilam têm que atender aos pedidos dos veteranos, como tirar a blusa.

Leia mais »

Os dez países com a melhor educação do planeta

Por Adir Tavares

Do ABC Tecnología

Los diez países com mejor educación del planeta

Según un estudio de la OCDE, los canadienses poseen el mayor nivel de educación del mundo

Qué duda cabe que un país con un buen nivel educativo también acostumbra a ser un país con altos niveles de civismo, buenas infraestructuras y índices bajos de criminalidad.

Según el último estudio de la Organización para la Cooperación y el Desarrollo Económico (OCDE),el país del mundo donde viven más ciudadanos que han recibido educación universitaria es Canadá. El estudio consideró a las naciones que forman parte de la OCDE y aquellas que son miembros del G20, sumando en total 42.

Los 10 países con más porcentaje de adultos (entre 35 y 64 años) con título profesional (en la relación se no incluyó a Chile, que registró un 27% de habitantes con estudios superiores, 10 puntos porcentuales menos que Irlanda, el cual ocupa el décimo lugar), son los siguientes:

Leia mais »

Maria Izabel Noronha:Devemos ajudar a proteger Isadora Faber

Autor: 

NOTA À IMPRENSA DA APEOESP, via Viomundo

Em nome da  APEOESP – Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado — de São Paulo quero manifestar minha indignação com relação às ameaças e agressões que vem sofrendo a estudante Isadora Faber, de Santa Catarina, bem como sua família.

A estudante, que criou uma página em uma rede social para denunciar o sucateamento da escola pública em que estuda, na cidade de Florianópolis, já teve sua casa apedrejada e recebeu ameaça de morte pela mesma rede social que utiliza para reivindicar melhorias na sua escola. A autora da denúncia exige que a estudante delete a página na internet, sob pena de sofrer um atentado. Leia mais »

Curso a distância supera presencial em avaliação do MEC

Por Fábio Lúcio

Da revista Ache Seu Curso

Cursos a distância superam os presenciais em todos os indicadores de qualidade do e-MEC

Tanto no conceito de curso (inclusive no preliminar) quanto no Enade, cursos a distância conseguem percentual superior de aprovação na comparação com presenciais, segundo base de dados e-MEC

Da revista Ache Seu Curso

A base de dados e-MEC, que reúne instituições de ensino e cursos de graduação com suas respectivas notas nos indicadores de qualidade utilizados pelo Ministério de Educação (MEC), aponta que, percentualmente, os cursos de educação a distância estão ligeiramente melhor conceituados do que os cursos presenciais em todos os indicadores.

O e-MEC reúne as notas nos indicadores do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), que avalia o conhecimento dos estudantes; do Conceito Preliminar de Curso (CPC), que é composto a partir dos resultados do Enade e por fatores que consideram a titulação dos professores, o percentual de docentes que cumprem regime parcial ou integral (não horistas), recursos didático-pedagógicos, infraestrutura e instalações físicas; e, por fim, as notas do Conceito de Curso (CC), composto a partir da avaliação in loco do curso pelo MEC, e que pode confirmar ou modificar o CPC. Leia mais »

Educação - Os fantasmas da nossa adolescência

Autor: 

Em Pedagogia, muito se discute sobre metodologias de ensino. E métodos há muitos, com cada educador (diretor/coordenador/professor) defendendo as razões pelas quais tal método é mais adequado aos seus educandos. Educadores famosos como Rousseau e Pestalozzi plantaram importantes elementos de aprendizagem que influenciaram muitos outros educadores mais contemporâneos:MontessoriPiaget Freinet, por exemplo. Leia mais »

Tecnologia precisa ser usada de forma pedagógica em aula

Por Edsonmarcon

Algumas das aulas mais CHATAS que já assisti foram ministradas com PowerPoint. Essas aulas só tem avantagem de permitir colocar o sono em dia.

Do Instituto Ciência Hoje

Tecnologia não basta

Computador, ‘tablet’, redes sociais e até ‘smartphone’ podem ser usados em sala de aula. Mas, além de dominar a técnica, pais e professores precisam saber usá-los pedagogicamente, diz psicólogo.

Por: Célio Yano

Desde que os computadores pessoais começaram a se popularizar, na década de 1990, há uma expectativa de que a educação passe por uma revolução digital. Não só não houve grandes mudanças, como há quem acredite que novas tecnologias, pelo contrário, dificultem o processo de aprendizado por parte dos estudantes. Leia mais »

Estudantes da rede federal vão bem em exame internacional

Por ciro hardt araujo

Do Último Segundo

Alunos da rede federal estão entre os melhores do mundo

Média obtida em avaliação internacional por eles supera a de países como Canadá e Reino Unido e encosta no Japão

Priscilla Borges, iG Brasília

Se a maioria dos estudantes brasileiros não consegue ler, fazer cálculos matemáticos e compreender a ciência como a maioria dos jovens de países desenvolvidos como Inglaterra, França, Estados Unidos, Canadá e Japão, há um grupo seleto de alunos do País que consegue até superá-los quando o assunto é o Programa de Avaliação Internacional de Estudantes (Pisa).

As notas do último exame educacional, criado pelos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para verificar a qualidade de ensino nos países desenvolvidos e parceiros, mostram que os estudantes da rede federal de educação básica obtiveram desempenhos tão bons ou até superiores aos de muitos alunos que vivem em países muito desenvolvidos. Leia mais »

Planejamento Estratégico e Participativo nas Escolas

Partindo-se do princípio de que planejar é fazer planos, uma maneira de organizar ideias, estabelecer metas em função de um objetivo; constatamos que de acordo com as evidências expressas no livro A Arte da Guerra, a arte de planejar não é uma coisa nova, mas uma atividade que vem desde a era antes de Cristo tendo sua centralidade na arte da guerra com destaque para Sun Tzu, general comandante dos Reinos Combatentes. Por volta de 400 a 320 anos a. C. enfatizava-se que “a guerra é a empresa do essencial do estado, base da vida e da morte, o caminho para a sobrevivência ou a extinção, e por isso deve ser profundamente ponderada e analisada”. Dizia ainda: "Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece, mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas". Leia mais »

Planejamento Estratégico e Participativo nas Escolas.

Partindo-se do princípio de que planejar é fazer planos, uma maneira de organizar ideias, estabelecer metas em função de um objetivo; constatamos que de acordo com as evidências expressas no livro A Arte da Guerra, a arte de planejar não é uma coisa nova, mas uma atividade que vem desde a era antes de Cristo tendo sua centralidade na arte da guerra com destaque para Sun Tzu, general comandante dos Reinos Combatentes. Por volta de 400 a 320 anos a. C. enfatizava-se que “a guerra é a empresa do essencial do estado, base da vida e da morte, o caminho para a sobrevivência ou a extinção, e por isso deve ser profundamente ponderada e analisada”. Dizia ainda: "Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece, mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas". Leia mais »

Só 45% dos professores da rede pública leem no tempo livre

Por MiriamL

Da Agência Brasil

Menos da metade dos professores de escolas públicas leem no tempo livre

Mariana Tokarnia
Repórter da Agência Brasil

Brasília - Um cabo de vassoura que era capaz de falar e sentir era o protagonista do primeiro livro lido pela então adolescente Denise Pazito. Hoje, professora e pedagoga no Espírito Santo, ela fala da experiência em seu blog. "O livro foi indicado pela escola. Provavelmente, eu estava no 4° ou 5° ano. Ele se chamava Memórias de um Cabo de Vassoura e o seu autor era Orígenes Lessa. Professora inspirada a minha. Acertou na mosca. Uma história encantadora. Me encantou pelo mundo das letras."

Leia mais »

O mais novo e brilhante aluno da Politécnica da USP

Por Ledour

Do G1

Campeão de informática, filho de doméstica vai estudar na Poli-USP

Ramon, de 17 anos, foi aprovado em engenharia na 1ª chamada da Fuvest.
Ele diz que estudo para olimpíadas ajudou na preparação para o vestibular.

 

Ana Carolina Moreno Do G1, em São Paulo

Ramon Silva de Lima, 17 anos aprovado no curso de Engenharia (Foto: Flavio Moraes/G1)

Ramon vai estudar na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Foto: Flavio Moraes/G1)

A família de Ramon Silva de Lima, que vive na Avenida São João, no Centro de São Paulo, só deve comemorar a aprovação do filho mais velho na Universidade de São Paulo neste domingo (3). Aos 17 anos, ele passou em engenharia na Fuvest 2013, e será o primeiro da casa a alcançar o ensino superior. "Eu e o pai dele trabalhamos aos sábados, por isso penso em proporcionar para ele um almoço no domingo". contou ao G1 Iolanda Antônia da Silva, que trabalha como porteira e arrumadeira em uma casa de família em Higienópolis. O marido cuida da limpeza de um prédio no mesmo bairro. A lista foi divulgada na sexta-feira (1º).

Leia mais »

Tablets a serem distribuídos pelo MEC

Autor: 

A tecnologia é uma aliada da educação? Sim, sem dúvida. O Governo Federal concorda e, por isso, abriu uma licitação para a compra de até 650 mil tablets que serão distribuídos para professores do Ensino Médio da rede pública de educação. Que tablets são esses? A gente conta.

Eles foram produzidos pela Positivo e são bastante parecidos com a linha de tablets Ypy, vendida no varejo desde o final de 2011. Na licitação, feita no começo de 2012, a fabricante paranaense venceu três dos quatro lotes, ficando responsável pela produção e venda de até 650 mil tablets (pode ser isso, pode ser menos, tudo depende da demanda dos estados). O restante, 250 mil, ficou a cargo da CCE, recentemente adquirida pela chinesa Lenovo.

Conversamos com a assessoria da Positivo para saber detalhes do tablet e nos surpreendemos ao saber que são, na realidade, os tablets: dois modelos, um de 7″, outro de 9,7″ — exatamente como os Ypy do varejo, mas nesse caso, apenas modelos Wi-Fi, nada de 3G. Eles terão garantia de 24 meses, segundo o MEC. As configurações deles são:

Modelo de Tablet Tipo 1 Leia mais »

Imagens: 
Tablet MEC

Jaques Wagner lança novo Portal da Educação na Bahia

O Instituto Anísio Teixeira convida a todos os parceiros da Educação para o Lançamento Oficial do novo Portal da Educação do Estado da Bahia que acontecerá no dia 01 de fevereiro de 2013, às 14h30 no auditório do IAT, e terá transmissão ao vivo pelo sistema de videoconferência e pelo Portal da Educação. O evento contará com a presença da Diretora Geral do IAT, Sra. Irene Cazorla,  do Secretário da Educação, o Sr. Osvaldo Barreto e do Governador do Estado, o Sr. Jaques Wagner.

Através do novo Portal da Educação todos poderão ter acesso a notícias atualizadas sobre a Educação no nosso estado, informações sobre os serviços oferecidos e projetos desenvolvidos pela Secretaria da Estadual de Educação e pelo Instituto Anísio Teixeira, transmissão de videoconferências ao vivo, visualização dos programas da TV Anísio Teixeira, mais de 2 mil conteúdos digitais educacionais(jogos, vídeos, animações, experimentos),  inscrição on-line nos cursos, ambientes virtuais de aprendizagem, sites temáticos das disciplinas e uma Rede Social Educacional. Tudo isso através de um layout interativo, de fácil acesso e adaptado a cada público.
Leia mais »